O que fazer em Rotterdam – 20 atrações da cidade mais plural da Holanda.

Você decidiu viajar até a Holanda e conhecer mais do que apenas a capital, Amsterdam. Começou a pesquisar por cidades interessantes naquele país e bateu uma curiosidade sobre Rotterdam. Será que vale mesmo a pena incluir no roteiro? O que fazer em Rotterdam? Pois eu garanto que sim, vale a pena, e que a cidade está lotada de boas atrações.

Rotterdam é, na minha opinião, a cidade mais plural dos Países Baixos. Rica em arquitetura, com uma pegada moderninha, mas comprometida em valorizar também os resquícios de sua história mais antiga. Dos edifícios centenários às construções vanguardistas, museus, centros culturais e uma vida urbana fervilhante, não faltará o que ver (e amar) por lá.

Depois de uma temporada baseados em Rotterdam, voltamos cheios de lugares preferidos e cantinhos especiais – muitos dos quais nenhum guia ou blog nos ajudou a encontrar. Na lista abaixo, você encontra 20 locais, atrações e atividades que respondem bem à questão: “o que fazer em Rotterdam” (em ordem aleatória, pela paz da minha consciência!).



O QUE FAZER EM ROTTERDAM: EXTRAS.


Você sabia que o seguro médico é item OBRIGATÓRIO em todas as viagens para a Europa? Se você ainda não contratou o seu clique aqui e cote com a SegurosPromo - empresa parceira do Imagina na Viagem. Evite perrengues nas suas férias! Utilizando o cupom de desconto IMAGINANAVIAGEM5 você ainda garante 5% de desconto na contratação do serviço!

O QUE FAZER EM ROTTERDAM

1. MARKTHAL

Dá pra resumir dizendo que o Markthal é o melhor mercado municipal em que já estive. E, caso ele entre em sua listinha de “o que fazer em Rotterdam”, é bem provável que você saia de lá com a mesma impressão. Vários são os motivos que o tornam especial. Pra começar, o Markthal é bem grande (mais precisamente do tamanho de um campo de futebol) e tem uma enorme variedade de produtos (há mais de 120 opções de estandes, restaurantes e lojas). Ele é também atende a públicos variados. Esteja você buscando por ingredientes para o jantar, ou uma refeição pronta, rápida e saborosa, o Markthall tem exatamente o que você procura. E, o mais bacana: ele abrange a gastronomia de diversas nacionalidades. Há sabores de diversos lugares do mundo, desde os típicos croquetes holandeses (claro), até pão de queijo brasileiro, crepes turcos ou os deliciosos pastéis de nata portugueses.

Só estas características já fariam do Markthall uma atração imperdível. Mas é preciso destacar ainda a sua arquitetura nada usual. Inaugurado em 2014 (sim, ele quase tem cheiro de tinta!), o mercado municipal de Rotterdam deixa todo visitante de queixo caído logo à primeira vista. Seu formato de ferradura, os tantos vidros em sua estrutura e a gigantesca obra de arte pintada em seu teto vão ganhar sua admiração, posso apostar.

Cabe ainda dizer que o subsolo do Markthal abriga uma grande filial do Albert Heijn (uma das redes de supermercado mais tradicionais da Holanda) e um baita estacionamento.

DICA EXTRA: depois de incontáveis idas ao Markthal, acumulei alguns “queridinhos” por lá. Se um tour gastronômico lhe parecer interessante, minhas sugestões são: o croquete do Het Kroket Loket (um pouquinho mais caro que os outros mais absurdamente mais gostoso!), a batata frita com maionese do Bram Ladage, os crepes do Ekmekci, o corndog do Hot Dog City e os pastéis de nata do Natamania. É pra sair de lá dando graças à Nossa Senhora da Barriga Estufada.

O que fazer em Rotterdam © Imagina na Viagem
Markthal – O que fazer em Rotterdam © Imagina na Viagem

Horários: de segunda a quinta das 10h às 20h, sexta das 10h às 21h, sábado das 10h às 20h e domingo de 12h às 18h.
Ingressos: Não há. Entrada gratuita.
Endereço: Rev. Jan Scharpstraat 298 – Rotterdam


2. CASAS CUBO

Visita “obrigatória” para amantes da arquitetura (ou, simplesmente, viajantes curiosos), as chamadas “casas cubo” (em neerlandês: kubuswoningen) figuram em todas as listas sobre “o que fazer em Rotterdam”. Mas não se engane: elas não são “só pra turista ver”. As casas são reais e, muitas delas estão habitadas.

Curiosidades: as casas foram desenhadas pelo arquiteto holandês Piet Blom e construídas entre os anos de 1982 e 1984. Todas elas possuem a mesma área total (100m²), distribuídos em cubos perfeitos inclinados a 45 graus. Estima-se que, atualmente, uma casa cubo custe cerca de 280 mil euros.

Se você tem a agenda apertada, ou se a curiosidade não é característica chave da sua personalidade, vê-las por fora pode já ser o bastante. Mas, se você quiser saber mais sobre as casas cubo e ver como elas são por dentro, a dica é separar um tempinho do roteiro para o Kijk-Kubus, o museu da casa cubo. O museu nada mais é que uma autêntica casa cubo inteiramente mobiliada. Como você pode imaginar, ele é bem pequenininho e a visita é rápida, mas bastante interessante.  

O que fazer em Rotterdam © Imagina na Viagem
Casas cubo – O que fazer em Rotterdam © Imagina na Viagem

Horários: o Kijk-Kubus está aberto de segunda a sexta das 10h às 17h, sábado e domingo das 11h às 18h.
Ingressos:  €3 para adultos / €2,50 para idosos e estudantes / €1,50 para crianças até 12 anos.
Endereço: Overblaak 70 – Rotterdam


Já reservou seu hotel para a viagem?? Eu sempre opto por reservar os meus hotéis através do Booking.com Nele fica fácil encontrar as melhores opções de hospedagem - e excelentes ofertas! Reservando seu hotel através de nossos links, você contribui com o Imagina na Viagem sem pagar nadinha a mais por isso! Acesse em: Booking.com

Booking.com

3. ERASMUSBRUG

Se eu precisasse definir a Erasmusbrug em apenas uma frase, eu diria: ela é um dos símbolos máximos da arquitetura, em uma cidade que tem a sua arquitetura como símbolo máximo. Importante, né? O fato é que a Ponte Erasmus é a cara de Rotterdam e um dos seus principais ícones. Em números: são 139 metros de altura, 800 metros de extensão e 40 cabos de aço que partem de seu grande mastro até sua base. A Erasmusbrug foi inaugurada em 1996 e, desde então, atravessa o rio Nieuwe Maas, ligando o centro ao bairro de Kop van Zuid.

Se você não tem medo de altura, cruzar a Erasmusbrug a pé é um programa que merece entrar pro seu roteiro. O passeio é ótimo, a vista da cidade é belíssima e Kop van Zuid tem estruturas que merecem ser vistas de perto, como o De Rotterdam, o Hotel New York, a Maastoren e o Nederlands Fotomuseum.

Se preferir, você também pode curtir o visual da Erasmusbrug às margens do Nieuwe Maas, na Willemsplein. Ali há alguns banquinhos onde é gostoso sentar e ver o movimento das embarcações que cruzam o rio. É também dali que partem os passeios de barco Spido – há diversas opções de tours disponíveis.

O que fazer em Rotterdam © Imagina na Viagem
Erasmusbrug – O que fazer em Rotterdam © Imagina na Viagem

Horários: aberta 24 horas por dia, 7 dias por semana.
Ingressos: Não há. Entrada gratuita.
Endereço: Erasmusbrug, 1 – Rotterdam


4. SS ROTTERDAM

O SS Rotterdam é um navio transatlântico dos anos 50, que fez sua última viagem no ano 2000 e, atualmente, está ancorado em Rotterdam. Hoje, o navio transformou-se em um complexo de lazer, abrigando um hotel, restaurantes, bares e recebendo um bocado de visitantes por ano.

Há diversas formas de curtir o navio. Você pode escolher se hospedar por lá, reservar um jantar, fazer um tour guiado ou até mesmo experimentar um jogo de escape. Se quiser só ver o navio por dentro, também pode. O acesso é na área dos restaurantes, bar e terraço.

Katendrecht, a região onde está ancorado o SS Rotterdam, também merece sua atenção. Primordialmente residencial, a área é agradável e bastante tranquila. Um lugar onde você consegue perceber, quase sem interferências do turismo, como é vida em Rotterdam.

O que fazer em Rotterdam © Imagina na Viagem
SS Rotterdam – O que fazer em Rotterdam © Imagina na Viagem

Horários e ingressos: o navio abriga atividades distintas e cada uma delas tem valores e agenda também diferentes. Acesse diretamente o site oficial do SS Rotterdam para informações atualizadas. Veja em: www.ssrotterdam.com
Endereço: 3e Katendrechtse Hoofd, 25 – Rotterdam


5. EUROMAST

Mais um dentre os ícones de Rotterdam, a torre de observação Euromast é a estrutura mais alta de toda a Holanda, com 185 metros de altura. O número não causa grande espanto (a CN Tower de Toronto, por exemplo, é quase 3 vezes mais alta que ela), é verdade, mas não subestime a visita. Lá no alto, você encontrará um excelente panorama da cidade e vistas lindas do rio Nieuwe Maas.

Para aqueles que gostam de viver experiências exclusivas, aí vai uma dica extra: faça mais que subir a Euromast. Passe a noite lá cima. Inusitado, né? A torre oferece duas únicas suíte e, como você deve imaginar, a procura é grande. É preciso se programar e reservar com antecedência. Se a sua viagem acontece só daqui a alguns meses, vale a pena checar a disponibilidade.

O que fazer em Rotterdam © Imagina na Viagem
Euromast – O que fazer em Rotterdam © Imagina na Viagem

Horários: De abril a setembro, diariamente, das 9h30 às 22h. De outubro a março, diariamente, das 10h às 22h.
Ingressos: €10,25 adultos / €9,25 acima de 65 anos / €6,75 crianças (entre 4 e 11 anos).
Endereço: Parkhaven 20 – Rotterdam


6. HET PARK

Dificilmente você encontrará o Het Park nos circuitos turísticos basicos de Rotterdam, mas, confie em mim, ele merece o seu tempo. O Het Park foi uma das grandes  descobertas que fizemos durante nosso mês em Rotterdam. Aquele lugar que pinta no meio do caminho meio “sem querer querendo”. Ele fica do ladinho da Euromast e, se você incluiu a torre em seu roteiro, é moleza acrescentar também um tempinho para conhecer o parque.

Inaugurado em 1852, o Het Park é o parque mais antigo de toda Rotterdam e foi todinho inspirado no estilo country inglês. Lá dentro você encontrará (além de trilhas, árvores belíssimas, lagos e muitos animais) o Parkheuvel – um dos mais renomados restaurantes da cidade e primeiro na Holanda a conquistar as desejadas três estrelas Michelin. Durante o verão, procure pela agenda de eventos da cidade, certamente muitos deles ocorrerão no gramado verdinho do Het Park.

O que fazer em Rotterdam © Imagina na Viagem
Het Park – O que fazer em Rotterdam © Imagina na Viagem

Horários: aberto 24 horas por dia, 7 dias por semana.a
Ingressos: Não há. Entrada gratuita.
Endereço: Baden Powelllaan 2 – Rotterdam


7. HISTORISCHE TUIN SCHOONOORD

Mais uma das descobertas surpreendentes que fizemos em nosso última passagem por Rotterdam, o Jardim Histórico Schoonoord não aparecia em nenhuma das listas de “o que fazer em Rotterdam” que havíamos pesquisado. Trata-se de um lugar verdadeiramente intocado pelos turistas e que nos encantou profundamente.

Sua história começa lá no início do século XVIII, mas seu projeto atual data do ano de 1860. O Jardim Histórico Schoonoord serviu como jardim particular de famílias abastadas holandesas durante muitos e muitos anos e foi somente em 1973 que abriu, pela primeira vez, suas portas para o público. Hoje ele é classificado como monumento nacional.

Basicamente, há duas formas de visitá-lo e ambas têm suas vantagens. A primeira delas é por conta própria, sem roteiro pré-definido. O lugar é pequeno e não há como se perder por ali. Um passeio sem pressa e sem mapas pelo Jardim Histórico Schoonoord é como um viajar no tempo, um aterrissar num conto de fadas. Um suspiro de profunda paz, ainda que no meio de um dos maiores centros urbanos da Holanda. A outra maneira, menos poética, mas ainda interessante é com auxílio de um aplicativo em seu celular. Baixando o aplicativo (link logo mais abaixo) você encontrará um percurso pré-definido e, enquanto passeia, terá acesso a detalhes sobre a história do jardim e o plantio realizado ali – com destaque para os cedros libaneses de mais de 250 anos.

AppStore: apps.apple.com/nl/app/beleefroutes
Google Play: play.google.com/store/apps/beleefroutes

O que fazer em Rotterdam © Imagina na Viagem
Jardim Histórico Schoonoord – O que fazer em Rotterdam © Imagina na Viagem

Horários: Diariamente, de 8h30 às 16h30.
Ingressos: Não há. Entrada gratuita.
Endereço: Kievitslaan 8 – Rotterdam


8. VEERHAVEN E OUDEHAVEN

Você já deve ter ouvido falar que Rotterdam é dona do maior porto da Europa. Estima-se que, anualmente, cerca de 300 toneladas de mercadorias sejam embarcadas e desembacardas no porto de Rotterdam. Mas, além deste porto principal hipermovimentado, há outros portos na cidade – estes mais calmos e até mesmo românticos. Três deles ficam no centro da cidade, bem próximos a pontos turísticos que já devem estar listados em seu roteiro. E eu faria uma esticadinha na caminhada para vê-los. São eles: Veerhaven, Leuvehaven e Oudehaven.

Saindo do Het Park, em direção nordeste, à beira do Neuwe Maas, você encontrará o primeiro deles. A partir daí é só continuar beirando o rio e os outros dois surgirão também no seu caminho. Em comum entre eles, está presença de embarcações belíssimas de estilos e épocas distintas.

Dentre os três, o Veerhaven e o Oudehaven são meus preferidos. No primeiro, chama atenção a graciosa casinha do Rotary Club. Junto dela está também o Wereldmuseum – que é parte do Museu Nacional de Culturas Mundiais e tem mais de 83 mil peças em seu acervo. Já no Oudehaven você verá, além de barcos centenárias, a Witte Huis (casa branca). Trata-se de um lindo edifício de 43 metros de altura que sustenta a alcunha de primeiro arranha-céu da Europa. Há também uma grande variedade de restaurantes e bares que, à noite, fazem do lugar ainda mais romântico – com direito a lanternas iluminando as águas do rio.

O que fazer em Rotterdam © Imagina na Viagem
Oudehaven – O que fazer em Rotterdam © Imagina na Viagem

Horários: abertos 24 horas por dia, 7 dias por semana.
Ingressos: Não há. Entrada gratuita.


9. DELFSHAVEN

E já que estamos falando de portos, seria impossível seguir este artigo sem falar do mais especial dentre todos eles: Delfshaven – aquele que, na minha opinião, é um dos lugares mais apaixonantes de toda Rotterdam.

A gente já estava em Rotterdam há alguns dias quando decidiu caminhar até aquele porto. Já havíamos visto bastante da cidade. Estávamos acostumados com ela. E, quando chegamos a Delfshaven, foi como se uma outra cidade se revelasse para nós. O curioso é que, até 1886, Delfshaven era mesmo “outra cidade”. Na verdade, a área funcionava como porto de Delft – cidade localizada a alguns poucos quilômetros dali – numa espécie de artimanha para evitar os pedágios do porto de Rotterdam. Pois bem, mesmo que hoje esteja incorporada como um bairro da cidade, a região parece viver num outro compasso. É como se o tempo tivesse parado só em Delfshaven. Fato é que a história é mais bem preservada ali – uma das poucas áreas da cidade que resistiu ao grande bombardeiro de 1940.

Um braço calmo de rio onde descansam embarcações antigas. Calçadas estreitas, feitas com pedras que eu nem saberia dizer quantos anos têm. Casinhas fofas com janelas que dão pra rua. Um moinho no horizonte. Uma igreja cujo sino se ocupa da trilha sonora do passeio. No meio de tudo isso, restaurantes aconchegantes, museus locais e até mesmo uma cervejaria (a única da cidade) cujo nome – De Pelgrim – remete ao mais famoso acontecimento de Delfshaven. Foi daquele porto que os peregrinos (Pilgrim Fathers) partiram rumo à América, a bordo do Speedwell.

Caminhar por Delfshaven pode ser uma aula de história ou, simplesmente, um passeio recheado de belezas. E, pasme, é mais um daqueles lugares onde você raramente irá esbarrar com outros turistas. Uma joia (quase) intocada.

O que fazer em Rotterdam © Imagina na Viagem
Delfshaven – O que fazer em Rotterdam © Imagina na Viagem

Horários: aberto 24 horas por dia, 7 dias por semana.
Ingressos: Não há. Entrada gratuita.
Endereço: Aelbrechtskolk 20 – Rotterdam


10. LUCHTSINGEL BRUG

A Luchtsingel Brug foi mais um dos lugares que a gente descobriu por acaso em Rotterdam. E não foi em sites ou guia de viagem que a encontramos. Foi no mapa, numa sorte danada. “A gente ainda não andou pra essa direção aqui. Opa, tem uma ponte amarela meio doida por lá, e fica a meia hora de caminhada daqui, vamos?”. E a gente foi. E descobriu uma Rotterdam diferente, transformada por um processo de revitalização, com projeto de jardim em cima dos trilhos de trem desativados. E com a “ponte amarela meio doida” ainda mais doida ao vivo… e construída com tábuas que levam o nome (ou a mensagem) daqueles que ajudaram em sua realização. Um lugar traduz a face moderna e ousada de Rotterdam e que rendeu algumas das fotos mais legais que fizemos na viagem.

A ponte Luchtsingel tem 390 metros de extensão e é responsável por ligar o centro de Rotterdam à região norte da cidade. Ela foi inaugurada em 2015, após um período de cerca de três anos em construção. Não é um grande ponto turístico e nem tem uma grande história… mas, se você quer sentir a alma da cidade e fazer boas fotos, não deixe de dar um pulinho rápido por lá.

O que fazer em Rotterdam © Imagina na Viagem
Luchtsingel Brug – O que fazer em Rotterdam © Imagina na Viagem

Horários: aberta 24 horas por dia, 7 dias por semana.
Ingressos: Não há. Entrada gratuita.
Endereço: Park Pompenburg – Luchtsingel – Rotterdam


11. LIJNBAAN

Historicamente falando, a Lijnbaan foi a primeira rua comercial exclusiva para pedestres de toda a Europa. Foi inaugurada no ano de 1953, quando Rotterdam ainda passava por um amplo projeto de reconstrução pós-guerra.

Na prática, para quem visita Rotterdam hoje, a Lijnbaan e seu entorno formam uma região viva e cheia de movimento, onde você pode fazer boas compras, ver vitrines, sentar-se para um almoço ou jantar ou, simplesmente, caminhar acompanhando o dia a dia da cidade. Há de tudo por ali: lojas a perder de vista, restaurantes, bares e cafeterias tradicionais, cinemas, academias, casa de espetáculos, supermercados, etc.

Dentre o variado comércio que você encontrará na Lijnbaan, estão lojas como Zara, Mango, H&M, Lush, Rituals, Douglas (a versão holandesa da Sephora), Etos, Decathlon, Hunkemöller (minha preferida para loungewear) e muuuitas outras.

Dica extra: fica também naquelas redondezas (mais precisamente no Koopgoot) a KKEC, uma loja criativa que é um mix de boutique de presentes e papelaria. Daqueles paraísos recheados de coisinhas fofas e úteis que você nem imaginava precisar até vê-las pela primeira vez.

Estando na Lijnbaan, outra boa ideia é esticar a caminhada até a Stadhuisplein. A praça abriga a prefeitura da cidade – um edifício maravilhoso que sobreviveu à guerra. À noite, com iluminação especial, ele fica ainda mais bonito!

O que fazer em Rotterdam © Imagina na Viagem
Lijnbaan – O que fazer em Rotterdam © Imagina na Viagem

Horários: a maior parte das lojas funciona de 10h às 18h de terça a sexta, aos sábados de 10h às 21h, domingos e segundas de 12h às 18h.
Ingressos: Não há. Entrada gratuita.
Endereço: Lijnbaan – Rotterdam


12. WITTE DE WITHKWARTIER

Conheci o Witte de Withkwartier (mais precisamente a Witte de Withstraat) com o rótulo de “palco da vida noturna de Rotterdam”. Bom, se você me acompanha um pouco por aqui, já deve ter percebido que vida noturna não é muito a minha praia. Ainda assim, tiramos um tempinho para conhecer a região. O que eu encontrei, vai muito além do que me foi descrito. Sim, há uma série de boates e barzinhos (um dos quais nomeado pelo Lonely Planet como o melhor do mundo) no Witte de Withkwartier, o que faz com que a noite ali seja mesmo bastante movimentada. Mas não é só isso.

O Witte de Withkwartier é também repleto de centros culturais, galerias de arte e lojas de design. Aquele lugar onde, a cada esquina (literalmente) você encontra uma instalação artística. Murais de street art estão espalhados por toda a região e passear em busca deles é uma viagem à parte.

Por fim, não vá embora sem uma passadinha na Frietboutique. Ela fica na Witte de Withstraat e ganhou o meu troféu de melhor batata frita de Rotterdam – com larga vantagem!

O que fazer em Rotterdam © Imagina na Viagem
Witte de Withstraat – O que fazer em Rotterdam © Imagina na Viagem

Horários: A Witte de Withstraat é aquele ponto onde sempre (ou quase sempre) há movimento. Vale a pena ir em qualquer horário e, se possível (se a sua estada em Rotterdam permitir) ir em mais de um horário. Durante a manhã/tarde as lojas e alguns restaurantes estão abertos. À noite, restaurantes, bares, pubs, discotecas e muita vida noturna.
Ingressos: Não há. Entrada gratuita.
Endereço: Witte de Withstraat – Rotterdam


13. UMA SELEÇÃO DE MUSEUS

Rotterdam é uma cidade que oferece boas e variadas opções de museus. Há espaços dedicados à arte, história mundial, história local, natureza e muitos outros temas. Dentre eles, cito dois: o Museum Boijmans Van Beuningen e o Maritiem Museum.

No primeiro, a arte é protagonista. Trata-se do museu de arte mais importante da cidade, fundado em 1849. Ele se debruça sobre as artes plásticas holandesa e europeia, desenvolvidas entre a Idade Média e a atualidade. Dentre a coleção do Boijmans estão obras de Van Gogh, Rembrandt, Mondrian, Monet, Dalí, Bosch, Kandinsky e muitos outros.

Aí eu tenho duas notícias pra te dar, uma boa e uma ruim. Começando pela ruim: o Boijmans está, atualmente (desde 2019), fechado para reformas. A previsão é que a reestruturação total do museu leve 7 longos anos. A notícia boa é que ainda é possível ver sua coleção, já que ela foi dividida e espalhada dentre outros museus da cidade. Se você tem uma agenda frouxa em Rotterdam, uma caça aos tesouros do Boijmans pode ser uma excelente programação. Mas por pouco tempo. Já a partir de 2021 a coleção volta a ser reunida em um único espaço: o primeiro kunstdepot (depósito de arte) aberto ao público.

Já o Maritiem Museum, ou Museu Marítimo de Rotterdam, parece ser uma boa opção para famílias que viajam com crianças. O espaço é recheado de experiências interativas em meio aos incontáveis objetos de sua coleção. Por lá, há ainda um navio da marinha, datado do final do século XIX e a promessa de aprender tim tim por tim tim da história do porto de Rotterdam – o maior da Europa. Se incluir o Maritiem Museum em sua agenda, não deixe de dar uma olhada na famosa De Verwoeste Stad. A escultura de bronze que relembra o bombardeio sofrido por Rotterdam em 1940 foi inaugurada em 1953, bem do ladinho do museu.

O que fazer em Rotterdam © Imagina na Viagem
Maritiem Museum – O que fazer em Rotterdam © Imagina na Viagem

Abaixo, você encontra uma relação com alguns dos mais prestigiados museus de Rotterdam e o site oficial de cada um deles. Acesse para obter mais informações sobre coleções, horários de funcionamento e ingressos.

MUSEUM BOIJMANS VAN BEUNINGEN – www.boijmans.nl
MARITIEM MUSEUM – www.maritiemmuseum.nl
KUNSTHAL ROTTERDAM – www.kunsthal.nl
NATUURHISTORISCH MUSEUM ROTTERDAM – www.hetnatuurhistorisch.nl
KIJK-KUBUS MUSEUM – www.kubuswoning.nl
WERELDMUSEUM – www.wereldmuseum.nl
CHABOT MUSEUM – www.chabotmuseum.nl


14. KINDERDIJK

Se o seu sonho holandês é uma paisagem bucólica e repleta de moinhos, ele pode ser realizado bem pertinho de Rotterdam. Kinderdijk é um sítio histórico que abriga um conjunto de 19 moinhos construídos no século XVIII. A atração é classificada como Patrimônio Mundial pela Unesco e recebe centenas de turistas todos os dias. Muitos dos moinhos são, até hoje, habitados – e alguns deles estão abertos à visitação.

Kinderdijk está a cerca de 15 quilômetros de Rotterdam e você pode chegar até lá via transporte público sem grandes complicações.

Horários: diariamente, das 9h às 17h30.
Ingressos: €9 por pessoa.
Endereço: Nederwaard 1 – Kinderdijk


15. ROTTERDAM CENTRAAL STATION

É bem provável que a Rotterdam Centraal Station seja o seu primeiro contato com Rotterdam. Se for, ótimo. Se não for, vale a pena reservar um tempinho do seu roteiro para vê-la de perto. Trata-se de um ícone arquitetônico – dos mais bonitos e importantes – da cidade.

O edifício de desenho moderno foi inaugurado em 2014, mas a estação já existia naquele mesmo local desde 1957. Saudando a história do lugar, alguns elementos da estação original foram preservados no novo projeto. É o caso, por exemplo, do relógio e do grande letreiro que adornam sua fachada.

A estação central liga Rotterdam a diversas cidades holandesas bem como a alguns destinos internacionais – como Bruxellas, Paris e Londres. Cerca de 170 mil pessoas passam por ali diariamente e, é preciso destacar: ainda assim, é uma das estações ferroviárias mais organizadas e limpas que já conheci! Um exemplo claro da excelente educação do povo holandês.

O que fazer em Rotterdam © Imagina na Viagem
Centraal Station – O que fazer em Rotterdam © Imagina na Viagem

Horários: aberta 24 horas apor dia, 7 dias por semana.
Ingressos: Não há. Entrada gratuita.
Endereço: Stationsplein 1 – Rotterdam


16. MINIWORLD ROTTERDAM

Ainda que, em sua viagem pela Holanda, você planeje conhecer Madurodam – o grande e mais famoso parque de miniaturas, localizado em Haia –, caso sobre um tempinho na agenda, pode ser uma boa ideia incluir nos planos também o MiniWorld Rotterdam. Ele é menorzinho, é verdade, mas ainda assim é interessante e bem diferente do “primo famoso”, já que é focado na cidade de Rotterdam.

Por lá, você verá como a cidade foi destruída durante o bombardeio de 1940 e como se reergueu desde então. Entre as miniaturas mais famosas estão as casas cubo, a Euromast, a Erasmusbrug e a Centraal Station. O inusitado é que os cenários mudam conforme o sol se põe. Sim, o sol se põe no MiniWorld Rotterdam e em 24 minutos você verá uma simulação da cidade ao longo das 24 horas de um dia. Bem legal, né? As crianças, especialmente, tendem a gostar bastante o passeio.

Horários: de quarta a sexta de 12h às 17h, sábados e domingos de 10h às 17h.
Ingressos: 12,95 adultos, crianças de 3 a 11 anos pagam 9,25.
Endereço: Weena 745 – Rotterdam


17. STADION FEIJENOORD

Pensando nos aficionados por esportes e/ou futebol, o Stadion Feijenoord, mais conhecido como De Kuip, não poderia ficar de fora da nossa lista sobre o que fazer em Rotterdam. O estádio é a casa do time de futebol Feijenoord (ou Feyenoord) e sediou a final da Eurocopa de 2000.

O De Kuip está aberto à visitação, com tours de 90 minutos que passam pelos lugares mais importantes do estádio – incluindo o túnel dos jogadores, o centro de imprensa e até mesmo o gramado. Por fim, ainda é possível ver de pertinho os prêmios mais importantes do Feyenoord em um museu inteiramente dedicado à sua história.

Dica extra: caso goste de incluir concertos musicais em suas viagens, pode ser uma boa ideia checar a agenda do De Kuip. O estádio já recebeu shows de nomes como Bob Dylan, Pink Floyd, U2, Rolling Stones e outros gigantes.

Horários: os horários dos tours pelo estádio variam conforme o dia. Recomendo que você entre no site oficial para se informar sobre os horários disponíveis nas datas da sua viagem. Veja em: www.dekuip.nl
Ingressos: €15 adultos / €11 crianças de 5 a 14 anos.
Endereço: Van Zandvlietplein 1 – Rotterdam


18. GROTE OF SINT-LAURENSKERK

Num país onde 50% da população é ateísta (dados de 2015), não é lá muito comum encontrar muitas igrejas. Em Rotterdam, uma se destaca: a Grote of Sint-Laurenskerk.

Mais do que sua importância religiosa, a gótica Grote of Sint-Laurenskerk carrega um enorme peso histórico: tendo sido construída entre os séculos XV e XVI, ela é a única estrutura remanescente do período medieval de Rotterdam e uma das poucas construções que sobreviveram aos ataques durante a Segunda Guerra Mundial. Imagens daquela época são chocantes, retratam uma Rotterdam quase inteiramente destruída e, em contraste, a Grote of Sint-Laurenskerk aparentemente inabalada. Só aparentemente, é verdade. O edifício foi bastante danificado e precisou de grandes obras de restauração – que duraram 16 anos.

Há duas curiosidades bem legais sobre a Grote of Sint-Laurenskerk. A primeira é que ela abriga o maior órgão da Holanda, chamado Marcussenorgan. E a segunda, mais interessante: ainda lá na Idade Média, qualquer pessoa que contribuísse com 3000 tijolos para a construção da torre da Grote of Sint-Laurenskerk, automaticamente conquistava uma espécie de cidadania de Rotterdam. Confesso que desde que eu soube disso, comecei a economizar uma graninha pra tijolos. Vai que eles decidem fazer uma Grote of Sint-Laurenskerk mais moderna…

O que fazer em Rotterdam © Imagina na Viagem
Sint-Laurenskerk – O que fazer em Rotterdam © Imagina na Viagem

Horários: de terça a sábado de 10h às 17h.
Ingressos: €3 por pessoa / crianças até 12 anos têm entrada gratuita
Endereço: Grotekerkplein 27 – Rotterdam


19. MEENT

De Meent ou, simplesmente, Meent é a rua mais cool e badalada de Rotterdam. Uma espécie de Lijnbaan mais refinada. É lá que estão as lojas mais sofisticadas, assim como restaurantes e bares descolados. Mas sem ares de ostentação – coisa que, sendo bem honesta, não percebi mesmo em nenhum lugar de Rotterdam.

Passear pela Meent e toda a região no entorno é super agradável. Vale parar para um sorvete no De IJSsaloon ou para um café com apfelstrudel (dos deuses!) na Van Beek Specker. E, claro, também vale garimpar uma peças bacanas para o seu guarda-roupa, porque estilo é o que não vai faltar por ali. Por fim, seu clima solar e a facilidade de serviços também fazem da região uma excelente opção para hospedagem.

Horários: A Meent tem movimento ao longo de todo o dia, de manhã e a tarde, o fluxo é grande em função das lojas. Quando a noite vai caindo, os bares e restaurantes absorvem o movimento.
Ingressos: Não há. Entrada gratuita.
Endereço: Meent – Rotterdam


20. BINNENROTTE CENTRUMMARKT

Apenas seis palavras resumem, de forma bastante completa e verdadeira, a Binnenrotte Centrummarkt: uma feira que tem de tudo.

São mais de 250 barracas que, juntas, brigam pelo título de maior mercado de rua da Holanda. E, quando eu disse que tem de tudo, tem de tudo mesmo. Você verá desde peixes frescos, até móveis de segunda mão, passando por flores, roupas, decoração, legumes e verduras, produtos artesanais e até mesmo joias. Um passeio ideal para quem quer ver mais da vida real de Rotterdam, bem como para aqueles que têm paciência na hora de garimpar boas compras… com o olhar apurado é possível encontrar produtos bons a preços muito baixos.

O que fazer em Rotterdam © Imagina na Viagem
Binnenrotte Markt – O que fazer em Rotterdam © Imagina na Viagem

Horários: terças de 8h às 17h30 e sábados de 8h até 17h.
Ingressos: Não há. Entrada gratuita.
Endereço: Binnenrotte 101 – Rotterdam


O QUE FAZER EM ROTTERDAM – MAPA


O QUE FAZER EM ROTTERDAM – EXCURSÕES E PASSEIOS RÁPIDOS

Se você tem apenas um dia na cidade, contratar uma excursão guiada pode ser uma boa alternativa para otimizar o seu tempo e roteiro. Neste caso, recomendamos o site Get Your Guide – especializado na venda de tours e atividades turísticas ao redor do mundo.

Abaixo, selecionamos algumas opções de passeios que mostram os principais pontos de Rotterdam em curta duração (a pé, de bike ou segway).



Agora que você já sabe o que fazer em Rotterdam, não há mais nenhuma dúvida sobre se vale ou não a pena visitar a cidade, não é mesmo? Caso já tenha estado por lá e tenha encontrado um lugar ou atração especial que não estejam nesta lista, sinta-se à vontade para dar suas sugestões nos comentários abaixo!

LEIA TAMBÉM
+ Roteiro Amsterdam – o que fazer durante sua passagem pela cidade.
+ Onde ficar em Amsterdam – uma lista dos melhores hotéis e hostels.
+ Keukenhof – guia completo para visitar as tulipas holandesas.
+ Amsterdam no Natal – vale a pena visitar nesta época?

PLANEJE SUA VIAGEM E RESERVE AQUI!

Quando você faz uma reserva através de nossos links, nós ganhamos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e ajuda o Imagina na Viagem a continuar produzindo conteúdo e trazendo dicas pra você! Então, o que tá esperando? Faça a sua reserva e nos dê uma força!





Post Anterior

Mauritshuis: um museu imperdível em Haia (Holanda). Tudo sobre a visita!

Próximo Post

Onde ficar em Rotterdam - hotéis e hostels superbem localizados!

Comentários

Deixe registrado seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.