Table Mountain – dicas para conhecer a incrível Montanha da Mesa

O maior símbolo de Cape Town, a menina dos olhos de todo turista que visita a cidade, uma das formações rochosas mais espetaculares de todo o planeta, classificada dentre as 7 maravilhas naturais do mundo… há milhares de formas de referir-se a Table Mountain. Quer mais uma? Então aí vai: aquele programa que não pode, de forma alguma, ficar de fora do seu roteiro!

Ver a Table Mountain é fácil. Por vezes você se pegará passeando por Cape Town e procurando por ela no horizonte. Quase sempre a encontrará. Ou, pelo menos um pedacinho dela. Subir a Montanha da Mesa e conhece-la verdadeiramente, por outro lado, é tarefa um pouquinho mais complicada. Com a montanha quase sempre coberta pelas nuvens, um bom planejamento, alguma dose de sorte e total atenção são imprescindíveis. Neste post, eu te explico mais sobre isso… e te dou todas as dicas que me fizeram ter sucesso nessa empreitada!

 

 

TABLE MOUNTAIN – UM DOS MAIORES SÍMBOLOS DA ÁFRICA DO SUL!

É absolutamente impossível pensar em Cape Town sem pensar, imediatamente, em Table Mountain. A Montanha da Mesa é o maior símbolo da cidade, estando presente até mesmo em sua bandeira. Não por menos, arrisco dizer que ela está presente em 10 a cada 10 roteiros turísticos por lá… mas, antes de descobrir tudo sobre como visita-la, deixa eu te contar um pouquinho mais sobre ela.

A Table Mountain é considerada uma das montanhas mais antigas do mundo. Algumas evidências apontam que já na Idade da Pedra havia gente morando por lá… na história mais recente, sabe-se que, originalmente, ela era chamada Hoerikwaggo (algo como Montanha do Mar), e que alguns anos da colonização europeia, os povos Khoi e San – habitantes da região – a consideravam sagrada. Para eles, a Montanha da Mesa era morada de um Deus. Posteriormente, com a chegada dos europeus e do novo idioma – africâner – a Hoerikwaggo passou a ser conhecida como Tafelberg. Em inglês: Table Mountain.

Table Mountain © Imagina na Viagem
Uma das 7 Maravilhas da Natureza – Table Mountain © Imagina na Viagem

O nome Table Mountain (Montanha da Mesa para nós) faz referência à sua forma. Gigantesca, a montanha possui mais de 1000 metros de altura e, em seu cume, revela um planalto de mais de 3 quilômetros de área total. Vista de longe, lembra uma mesa mesmo. Vista de perto, é nada menos que magnífica. Certamente uma das formações naturais mais surpreendentes que já tive a chance de conhecer. E de cara fica fácil entender porque a Montanha da Mesa se tornou, em 2011, uma das 7 Maravilhas Naturais do Mundo – a única delas localizada em uma área urbana, diga-se de passagem.

Table Mountain © Imagina na Viagem
Os dassies, animaizinhos super comuns por ali. Table Mountain © Imagina na Viagem

Por fim, é preciso destacar sua importância para a biodiversidade mundial. A Montanha da Mesa é parte do Table Mountain National Park. Criado em 1998, o parque possui aproximadamente 22.000 hectares de área total, nos quais podem ser encontrados diversos animais – como zebras, elandes, dassies… – e mais de 2.000 plantas diferentes. Dentre elas, mais de 70% não pode ser vista em nenhum outro lugar do planeta. Incrível, não? O Table Mountain National Park é parte da chamada Região Floral do Cabo, considerado o mais rico reino floral do mundo e, desde 2004, um Patrimônio Mundial pela UNESCO.

E ainda tem quem pense que é um simples ponto turístico… entendeu agora porque conhecer a Table Mountain é absolutamente indispensável no seu roteiro? Então é hora de descobrir tudo sobre a visita!

Table Mountain © Imagina na Viagem
Table Mountain © Imagina na Viagem

Você sabia que o seguro médico é item OBRIGATÓRIO em viagens para diversos países mundo afora? Se você ainda não contratou o seu, clique aqui e cote com a SegurosPromo. Através dela, você consegue comparar preços de vários planos e fica fácil encontrar o que melhor se encaixa em suas necessidades e em seu bolso! Afinal de contas, ninguém quer passar perrengue na férias, né? E mais: utilizando o cupom de desconto IMAGINANAVIAGEM5 você ainda garante 5% de desconto na contratação do serviço!

 

ONDE FICA E COMO CHEGAR À TABLE MOUNTAIN?

A Table Mountain está localizada no coração da fervilhante Cidade do Cabo. A estação do cableway – o teleférico que leva ao topo da montanha – fica bem próxima ao centro da cidade, fazendo do acesso bastante simples para qualquer visitante.

Para chegar até lá, as melhores opções são os transportes públicos (especificamente o ônibus MyCiti, ou os turísticos Hop-On Hop-Off) ou Uber. Até mesmo quem está com carro alugado – como era o nosso caso – deve considerar “abandona-lo” neste passeio. A Table Mountain foi a única atração da viagem que nos fez deixar o carro no hotel. Optamos por fazer o passeio de Uber e foi a melhor escolha que poderíamos ter feito.  A razão é a dificuldade de estacionamento. Em períodos de alta temporada e/ou finais de semana pode ser muito difícil encontrar uma vaga próxima ao teleférico. Assim, você precisará esperar um bocado ou acabará estacionando bem longe da entrada dos bondinhos… em ambos os casos, nada prático.

Table Mountain © Imagina na Viagem
Table Mountain © Imagina na Viagem

MyCiTi – é uma espécie de BRT, inaugurado na época da Copa do Mundo, para facilitar o transporte entre o centro da Cidade do Cabo e os bairros mais afastados. Para utilizar estes ônibus, você precisará de um passe/cartão específico, o MyConnect Card, que pode ser comprado diretamente nas estações. Chegar até a Table Mountain com o MyCiTi não é difícil, mas requer ao menos uma baldeação… a rota 107 (rosa) passa no Centro Cívico de Cape Town e leva até a estação Lower Tafelberg. De lá, você precisa pegar o ônibus da rota 110 (verde), que faz o trajeto até a estação Upper Tafelberg – onde está localizado o teleférico. Clicando aqui você confere um mapa detalhado das rotas disponíveis.

Hop-On Hop-Off – sabe aqueles ônibus turísticos de dois andares? Então, eles existem em Cape Town e são uma mão na roda para quem planeja conhecer a cidade sem carro. Com duas linhas – que cobrem boa parte da cidade – e dezenas de paradas, vai ser quase impossível você encontrar uma única atração do seu roteiro que não possa ser alcançada com auxílio deles. A parte mais bacana é a liberdade de subir e descer dos ônibus, quantas vezes quiser, em cada uma das paradas. E tudo isso com comentários em português. Você passeia e ainda aprende sobre a história da Cidade do Cabo e seus atrativos. Para acessar a Table Mountain com os ônibus Hop-On Hop-Off, basta pegar a linha vermelha e descer na estação “7 – Cableway”. Você pode ter mais detalhes clicando aqui. E, para comprar seu passe do Hop-On Hop-Off, acesse o site da Viator em: www.viator.com.br.

Uber – Para quem está de carro alugado, mas não quer encarar o sufoco do estacionamento da Table Mountain, o Uber é uma excelente alternativa. Nós estávamos hospedados em V&A Waterfront e nossa viagem, em Uber Black, até a base da Table Mountain custou 140 Rands (pouco menos de R$50). Bem justo, né? Para utilizar o Uber em Cape Town não tem segredo. O uso do aplicativo é igualzinho ao que você já faz aqui no Brasil e, para chegar ao teleférico da Table Mountain você deve definir como destino: “Table Mountain Aerial Cableway”. Lembre-se de ter um cartão internacional associado à sua conta, uma vez que a corrida será cobrada em Rands sul-africanos.

Pronto. Chegamos à base da montanha. Mas, e para chegar lá em cima? Existem duas maneiras de conhecer o topo da Table Mountain. A viagem mais rápida – e menos cansativa – é feita a bordo de um teleférico. Já quem curte um pouco mais de aventura e tem bom preparo físico pode optar por fazer o trecho de subida e/ou descida numa trilha a pé. Abaixo eu conto mais detalhes sobre cada uma das duas opções.

 

SUBIR A TABLE MOUNTAIN DE TELEFÉRICO

Inaugurado no ano de 1929, o teleférico da Table Mountain pode ser considerado uma atração à parte. Ao longo de seus quase 90 anos de funcionamento, os “bondinhos” já passaram por diversas remodelações e levaram mais de 27 milhões de pessoas ao topo da Montanha da Mesa.

Table Mountain © Imagina na Viagem
Table Mountain © Imagina na Viagem

Atualmente, a viagem até o cume leva cerca de 5 minutos, numa velocidade aproximada de 10 metros por segundo. O tempo é suficiente para aproveitar bem o passeio e admirar o visual incrível que se tem de lá se cima. E por falar em visual durante a viagem, pode ficar tranquilo e entrar no bondinho sem pressa para pegar “o melhor lugar”. Por serem redondos, com grandes janelas e possuírem uma espécie de piso giratório em seu interior, todos os passageiros conseguem ter uma excelente visão 360 graus ao longo da viagem, independentemente do lugar que ocupam. Bem legal, né? Um outro ponto bem bacana e muito importante é que os teleféricos são acessíveis para cadeiras de rodas.

A princípio, os bondinhos da Table Mountain funcionam diariamente. Acontece que sua operação está sujeita às condições climáticas e, em dias de muito vento ou pouca visibilidade, as viagens podem ser interrompidas. Isso pode significar, inclusive, precisar descer a montanha a pé… por isso, se a sua ideia é subir E descer a Table Mountain com auxílio do cableway, é preciso estar atento às mudanças climáticas durante o seu passeio.

Table Mountain © Imagina na Viagem
Subindo de teleférico, com a Lion’s Head ao fundo. Table Mountain © Imagina na Viagem

Existem diferentes tipos de tickets para o cableway e alguns deles oferecem, inclusive, viagem de mão única. Em outras palavras, você pode se programar para fazer a trilha na subida e descer de bondinho, ou vice-versa. É uma opção bacana para quem deseja viver as duas experiências! Ainda sobre os tickets: eles podem ser comprados na hora, na bilheteria da estação, ou antecipadamente pela internet. Mas as filas fazem com que a segunda alternativa seja sempre a melhor pedida. Mais abaixo você encontra um tópico específico onde falo com mais detalhes sobre as opções de tickets disponíveis, onde e como comprar, preços, etc.

Pensando em alugar um carro? Minhas dicas são: prefira locadoras mais reconhecidas no mercado como Sixt, Europcar, Avis, Hertz e Álamo e, se puder, faça todos os seguros possíveis. Embora possam encarecer o aluguel, eles garantem uma viagem livre de stress!
Por aqui, nós utilizamos a plataforma RentCars para cotar e alugar nossos carros.
Nela, você consegue comparar ofertas de diversas locadoras e fica fácil encontrar uma opção redondinha para as suas necessidades, sem pesar no seu bolso!
Acesse a RentCars clicando aqui e faça sua simulação!

 

TRILHAS PARA A TABLE MOUNTAIN

Se você é do time dos aventureiros, subir (e/ou descer) a Table Mountain trilhando pode ser a opção ideal. Existem trilhas diversas, com durações e níveis de dificuldade também variados. Assim, escolher uma delas vai depender, basicamente, do tempo que você tem disponível, sua habilidade e preparo físico.

Platteklip Gorge é a mais tranquila dentre elas, requerendo pouca ou quase nenhuma habilidade. Ainda assim, é preciso fôlego. Geralmente, sua subida leva cerca de 2 horas – recheadas de degraus! Chegar no começo da trilha é fácil… Ela começa na Tafelberg Road, a mais ou menos 1,5km da estação dos bondinhos, e o acesso é totalmente gratuito.

Table Mountain © Imagina na Viagem
Table Mountain © Imagina na Viagem

As trilhas até a Table Mountain costumam ser bem demarcadas e possuem sinalização, mas caso você tenha um celular (com internet), pode ficar mais tranquilo acompanhando todo o percurso com ajuda do Google Maps. Nele você encontra a demarcação exata de inúmeras trilhas que levam a Table Mountain! Um super adiando para quem não conhece a região. Outra possibilidade para quem quer se aventurar mas não se sente muito confortável ainda, é a contratação de um guia especializado. Existem diversas empresas que oferecem o serviço por lá.

Para quem curte trilhas mas está incerto sobre a subida, uma noticia boa é que no topo da Table Mountain existem opções de trilhas bem tranquilas… você pode economizar disposição subindo a montanha de teleférico e trilhar já lá no alto! No próximo tópico eu conto mais sobre as trilhas e outros atrativos que você encontrará lá em cima.

 

O QUE FAZER NO ALTO DA TABLE MOUNTAIN?

Em primeiro lugar, ao subir a Table Mountain, prepare-se para ver panoramas incríveis, 360 graus, de Cape Town. Lá do alto, você terá uma vista privilegiada dos principais spots da cidade, como por exemplo a Lion’s Head, as praias de Clifton e Camps Bay, Sea Point, V&A Waterfront ou Cape Town Stadium. Assim como a Baía da Mesa – Table Bay – e o oceano Atlântico completam o visual. Reserve um tempinho para admira-lo sem pressa… e, se o roteiro e o clima permitirem, dizem que o pôr do sol por ali é a um dos mais lindos do mundo. Apesar de não tê-lo visto, não tenho motivos para duvidar.

Table Mountain © Imagina na Viagem
Table Mountain © Imagina na Viagem

E que tal explorar a Table Mountain numa caminhada leve? No topo da montanha, você encontrará três opções de trilhas: Dassie, Agama e Klipspringer. Todas elas são absolutamente bem demarcadas, bastante tranquilas, movimentadas e não requerem nenhuma experiência. Não há grandes desafios, de fato. O que as diferencia é, basicamente, o tamanho e duração (15, 30 e 45 minutos consecutivamente). Obviamente que a maior delas possui uma quantidade maior de view points e, por isso, acaba sendo a minha preferida.

Caminhadas guiadas gratuitas acontecem todos os dias, de hora em hora, das 9h às 15h. Elas atendem bem a quem não se sente confortável para trilhar por conta própria ou aqueles que desejam saber mais sobre a história e curiosidades da montanha, assim como de seu teleférico. O ponto de partida é o Twelve Apostles Terrace – o terraço em frente ao Shop at the Top.

Por falar em Shop at the Top, a lojinha de souvenires da Table Mountain merece uma visita, hein? Comprar lembrancinhas por ali, contrariando todas as expectativas, não sai caro. E é cada mimo mais lindo que o outro. A infraestrutura do topo é bastante satisfatória. Há ainda restaurante self-service (pequeno, com pouca variedade, mas dá pro gasto) e um wi-fi lounge, onde você pode acessar a internet ou carregar seus equipamentos eletrônicos.

Por fim, mas não menos importante… lembram que eu disse que o teleférico era acessível para cadeiras de rodas? Pois a responsabilidade social continua lá no alto. Uma grande rota inteiramente adaptada para cadeiras de rodas está disponível. Assim como banheiros específicos para portadores de necessidades especiais.

Table Mountain © Imagina na Viagem
Table Mountain © Imagina na Viagem

 

COMO COMPRAR OS INGRESSOS DA TABLE MOUNTAIN?

Em primeiro lugar, é preciso entender que não há um ingresso para acessar a Table Mountain. O que há, na verdade, são tickets para uso dos teleféricos. Assim, se a sua ideia é subir e descer a Montanha da Mesa a pé, pode pular este tópico.

Para aqueles que preferem fazer uso do teleférico, no entanto, os tickets são necessários. E, neste caso, a minha dica é que você os compre antecipadamente e fuja da bilheteria no local. Deixa eu te explicar o porquê…

Estive em Cape Town por 5 dias. A Table Mountain era, assim como para a maioria dos visitantes daquela cidade, um dos itens fundamentais da minha “to do list”. Ainda assim, só consegui visita-la no último dia da viagem, quando já quase havia perdido as esperanças. O motivo? As nuvens. Durante meus primeiros dias em Cape Town, embora o tempo estivesse aberto (e lindo!) em toda a cidade, a Table Mountain sempre estava encoberta. E a gente até poderia tentar subir daquele jeito, mas que graça teria chegar lá em cima e não conseguir ver nada além de nuvens?

Table Mountain © Imagina na Viagem
Table Mountain © Imagina na Viagem

Já havia lido relatos que falavam sobre a dificuldade de pegar a Montanha da Mesa com tempo aberto, mas não imaginei que fosse daquele jeito. Quando uma pontinha dela começava a aparecer, não dava tempo nem de colocar a mochila nas costas e logo ela já estava escondida de novo. E, diferentemente do que algumas pessoas dizem por aí, não tem hora melhor para vê-la descoberta. Pegamos não apenas manhãs abertas com tardes nubladas, como também manhãs nubladas com tardes abertas e, no final das contas, ela estava quase sempre escondida mesmo.

E foi assim, na prática, que descobri que quem deseja conhecer a Table Mountain precisa ter, antes de mais nada, paciência, atenção e muita agilidade. Paciência para esperar o melhor momento. Atenção para percebê-lo. E agilidade para chegar ao topo antes que ele acabe. É neste ultimo ponto que a compra antecipada dos tickets do teleférico é de extrema importância.

Assim como eu (e como você!), milhares de outros turistas em Cape Town estão, o tempo todo, atentos e aguardando o melhor momento para visita-la livre das nuvens. E então, quando isso acontece, parece aviso de tsunami… todos saem na mesma direção. Assim, as filas da bilheteria ficam enormes e podem lhe custar muitos minutos (preciosos!). Só pra você ter uma ideia, quando, enfim, conseguimos uma brechinha nas nuvens para subir a Table Mountain, ela durou, aproximadamente, umas 3 ou 4 horas. Depois disso, as nuvens começaram a se formar de novo e logo estava tudo encoberto mais uma vez. Ou seja, não dá pra perder tempo. Se você quer aproveitar o visual com calma, é preciso chegar lá em cima o quanto antes. Assim sendo, ficar uma eternidade nas filas não é uma boa estratégia.

Table Mountain © Imagina na Viagem
Table Mountain © Imagina na Viagem

Por isso, minha recomendação: compre seus ingressos com antecedência. Você ainda precisará enfrentar alguma fila para entrar no teleférico, é verdade, mas economizará muito tempo evitando a bilheteria.

 

A MELHOR FORMA DE COMPRAR O TICKET ANTECIPADO… CAPE TOWN CITY PASS!

A melhor opção para comprar o seu ticket da Table Mountain antecipadamente é adquirir o Cape Town City Pass. Trata-se de um passe turístico que garante acesso gratuito a dezenas de atrações da cidade. Dentre elas, o teleférico da Table Mountain. Em resumo, você compra online, recebe um voucher no seu e-mail e com ele pode acessar qualquer uma das atrações inclusas sem precisar passar na bilheteria. Além disso, economicamente falando, é uma ótima pedida!

O Cape Town City Pass está disponível em formatos de 1 ou 2 dias, na modalidade básica ou premium. Nesta segunda, você poderá usufruir não apenas de todas atrações inclusas no passe normal, como também uma “experiência premium” – como mergulho com tubarões ou voos panorâmicos de helicóptero. Tudo incluído no valor do passe.

O Cape Town City Pass pode ser comprado através da Viator, uma empresa especializada na venda de tours a atividades ao redor de todo o mundo. Já utilizamos a Viator diversas vezes em nossas viagens e sempre ficamos muito satisfeitos, por isso recomendo de olhos fechados. Para ver mais detalhes ou comprar o seu Cape Town City Pass, clique aqui!

 

PREÇOS DOS INGRESSOS

Se, após o meu relato, você ainda preferir encarar as filas e comprar o seu ticket na hora, ok! Mas então, anote aí os preços em Rands (divida por três para converter, aproximadamente, em Reais):

Adultos – Ticket Diurno (subida entre 8h e 13h)
Return: R293
One Way: R151

Adultos – Ticket Vespertino (subida a partir das 13h até fechar)
Return: R277
One Way: R151

Crianças – Ticket Diurno
Return: R141
One Way: R71

Crianças – Ticket Vespertino
Return: R136
One Way: R71

– São considerados “crianças” os jovens entre 4 e 17 anos.
– Menores de 4 anos têm entrada gratuita.
– Estudantes que possuam carteirinha internacional têm direito a desconto no valor do ticket.
– Tickets “Return” são os que incluem uma viagem de ida e volta. Ticktets “One Way” são válidos para apenas um trecho de teleférico.
– Os tickets podem ser comprados em dinheiro ou cartão de crédito internacional.

 

HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO

Os horários de funcionamento do teleférico da Table Mountain variam bastante em função da época do ano. A princípio, em dias de bom tempo, as primeiras subidas ocorrem às 8h, e as últimas descidas podem acontecer entre 18h e 20h30 (a depender do mês). Por outro lado, em dias de vento forte ou pouca visibilidade, as viagens podem começar mais tarde, terminar mais cedo ou mesmo nem acontecer.

Table Mountain © Imagina na Viagem
Table Mountain © Imagina na Viagem

Assim, o ideal é que você acompanhe o status de funcionamento do serviço durante a sua viagem. Você pode fazer isso através das redes sociais do Table Mountain Aerial Cableway. Veja em: Facebook – Table Mountain Aerial Cableway ou Twitter – Table Mountain Aerial Cableway.

Observação: em 2018, entre 23 de Julho e 5 de Agosto, o teleférico terá seu funcionamento paralisado para manutenção. Então, se você viaja neste período e não abre mão de visitar a Montanha da Mesa, programe-se para subir trilhando.

 

TABLE MOUNTAIN – OUTRAS DICAS PARA OTIMIZAR SEU PASSEIO.

ACOMPANHE A MONTANHA PELAS CÂMERAS AO VIVO.
Caso você esteja em um quarto de hotel com vista para a Table Mountain, ótimo. Deste modo, acompanhar o clima sobre a montanha e decidir o melhor momento para subir, é tarefa fácil. Se, por outro lado, você não tem esta visão privilegiada, pode fazer uso da tecnologia. Buscando “Live Cam Table Mountain” no Google, você encontra diversos links com imagens ao vivo da montanha. Foi com ajuda destas câmeras que pudemos ficar atentos ao clima no topo da montanha. Assim que vimos o céu aberto, sabíamos que era hora de correr.

LEVE ROUPAS QUENTES E FILTRO SOLAR.
Pode parecer meio bipolar, mas confie em mim. Antes de partir para a Table Mountain certifique-se de ter consigo roupas quentes, um casaco corta-vento e filtro solar. O tempo pode (e costuma!) mudar de uma hora pra outra lá no alto. Em nossa visita, por exemplo, alternamos momentos de Sol de rachar e vento muito muito frio. Uma loucura. Por isso, é bom estar preparado para enfrentar ambas as situações.

SE FOR FAZER TRILHAS, TENHA UM CELULAR E/OU AVISE SOBRE SEUS PLANOS.
Quem pretende subir a montanha a pé ou fazer alguma trilha lá no topo, deve ter atenção especial. Embora as trilhas sejam consideradas seguras e tenham boa sinalização, algumas precauções sempre são bem-vindas. Um celular pode ser bastante útil para comunicar qualquer problema ou mesmo lhe manter no caminho certo. E em todo caso, antes de ir, avise amigos e/ou familiares sobre seus planos, principalmente se estiver viajando sozinho. Informe o caminho que pretende fazer e o tempo que espera demorar. Combine de entrar em contato novamente logo que chegar ao hotel. Assim, caso haja qualquer contratempo, alguém logo irá notar e saberá exatamente onde lhe procurar.

FIQUE ATENTO AO HORÁRIO E ÀS MUDANÇAS CLIMÁTICAS.
A Montanha da Mesa é, certamente, um dos lugares mais especiais que já visitei. O visual é alucinante e bastante “estranho” aos nossos olhos. Certamente você verá coisas absolutamente lindas e novas ali e, posso apostar, vai perder a noção do tempo. Isso é uma delicia e eu sempre recomendo. No entanto, estando no topo da Table Mountain, se você planeja descer de cableway, é bom não se empolgar tanto ou esquecer do relógio por muito tempo. Assim como é recomendado manter os olhos atentos ao clima – que pode até mesmo paralisar o funcionamento dos teleféricos.

 

 

Leia Mais:

Boulders Beach – como visitar a praia dos pinguins em Cape Town
O que fazer em Cape Town: Atrações imperdíveis na Cidade do Cabo
Onde ficar em Cape Town: Radisson Blu Waterfront – a melhor localização!
The Michelangelo: Um pedacinho da Itália em Sandton – Johannesburg
Onde ficar na Garden Route: Fancourt – a escolha perfeita!
Hotel em Hermanus: Mosselberg on Grotto Beach
Remédios para viagem: o que levar na farmacinha?

 

Post Anterior

Boulders Beach - como visitar a praia dos pinguins em Cape Town

Próximo Post

Restaurantes em Cape Town - A gastronomia da Cidade do Cabo

Comentários

Deixe registrado seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.