O que fazer em Cape Town – Atrações imperdíveis na Cidade do Cabo

De todos os lugares lindos que conheci na África do Sul, a Cidade do Cabo talvez tenha sido a maior surpresa. É claro que eu esperava encontrar incontáveis belezas naturais e tinha altas expectativas, mas Cape Town conseguiu superar todas elas. Uma cidade vibrante, organizada, limpa, com um povo absolutamente receptivo e uma infinidade de atrações – que atendem todo tipo de viajante. O que fazer em Cape Town é uma pergunta com infinitas respostas. E selecionar as melhores delas aqui neste post não foi tarefa fácil, não, viu?!

Nas linhas abaixo, você confere as minhas sugestões de atividades imperdíveis na Cidade do Cabo. Seja você um viajante solitário, parte de um casal apaixonado ou de uma família em férias, posso apostar que algumas delas figurarão, com certeza, em seu roteiro final! Confira agora todas as nossas dicas sobre o que fazer em Cape Town!

 

 

DUAS DICAS QUE VOCÊ NÃO DEVERIA (MESMO) DEIXAR PASSAR…

Pra começo de conversa, deixa eu te contar sobre dois segredos valiosos para quem visita a Cidade do Cabo e quer aproveitar ao máximo, economizando tempo e dinheiro. Tratam-se dos ônibus Hop-On Hop-Off e do passe turístico Cape Town City Pass.

O primeiro deles, é, ao meu ver, o melhor meio de locomoção para quem não pretende alugar um carro em Cape Town, com ônibus que cobrem boa parte da cidade e a oferta de benefícios bastante vantajosos. O segundo, uma maneira absolutamente eficiente de economizar bons trocados no valor final de sua viagem… se você é viajante experiente sabe que as despesas com atrações podem fazer um peso danado no orçamento e é nessa hora que os passes turísticos se tornam excelentes aliados. Abaixo eu explico melhor os motivos pelos quais você deveria considerar os ônibus Hop-On Hop-Off e o Cape Town City Pass em sua viagem.

Você sabia que o seguro médico é item OBRIGATÓRIO em viagens para diversos países mundo afora? Se você ainda não contratou o seu, clique aqui e cote com a SegurosPromo. Através dela, você consegue comparar preços de vários planos e fica fácil encontrar o que melhor se encaixa em suas necessidades e em seu bolso! Afinal de contas, ninguém quer passar perrengue na férias, né? E mais: utilizando o cupom de desconto IMAGINANAVIAGEM5 você ainda garante 5% de desconto na contratação do serviço!

 

CITY SIGHTSEEING – HOP-ON HOP-OFF EM CAPE TOWN

Os ônibus Hop-On Hop-Off são, na minha opinião, uma das melhores formas de explorar uma cidade a qual você visita pela primeira vez. São ônibus de dois andares, que fazem longos percursos circulares passando pelos principais pontos de interesse da cidade.

Em Cape Town, os ônibus Hop-On Hop-Off possuem duas linhas (Blue e Red) e dezenas de paradas, cobrindo uma área imensa da cidade e te deixando perto (ou na frente!) de quase todas as atrações que você pode pensar em visitar. Em outras palavras, você pode fazer destes ônibus seu meio de transporte oficial na cidade.

Comprando o passe destes ônibus, você pode descer e subir, quantas vezes quiser, em cada uma das paradas de cada uma das duas linhas disponíveis. Os passes estão disponíveis para 1 ou 2 dias (consecutivos). Eu, particularmente, recomendo a segunda opção. A diferença de preço compensa e você pode conhecer tudo com mais calma.

Um outro diferencial importante, ao meu ver, é que todos os ônibus são equipados com sistema de áudio e, ao longo do passeio, você pode ouvir comentários sobre a cidade, sua história e cada uma de suas atrações. É uma forma de conhecer verdadeiramente a Cidade do Cabo, mais do que apenas vê-la. E o melhor: os comentários estão disponíveis em português! Os passes ainda incluem, gratuitamente, excursões de barco e walking tours por áreas específicas da cidade (como o bairro de Bo-Kaap).

Os ônibus rodam das 9h às 19h (confira os horários certinhos aqui!) com saídas a cada 20 ou 35 minutos – a depender da linha. E você ainda pode comprar os seus passes pela internet, antecipadamente, através da Viator. Para ver todos os detalhes e preços, acesse: Hop-on Hop-Off Cape Town – Viator

 

PASSE TURÍSTICO – CAPE TOWN CITY PASS

Passes turísticos são, quase sempre, uma excelente forma de economizar nas viagens. Eles são, resumidamente, um ticket único que garante entrada em dezenas de atrações. Você paga apenas uma vez, tem acesso gratuito a cada uma das atrações incluídas – e, algumas vezes, ainda fica livre das filas.

O Cape Town City Pass é um passe turístico que permite a entrada em mais de 70 atrações da Cidade do Cabo – incluindo quase todas listadas neste post, como Cape Point, Table Mountain, Kirstenbosch, Cape Wheel e District Six Museum. Além disso, o Cape Town City Pass ainda garante dois dias de acesso gratuito aos ônibus Hop-On Hop-Off (os mesmos que falei acima!).

Você pode comprar o seu Cape Town City Pass para 2,3 ou 5 dias consecutivos. Há ainda uma versão “Premium” (disponível apenas para 3 ou 5 dias) que, além das 70 atrações básicas, oferece gratuidade em uma atração premium à sua escolha. Dentre as opções de atrações premium você encontra passeios de helicóptero e até mergulho com tubarões. Demais, não?

Além da praticidade e economia de dinheiro, o city pass tem ainda mais uma vantagem. Comprando o seu passe pela internet (você pode comprar o seu pela Viator), você receberá um voucher com um código de barras. Você pode imprimi-lo ou salva-lo em seu celular. É este código de barras que lhe dará acesso automático às atrações. Não é necessário entrar em filas de bilheteria. Basta chegar e apresentar o seu voucher! Na Cidade do Cabo isso é um diferencial e tanto… principalmente para quem pretende visitar a Table Mountain. Como você verá mais abaixo – no tópico onde eu falo especificamente da montanha – conhecer o topo da Table Mountain com céu aberto requer sorte, paciência e agilidade. Ter um voucher na mão, pronto para uso, te fará poupar tempo e aumentará suas chances de sucesso!

Para comprar o seu Cape Town City Pass e economizar um bocado de tempo e dinheiro em sua viagem, acesse: Cape Town City Pass

Pensando em alugar um carro? Minhas dicas são: prefira locadoras mais reconhecidas no mercado como Sixt, Europcar, Avis, Hertz e Álamo e, se puder, faça todos os seguros possíveis. Embora possam encarecer o aluguel, eles garantem uma viagem livre de stress!
Por aqui, nós utilizamos a plataforma RentCars para cotar e alugar nossos carros.
Nela, você consegue comparar ofertas de diversas locadoras e fica fácil encontrar uma opção redondinha para as suas necessidades, sem pesar no seu bolso!
Acesse a RentCars clicando aqui e faça sua simulação!

 

O QUE FAZER EM CAPE TOWN – ATRAÇÕES IMPERDÍVEIS NA CIDADE DO CABO

TABLE MOUNTAIN

Como falar de Cape Town sem falar dela? A Table Mountain é, de longe, o maior símbolo da cidade e a “menina dos olhos” de quase todo turista que passa por ali. Todos querem vê-la e é difícil segurar o queixo quando a encontram pela primeira vez. Mas vá se preparando… o encontro não é lá muito fácil, não, viu? Mesmo nos dias de céu azul, ela pode permanecer encoberta… aparecendo, vez ou outra, tímida, em meio às nuvens. Pelo mesmo motivo, subir a Table Mountain é um dos únicos passeios que não recomendo a compra antecipada (a menos que o ticket não tenha data fixa, como é o caso do Cape Town City Pass!). A chance de você marcar um data e dar de cara com a Montanha da Mesa completamente envolta em nuvens existe e é grande.

Para quem deseja aproveitar ao máximo o passeio – e o visual! –, o ideal é estar sempre atento e, na primeira oportunidade, correr para a estação do cable car (vulgo bondinho!). E não se engane com as dicas que dão conta de um horário melhor… quando estive por lá, peguei manhãs supernubladas e tardes abertas, assim como o oposto. É imprevisível. O que nos ajudou bastante foi acompanhar as câmeras online. Assim, mesmo quando não estávamos olhando diretamente para a montanha, conseguíamos acompanhar como estava o tempo por lá. No primeiro céu azul, sabíamos que era a hora!

Ter o Cape Town City Pass nessa hora é um bom adiando, uma vez que você não precisará pegar as filas da bilheteria e, consequentemente, chegará ao topo da montanha mais rápido. No nosso caso, o tempo completamente aberto durou algo em torno de 3 horas, ou seja, quando antes você subir, mais tempo conseguirá aproveitar!

Outra atenção necessária diz respeito ao vento. Em dias de vento muito forte, é comum que o cable car interrompa o funcionamento, então é bom estar sempre de olho no site oficial, que informa, em tempo real, se o bondinho está ou não funcionando. Veja em: Table Mountain Official Site

A primeira subida do bondinho acontece, geralmente, às 8h30. E sua última descida ocorre às 18h. O tempo pode mudar rapidamente lá no alto, então, em sua visita, não deixe de levar roupas quentes e, se possível, um casaco corta-vento.

Para comprar o seu Cape Town City Pass – com acesso gratuito, a qualquer hora para a Table Mountain – veja todos os detalhes e preço em: Cape Town City Pass

O que fazer em Cape Town © Imagina na Viagem
O que fazer em Cape Town © Imagina na Viagem

 

ILHA ROBBEN – ROBBEN ISLAND

Se você já teve curiosidade de pesquisar um pouquinho que seja sobre a história da África do Sul, certamente já ouviu falar sobre a Ilha Robben. Trata-se de uma ilha localizada a 11 quilômetros da costa da Cidade do Cabo, que possui título de Patrimônio da Humanidade pela UNESCO e que abrigou, durante muitos anos, uma prisão de segurança máxima. A Robben Island tem tamanha importância e ficou mundialmente famosa por ter sido o “lar” de Nelson Mandela e inúmeros outros presos políticos no decorrer da luta contra o Apartheid.

Hoje em dia, a prisão está inutilizada. Ainda assim, a Ilha Robben segue bastante movimentada. É que, diariamente, o local recebe centenas de visitantes curiosos por conhecer as dependências e condições as quais abrigaram, durante tanto tempo, a principal figura da história da África do Sul. As visitas guiadas são conduzidas por ex-detentos que explicam, com conhecimento de causa, como era o dia a dia na prisão. Uma das partes mais aguardadas do passeio é a visita à cela original de Mandela. Uma excelente pedida para aqueles que se interessam por história mundial ou têm curiosidade sobre o período do Apartheid.

Os barcos que levam até a Robben Island partem de V&A Waterfront. É recomendado reservar seus tickets com antecedência, já que costumam esgotar rapidamente, principalmente em períodos de alta temporada.

Uma boa forma de garantir o seu ticket é compra-lo ainda aqui no Brasil. A Viator vende diversos tours pela Cidade do Cabo, incluindo algumas opções para a Robben Island (combinada, ou não, com outras atrações da cidade). Veja todos eles em: Passeios na Robben Island

 

KIRSTENBOSCH NATIONAL BOTANICAL GARDEN – JARDIM BOTÂNICO DE KIRSTENBOSCH

Confesso que quando começamos a planejar nosso roteiro na Cidade do Cabo, eu hesitei em incluir o Jardim Botânico de Kirstenbosch. Um jardim botânico? Será que vale mesmo a visita? Sabia que aquela era uma das atrações mais concorridas da cidade, mas não me convenci de cara. Hoje, olhando pra trás, fico muito feliz por ter “pagado pra ver”. O lugar é realmente indescritível e toda a fama é absolutamente justificada.

As fotos talvez não sejam capazes de transmitir a real beleza daquele lugar e certamente não podem demonstrar toda a paz que vibra ali. Mas acredite em mim: a experiência é valiosa em diversos aspectos. É um passeio excelente para os fãs de botânica, óbvio, com exposições de espécies naturais e exclusivas daquela região. Mas não apenas para eles. Qualquer um que deseje uma carga de energia extra, alguns momentos de contemplação e do mais próximo contato com a natureza vai se sentir realizado por ali! E, com um pouquinho de sorte, é possível assistir a espetáculos musicais que, de tempos em tempos, acontecem em seus vastos gramado. No mais, a luz é singular – o que faz do lugar excelente para os que curtem se aventurar na fotografia.

Uma dica extra? O restaurante do jardim botânico tem pratos gostosos a preço justo!

O Kirstenbosch National Botanical Garden abre suas portas diariamente, das 8h às 19h. No inverno, o parque encerra as atividades uma hora mais cedo. Está a 13km do centro da Cidade do Cabo e chegar até lá é bastante simples estando de carro. Também é facilmente acessado por quem opta por comprar o passe dos ônibus Hop-On Hop-Off em Cape Town. O jardim botânico é a parada 20 da linha Azul.

Se preferir, você pode checar ainda outras opções de excursões que incluem o jardim botânico em: Passeios em Kirstenbosch

O que fazer em Cape Town © Imagina na Viagem
O que fazer em Cape Town © Imagina na Viagem

 

V&A WATERFRONT E CAPE WHEEL

A maneira mais resumida de explicar V&A Waterfront é: onde tudo acontece. Um complexo com centenas de lojas, restaurantes, boates, museus e muito mais o que ver e fazer. É um daqueles lugares onde se encontra de tudo, onde não faltam atividade e de onde você vai desejar estar perto.

Tanto de dia quanto à noite, passear por V&A é bastante agradável. Você pode gastar um tempo garimpando o comércio local – que inclui desde lojas de departamento à boutiques de souvenir com artigos tipicamente africanos -, pode escolher algum dos muitos restaurantes de lá para o almoço, dar uma volta na roda-gigante com vista 360 para a Cidade do Cabo, visitar um museu e terminar a noite curtindo música ao vivo. Há atrações para todos os públicos e, por isso, V&A Waterfront está sempre fervilhando!

Por esta mesma razão, algumas de suas atrações podem ser bastante concorridas. É o caso da Cape Wheel, a roda-gigante de 50 metros de altura que já virou símbolo do complexo. Se quiser dar uma voltinha, uma boa opção é comprar, antecipadamente, o ingresso fura-fila. Ele não é caro e pode lhe poupar bastante tempo!

Você encontra o ingresso fura-fila para a Cape Wheel em: Ticket Fura-Fila – Cape Wheel

É também de V&A Waterfront que partem alguns dos principais passeios de Cape Town, como os tours até Robben Island e os passeios em ônibus turísticos (Hop-On Hop-Off).

O que fazer em Cape Town © Imagina na Viagem
O que fazer em Cape Town © Imagina na Viagem

 

PRAIAS DE CAPE TOWN – CLIFTON E CAMPS BAY

Clifton e Camps Bay são as mais famosas praias da Cidade do Cabo. Elas podem facilmente ocupar um dia inteiro do seu roteiro, uma vez que é fácil perder a noção do tempo por ali. Com areia branquinha e um mar de tirar o fôlego, se você viaja no verão, pode anotar: vai ser difícil, quase impossível, resistir a um mergulho.

Mas mesmo quem não é lá muito fã de torrar na areia, ou aqueles que visitam a Cidade do Cabo no inverno deveriam investir algum tempinho em conhece-las. Independente da época do ano, a atmosfera é sempre incrível e vibrante, com pessoas se exercitando nos calçadões, famílias passeando sem preocupação e visuais alucinantes.

É de Camps Bay que se tem o melhor panorama dos Doze Apóstolos, por exemplo. Os Twelve Apostles são uma formação rochosa em forma de picos, um dos principais símbolos naturais da Cidade do Cabo, perdendo apenas para a Table Mountain.

Os ônibus Hop-On Hop-Off têm paradas em Clifton e Camps Bay, então, para quem opta por este meio de transporte, fica molezinha chegar até lá. Quem está de carro, a depender do dia da semana e da hora, pode gastar alguns minutinhos na busca por uma vaga. Nada que atrapalhe muito o programa.

Outra forma bacana de ver as praias da Cidade do Cabo (e mil outras coisas!) é fazendo um passeio de helicóptero! O “Passeio de helicóptero particular na Cidade do Cabo: oceanos Índico e Atlântico” parte de V&A Waterfront e cruza os céus da cidade passando por vários de seus principais pontos turísticos, como a Table Mountain, a Lion’s Head, as praias de Clifton e Camps Bay, os Doze Apóstolos e muito mais. Você pode conferir todos os detalhes em: Passeio de Helicóptero – Oceanos Índico e Atlântico

O que fazer em Cape Town © Imagina na Viagem
O que fazer em Cape Town © Imagina na Viagem

 

EXCURSÃO DE BARCO – SEA AND HARBOUR CRUISE (CITY SIGHTSEEING)

Que tal conhecer Cape Town por uma perspectiva diferente? Um passeio de barco ao longo de seu litoral pode ser um excelente programa para a família. Com duração de 30 minutos, esta excursão é beeem baratinha e conta detalhes sobre a Cidade do Cabo e sua história náutica – e não precisa se preocupar com o idioma, os comentários estão disponíveis também em português. Ah, e com um pouquinho de sorte, você poderá encontrar vários leões-marinhos pela costa! As crianças adoram!

Os passeios têm início e fim em V&A Waterfront, e quem compra os passes premium (2 dias) do Hop-On Hop-Off tem direito a um embarque gratuito. Se você não pretende comprar os passes dos ônibus mas quer dar uma voltinha pelo mar de Cape Town pode garantir os seus tickets avulsos, acessando: Seal and Harbour Cruise

O que fazer em Cape Town © Imagina na Viagem
O que fazer em Cape Town © Imagina na Viagem

 

BO-KAAP

O colorido bairro de Bo-Kaap oferece um passeio agradável e bastante interessante aos visitantes que desejam compreender um pouco mais sobre a história da Cidade do Cabo.

Inicialmente um bairro de escravos imigrantes, em sua maioria de origem muçulmana, Bo-Kaap manteve sua posição marginalizada ainda durante o período do Apartheid. Suas casinhas coloridas, que hoje fazem tanto sucesso entre os turistas, foram heranças dos tempos finais daquele regime. Quando o governo segregacionista chegou ao fim, os moradores de Bo-Kaap (“não-brancos”), decidiram pintar as fachadas de suas casas, simbolizando não apenas a alegria daquele momento, mas a harmonia da diversidade racial.

Além de caminhar pelo bairro – e fotografar um bocado! – uma programação interessante por ali é visitar o Bo-Kaap Museum.

O passeio por Bo-Kaap, sendo tão rico em história, fica ainda mais rico na companhia de um guia local. Para todos aqueles que possuem passes dos ônibus Hop-On Hop-Off, a City Sightseeing (empresa responsável pelo serviço) oferece, gratuitamente, um walking tour por Bo-Kaap. Os tours partem quatro vezes ao dia e tem duração total de 90 minutos.

Para descobrir outras excursões que passam por Bo-Kaap, veja em: Passeios em Bo-Kaap

 

DISTRICT SIX

Imagine a seguinte situação: você trabalha muito, constrói uma casinha que adora, cria laços na sua vizinhança. Em resumo, você tem uma vida tranquila e feliz com as coisas (materiais ou não) que conquistou. Até que um dia, você é obrigado a deixar tudo pra trás. Você é removido à força, levado para longe de tudo o que um dia foi o seu lar. Por um simples motivo: você não nasceu branco.

Pois foi exatamente isso que aconteceu com os moradores do Distrito Seis, ou District Six, durante os anos do Apartheid. Com a Lei de Áreas de Grupos, aquele pedaço da cidade foi declarado como uma “área branca” e todos os “não-brancos” foram expulsos dali. Suas casas foram destruídas e suas memórias também. Até 1994, quando, já sob governo democrático, o District Six Museum foi criado com o objetivo de contar sobre a história daquele lugar e, de alguma forma, reviver a memória que quem um dia viveu ali.

A visita é absolutamente interessante do ponto de vista histórico. Uma oportunidade fantástica de conhecer mais sobre a Cidade do Cabo, ultrapassando o cenário puramente turístico e embarcando numa jornada pela vida real daquele lugar. Ela pode ser feita por conta própria, ou pode ser guiada por um ex-morador do local. Não preciso nem dizer que contratar o tour guiado é uma ótima ideia, não? Os ingressos para o District Six Museum podem ser comprados na hora ou antecipadamente. Compre online em: Ingressos para District Six Museum

 

O QUE FAZER EM CAPE TOWN – ATRAÇÕES IMPERDÍVEIS NOS ARREDORES

HOUT BAY E CHAPMAN`S PEAK DRIVE

A Baía Hout, ou Hout Bay, é uma baía ao Sul da Cidade do Cabo. O pequeno subúrbio que se desenvolveu em seu litoral recebe o mesmo nome e abriga algumas atrações imperdíveis para quem visita a região. É o caso de Bay Harbour Market e da Chapman’s Peak Drive.

Bay Harbour Market é uma feira que reúne produtos locais, artesanato, gastronomia e música. Não espere uma megaestrutura ou qualquer sofisticação. A feirinha ganha vida dentro de uma espécie de galpão antigo, em meio ao modesto porto de Hout Bay, então o entorno e mesmo sua entrada não são lá muito atraentes. Mas acredite: vale a pena dar uma chance.

Há de um tudo por lá. Tudo mesmo. Incluindo todos os tipos de souvenir que você encontrará nas lojinhas arrumadas da Cidade do Cabo. A regra ali é pechinchar. De cara os preços são similares aos das lojas, às vezes até mais altos, mas quem dá aquela choradinha esperta garante bons descontos. É a chance de rechear sua mala com produtos tipicamente africanos, pagando um bom preço. E o melhor: incentivando o pequeno produtor e aquecendo a economia entre aqueles que mais precisam!

A Bay Harbour Market funciona Sextas das 17h às 21h, Sábados e Domingos das 9h30 às 16h.

É também em Hout Bay que tem início uma das rotas panorâmicas mais lindas e inusitadas que já conheci. Não apenas na África do Sul, mas em todo o mundo. A Chapman’s Peak Drive é uma estrada estreita e sinuosa, de cerca de 9km, que liga Hout Bay a Noordhoek. De um lado, o mar. Do outro, montanhas gigantescas que crescem coladas à pista. Juro, a gente fica sem saber pra onde olhar… Por sorte, existem mirantes ao longo do caminho – onde você pode parar por alguns minutos para admirar sem tensão a beleza e grandiosidade daquele lugar.

Para cruzar a Chapman’s Peak Drive é preciso pagar um pedágio. Carros de passeio pagam R45 (cerca de R$15) pela viagem de mão única. Lembre-se de guardar o ticket do pedágio com você ao longo de todo o percurso. Existem “check-points” ao longo caminho onde você será solicitado a apresentar seu ticket pago.

Ambos os passeios são de fácil acesso para quem aluga um carro na Cidade do Cabo. A viagem é rápida e o trajeto bastante tranquilo. Caso não esteja de carro, anote ai: Para conhecer a feirinha de Bay Harbour Market, uma excelente opção é usar os ônibus Hop-On Hop-Off. A parada “24 – Marine’s Harbour” da linha azul fica a uma curta caminhada do local onde acontece a feirinha. Já para quem deseja percorrer a Chapman’s Peak Drive sem carro, os tours de bike podem ser uma boa ideia! Você pode ver algumas opções em: Tours por Hout Bay e Chapman’s Peak Drive

 

CABO DA BOA ESPERANÇA (CAPE OF GOOD HOPE) – CAPE POINT

Que tal ver pessoalmente um velho conhecido dos tempos de escola? Aposto que você já ouviu falar muitas e muitas vezes sobre o famoso Cabo das Tormentas, ou Cabo da Boa Esperança. A pontinha do continente africano, “descoberta” no século XV pelo navegador português Bartolomeu Dias, é um dos pontos de maior interesse turístico de toda a África do Sul. E não é difícil entender o porquê.

O Cabo da Boa Esperança – Cape Point, como é chamado por lá – está localizado em uma reserva natural, dentro do Table Mountain National Park. O lugar é belíssimo, repleto de natureza em seu estado mais selvagem, incluindo algumas espécies de animais que a cada aparição levam os turistas à loucura, como babuínos, zebras e elandes.

Quando por lá, dois são os pontos de interesse principais: o “marco” do Cape of Good Hope e o farol. O primeiro deles fica ao nível do mar e o acesso é bastante simples. Chegar ao farol, no entanto, requer um pouquinho mais de esforço – em outras palavras, uma trilha ou uma rápida viagem de funicular e pouco mais de 100 degraus de uma escada esculpida nas pedras. O esforço é recompensado por uma vista deslumbrante 360º graus. De Junho a Novembro, espere até mesmo ver algumas baleias nadando no horizonte.

Cape Point conta com uma boa estrutura para atender seus visitantes, com lojinhas, lanchonete e restaurante. Os ingressos que dão acesso a reserva custam R147 (algo próximo a R$50) para adultos e a viagem de funicular é cobrada a parte. Se quiser subir e descer no “trenzinho”, lembre-se de pedir o ticket “return”, que sai por R30. Outra opção é o ticket para viagens de mão única (single), que custa R22. Neste caso, você pode escolher entre subir ou descer com o funicular, e terá que fazer o outro trecho a pé, numa trilha que nos pareceu requerer um bom nível de disposição.

Chegar em Cape Point é moleza para quem está de carro. Mas pode ser mesmo para quem não está. A quantidade de tours que partem da Cidade do Cabo para lá é enorme, e muitos combinam Cape Point com outros atrativos bem bacanas da região, como é o caso de Boulders Beach.

A Viator agrupa excelentes opções de excursões, dentre as quais o “The Peninsula Tour” me parece absolutamente vantajoso e completo. Além de Cape Point e Boulders, o passeio ainda leva a Hout Bay, Kalk Bay e Muizenberg, finalizando com uma visita super gostosa ao Jardim Botânico de Kirstenbosch. Veja todas as informações e valores do tour em: The Peninsula Tour

Para outras opções de passeios que levem até Cape Point, veja: Excursões em Cape Point

O que fazer em Cape Town © Imagina na Viagem
O que fazer em Cape Town © Imagina na Viagem

 

BOULDERS BEACH

A cerca de 45km do centro de Cape Town, a praia de Boulders, em Simon’s Town, é daqueles lugares que mexem com nosso lado “Felícia”. Se você também acha que pinguins são os bichos mais fofos e engraçados do mundo animal, não pode nem pensar em não incluir Boulders em seu roteiro.

O passeio começa através de uma longa passarela de madeira sobre a areia, onde você verá centenas de pinguins, incluindo alguns filhotinhos, em seu habitat natural. Risadas e “ohnnnn”s coletivos são comuns por aqui… a gente passa metade do tempo se divertindo com o jeitinho desengonçado dos bichinhos, e a outra metade arquitetando um plano para levar um deles dentro da bolsa. Rs.

E se vê-los a certa distância já parecia bom o bastante, que tal seria dividir a areia com eles? Parece incrível, né? E em Boulders é possível. Alguns metros à frente da entrada da passarela, você encontra um acesso direto à praia. Não é comum ver centenas deles naquela faixa de areia, mas, com um pouquinho de sorte, você encontrará alguns e poderá chegar bem pertinho. Atenção: não é permitido alimentar ou importunar os bichos, ok? A praia é vigiada e o não cumprimento das regras pode gerar multas!

Para além dos pinguins, Boulders também é imperdível pela beleza. Suas águas calmas e cristalinas fazem do lugar paradisíaco. Um daqueles passeios que ficarão guardados para sempre na memória!

Boulders é um bocadinho distante do centro de Cape Town e a melhor forma de chegar até lá é alugando um carro ou através de excursões, como a excelente The Peninsula Tour (sobre a qual já falei no tópico de Cape Point). Veja todos os detalhes sobre ela em: The Peninsula Tour

Ou, encontre outros passeios que levam a Boulders Beach em: Passeios em Boulders Beach

O que fazer em Cape Town © Imagina na Viagem
O que fazer em Cape Town © Imagina na Viagem

 

WINELANDS – FRANSCHHOEK E STELLENBOSCH

A região de Winelands, como o próprio nome sugere, é famosa pela produção de vinhos. E quem entende um pouquinho desse mundo sabe: nos últimos anos, os rótulos da África do Sul têm ganhado cada vez mais destaques entre os amantes da bebida de Baco.

São inúmeras as vinícolas espalhadas por Winelands. A maioria delas é aberta à visitação e oferece diferentes opções de degustações. As cidadezinhas de Franschhoek e Stellenbosch abrigam algumas das melhores e mais famosas – além de possuírem centrinhos charmosos onde você também vai querer gastar algumas horinhas do seu roteiro.

Winelands está a pouquíssimos quilômetros da Cidade do Cabo, então surpreende que seu clima e visual possam parecer tão diferentes. Ali, as montanhas grandiosas fazem cair o queixo e o friozinho ameno faz da viagem ainda mais gostosa. A atmosfera ideal para quem deseja aproveitar algumas boas taças de tintos e/ou brancos, não?

Há duas excelentes maneiras de conhecer Winelands. A primeira delas é por conta própria, alugando um carro. A parte boa é poder selecionar de antemão as suas vinícolas preferidas e visita-las ao seu tempo, por outro lado, pode ser uma furada caso todos os viajantes queiram participar das degustações. Depois de tantas taças de vinho, pegar o volante por estradas desconhecidas pode ser arriscado. Assim, para grupos ou casais apaixonados por vinhos, nos quais ninguém quer deixar de aproveitar 100%, o ideal é optar pelos passeios fechados que partem de Cape Town pela manhã e retornam no final da tarde.

Uma sugestão bacana é “Full Day Cape Winelands Tour”. O passeio contempla visitas a 5 vinícolas diferentes e inclui degustações em casa uma delas. Também há paradas estratégicas para compras e passeios agradáveis nos centrinhos de Stellenbosch e Franschhoek. E, por fim, há ainda uma rápida parada na Victor Versten Prision – prisão onde Nelson Mandela esteve por cerca de 2 anos. E o melhor de tudo: tudo isso na companhia de um guia falando português. Excelente, né?

O passeio é vendido pela Viator, e você pode conferir mais detalhes e preços em: Full Day Cape Winelands Tour – em Português.

Para ver outras opções de passeios em Cape Winelands, acesse: Tours em Cape Winelands

O que fazer em Cape Town © Imagina na Viagem
O que fazer em Cape Town © Imagina na Viagem

 

WHALE COAST ROUTE – HERMANUS E GANSBAAI

A cerca de 100km a leste da Cidade do Cabo, encontra-se a chamada Whale Coast Route, um pedaço de litoral onde a vida marinha é o carro-chefe.

Na cidade de Hermanus, os avistamentos de baleias são o destaque. A depender da época do ano (em geral de Junho a Novembro), você poderá ver dezenas delas nadando na costa. Ou se quiser uma visão mais privilegiada, poderá embarcar em algum dos vários passeios de barco cujo objetivo principal é o encontro com estes gigantes marinhos.

Quem curte um nível extra de adrenalina, no entanto, pode escolher Gansbaai como destino. Se em Hermanus todos querem ver baleias, em Gansbaai todos estão atrás dos tubarões brancos. É de dali que partem aqueles barcos equipados com gaiolas especiais para mergulho com tubarões, sabe? A experiência já virou marca registrada da África do Sul e atrai um grande número de turistas a cada ano.

Nós exploramos a Whale Coast Route por nossa própria conta, uma vez que a região foi uma das bases de nossa road trip pela Africa do Sul. No entanto, existem diversos passeios de um dia que partem de Cape Town no início da manhã rumo às cidades da Whale Coast Route, retornando no final da tarde. Eles são uma opção ótima para quem, por alguma razão, não se sente confortável ou disposto a alugar um carro naquele país.

O “Whale Watching Day Trip from Cape Town” leva até Hermanus, onde os viajantes embarcam rumo a um “safari marítimo”. A ideia é encontrar baleias e vê-las, de pertinho, em seu habitat natural. Quem sofre com “seasickness” deve levar um remedinho consigo… o mar pode ser bastante agitado. No retorno à Cidade do Cabo, ainda há tempo para uma degustação de vinhos sul-africanos em uma das excelentes vinícolas da região. Veja mais detalhes em: Whale Watching Day Trip from Cape Town

Já o “Cage Diving whit Great White Sharks from Cape Town” atende perfeitamente a turma que sonha encontrar, cara a cara, com o rei dos oceanos! O passeio começa na Cidade do Cabo, rumo a Gansbaai. Você receberá todas as instruções necessárias e será, o tempo todo, acompanhado por guias especializados. O mergulho acontece nos arredores da Ilha Dyer, para onde os tubarões brancos são atraídos com ajuda de iscas. Você pode ver todos os demais detalhes sobre o passeio, assim como preços em: Cage Diving whit Great White Sharks from Cape Town

O que fazer em Cape Town © Imagina na Viagem
O que fazer em Cape Town © Imagina na Viagem

 

NO MAPA…

Abaixo você encontra a localização exata de todas as atrações (ou cidades) listadas no post.

 

 

Leia Mais:

Onde ficar em Cape Town: Radisson Blu Waterfront – a melhor localização!
The Michelangelo: Um pedacinho da Itália em Sandton – Johannesburg
Onde ficar na Garden Route: Fancourt – a escolha perfeita!
Hotel em Hermanus: Mosselberg on Grotto Beach
Remédios para viagem: o que levar na farmacinha?

 

Post Anterior

O que fazer em Nova York - Musicais da Broadway: Anastasia

Próximo Post

Boulders Beach - como visitar a praia dos pinguins em Cape Town

3 Comentários

  1. 16 de julho de 2018 at 16:36 — Responder

    Lugar maravilhoso! Obrigada pelas dicas 🙂 Com certeza estará no meu roteiro de viagens!

  2. 17 de julho de 2018 at 13:25 — Responder

    acho q um dos lugares q mais quero visitar eh o Kirstenbosch, sempre vejo fotos muito legais ai! ainda bem q incluiu no seu roteiro!

  3. 23 de julho de 2018 at 10:27 — Responder

    Cada vez que vejo um post novo de Cape Town, me da vontade de ir para uma viagem. Muito legal esse roteiro, gostei.

Deixe registrado seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.