Viagem a Bordéus: O que visitar na cidade francesa do vinho?

Montar um roteiro pela França não é lá muito fácil… são muitas as cidades que merecem alguns dias do seu itinerário e escolher quais delas visitar pode ser uma tarefa árdua. Na dúvida, alguns destinos franceses são opções certeiras – e acabam por figurar com mais frequência nos roteiros turísticos. Neste artigo, você encontra mais detalhes sobre um deles: a bela Bordéus (ou Bordeaux), uma joia do interior francês, que atrai fãs de arte, música, e (claro!) vinhos. Quais são as maiores atrações turísticas de Bordéus? Quando ir? Onde está localizada a cidade? Todas estas informações – e muitas outras mais – estão descritas nas linhas abaixo!

BORDÉUS: O QUE VOCÊ PRECISA SABER.

Localizada no sudoeste da França, a cerca de 600 quilômetros de Paris e próxima ao Golfo da Biscaia, a cidade de Bordéus é a capital do departamento da Gironda. É uma das maiores cidades da França e – aqui vai uma curiosidade – chegou a ser sua capital durante a Primeira Guerra Mundial.

Em se tratando de roteiro pela França, muitos são os turistas que combinam uma estada em Paris com uma visita a Bordéus. Em trens de alta velocidade – TVG – a viagem pode ser feita em cerca de 2 horas, e o trajeto relativamente rápido é um convite aos passeios bate-volta. Sim, é possível sair de Paris pela manhã, descobrir Bordéus e retornar à capital no fim do dia. Mas, caso tenha um tempinho a mais na agenda, a permanência por (ao menos) dois ou três dias é altamente recomendada.

Dedicar tempo a Bordéus é garantir a construção de boas memórias de viagem. Isto porque a cidade, classificada como Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO desde 2007, oferece um sem-fim de atividades – de construções prestigiadas a museus superinteressantes, há muito o que ver. São mais de 350 edifícios categorizados como monumentos históricos pelo governo francês e alguns dos mais importantes museus do país, como o Museu Aquitaine e o La Cité du Vin – um tesouro para os amantes do vinho.

E por falar em vinho… é impossível explicar Bordéus sem mencionar sua forte relação com a bebida de Baco. A cidade é intitulada por muitos como a “capital do vinho” e produz alguns dos melhores rótulos de todo o mundo. Não por menos, uma passagem por Bordéus é o sonho de consumo de 10 em cada 10 fãs do enoturismo. Se este é o seu caso, uma dica esperta é programar a viagem entre o final de setembro e início de outubro, quando é possível ver e até mesmo participar da colheita das uvas.

E então, ficou animado ou animada para conhecer? Pensando em passar alguns dias por lá? O tópico a seguir revela algumas dentre as principais atrações da cidade e torna mais fácil desenhar um roteiro por Bordéus.

O QUE VISITAR EM BORDÉUS: AS PRINCIPAIS ATRAÇÕES TURÍSTICAS DA CIDADE.

Place de la Bourse – um dos pontos focais do centro turístico de Bordéus, a Place de la Bourse (em português, Praça da Bolsa) data do século dezoito. Ali estão o Hôtel de la Bourse e o Hôtel des Fermes, respectivamente a câmara de comércio e a administração aduaneira da cidade. Além dos edifícios belíssimos, o que chama atenção por ali – e é protagoniza incontáveis fotos de Bordéus – é o Miroir d’eau. Construído em 2006 entre a praça e o Rio Garona, o Miroir d’eau é uma laje de granito com cerca de 3 mil metros quadrados, coberta por uma fina lâmina de apenas 2cm de água. Dizem ser o maior espelho d’água do mundo… o suficiente para refletir a praça, duplicando sua beleza.

Catedral de Bordeaux – também conhecida como Catedral de Santo André, ela é parte do famoso “Caminho de Santiago” e um dos principais pontos turísticos de Bordéus. Com arquitetura gótica, a catedral foi construída por volta do século treze e hoje é classificada como um Patrimônio Mundial pela UNESCO. Junto à catedral está a Torre Pey-Berland, com cerca de 50 metros de altura e de onde é possível ter uma vista espetacular da cidade.

Porte Cailhau – Em estilo neogótico e contando com 35 metros de altura, a Porta Cailhau era parte das muralhas de Bordéus. Foi construída no século XV, como comemoração à vitória do rei Carlos VIII na Itália. Hoje, é um importante ponto turístico da cidade e um excelente ponto de observação do rio Garona e do centro histórico.

La Cité du Vin – Atração imperdível para os enófilos, o La Cité du Vin é um museu que promete uma experiência imersiva e multissensorial pelo mundo dos vinhos. São mais de 13 mil m², dez andares e 20 áreas temáticas inteiramente dedicadas ao tema.

Festas e Festivais – A depender da época da sua viagem, algumas festas e festivais podem preencher o roteiro das férias. É o caso do “Bordeaux Fête le Vin”, celebração dedicada ao vinho que acontece sempre em junho, nos anos pares. Ou do “Bordeaux Fête le Fleuve”, que acontece no mesmo mês, sempre em anos ímpares. O Festival de Jazz da cidade também costuma movimentar a região, sempre em junho e novembro. Para mais informações sobre a agenda cultural de Bordéus, o site oficial do turismo da cidade oferece um calendário com todos os eventos. Acesse em: www.bordeaux-tourisme.com/agenda-bordeaux

DICAS EXTRAS

  • O centro de visitantes de Bordéus está aberto diariamente e é um excelente ponto de partida para os passeios pela cidade. Nele, você encontrará diversas opções de excursões e passeios guiados (ótimos para aprender ao máximo sobre a história e curiosidades da cidade), bem como profissionais habilitados que podem fornecer dicas e orientações.
  • Vai a Bordéus de carro? Então anote uma dica esperta que vai lhe poupar estresse e tempo de viagem: o site www.infotbm.com/fr/parc-relais oferece acesso a um mapa com os estacionamentos da cidade, com informações em tempo real, sobre a quantidade de vagas disponíveis em cada um deles. Nada de gastar seu tempo de viagem procurando onde estacionar.
  • Antes de viajar, lembre-se que um seguro-viagem com cobertura mínima de 30 mil euros é obrigatório nas viagens para a França e que, a partir de 2023, os países do Espaço Schengen (incluindo a França) exigirão a emissão de uma autorização eletrônica – ETIAS – para viajantes brasileiros. Para saber mais sobre o assunto, veja o vídeo que postamos no Youtube em: https://youtu.be/KgiYcDgrRh0

QUEM ESCREVE

Formada em Cinema e pós-graduada em Jornalismo, já trabalhou como produtora cinematográfica, fotógrafa, redatora, assessora de imprensa...
Mas foi nas viagens - e contando sobre elas - que descobriu sua verdadeira paixão.
Desde 2014, é editora do Imagina na Viagem e consultora de turismo além, é claro, de uma viajante incansável nas horas vagas.

Post anterior

Praia de Itacoatiara (Niterói-RJ): o que fazer, como chegar e mais dicas.

Próximo post

Não há publicações mais recentes.

Comentários

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.