Tax Free Paris – saiba como fazer o tax refund / détaxe na França.

Tax free em Paris é possível e pode te fazer economizar uma graninha boa. E, convenhamos, nada melhor que poupar em euros, certo? Neste artigo, você encontra detalhes sobre o sistema de tax free em Paris – e na França como um todo. Reunimos dicas sobre como, quando e onde fazer o détaxe – que é como eles chamam o tax refund por lá – e muitas outras informações úteis para conseguir a sua restituição.

O que você vai ver neste artigo:
1. O que é o détaxe?
2. Quem tem direito?
3. Todas as compras são livres de impostos?
4. Quanto vou receber de volta?
5. Quando fazer o détaxe?
6. Como fazer o détaxe na França?
7. Sistema PABLO: guia passo a passo.
8. Como receber o reembolso?
9. Détaxe em viagens para vários países e conexões.
10. É fácil fazer o détaxe em Paris?
11. Onde fazer o détaxe na França?
12. Quanto tempo leva para fazer o tax refund?
13. Vale a pena fazer o détaxe?
14. Dica extra: Lojas com tax free imediato.

Você sabia que o seguro médico é item OBRIGATÓRIO em todas as viagens para a Europa? Se você ainda não contratou o seu clique aqui e cote com a SegurosPromo - empresa parceira do Imagina na Viagem. Evite perrengues nas suas férias! Utilizando o cupom de desconto IMAGINANAVIAGEM5 você ainda garante 5% de desconto na contratação do serviço!

1. TAX FREE PARIS: O QUE É O DÉTAXE (OU TAX REFUND OU TAX FREE)?

Tax free, tax refund, détaxe… todos estes termos significam o mesmo: a possibilidade de receber parcialmente os impostos pagos (na França, mais precisamente o TVA – Taxe sur la Valeur Ajoutée) em compras durante sua viagem.

Em francês, o termo mais comumente usado é détaxe (se pronuncia detáx). E, fazendo o processo, você poderá conseguir um reembolso de 12% do total das suas compras. Parece bom, né? Nas linhas abaixo, você descobre se tem direito a fazer o détaxe, se suas compras são válidas para o processo e os detalhes para, quando for o caso, solicitar a sua restituição

2. QUEM TEM DIREITO A FAZER O DÉTAXE NA FRANÇA?

Para ter direito a restituição do TVA na França, você precisa atender a alguns requisitos. São eles:

  • Residir fora da União Europeia.
  • Ter mais de 16 anos de idade.
  • Viajar pela França por, no máximo, 6 meses.
  • Ter feito, ao menos, uma compra de no mínimo 175 euros (por loja).
  • Deixar o espaço da União Europeia pela França (veja mais detalhes no tópico “Détaxe em viagens para vários países e conexões“).

3. TODAS AS COMPRAS TEM DIREITO A TAX FREE?

Nem todas as compras dão direito a devolução de taxas, não. Pra começar, a loja onde você faz as compras, precisa ser integrante do programa de tax free. Quando sair às compras, você verá símbolos de tax free nas vitrines ou nos caixas e, caso não os veja, sempre vale a pena perguntar aos vendedores. Em alguns casos, a sinalização é ineficiente e, se não perguntar, você pode acabar perdendo um desconto de 12% a toa.

Outra coisa importante: APENAS as compras com valor acima de 175 euros são válidas para o détaxe. E, sim, se você fizer várias compras que atendam a este requisito, pode solicitar o tex refund de todas elas. Mas e se eu fizer várias compras que, juntas, somam 175 euros? Vale? Não, não vale. Para serem aceitas, cada uma das compras precisa, individualmente, ter valor superior a 175 euros.

Já reservou seu hotel em Paris? Eu sempre opto por reservar os meus hotéis através do Booking.com. Nele fica fácil encontrar as melhores opções de hospedagem - e excelentes ofertas! Reservando seu hotel através de nossos links, você contribui com o Imagina na Viagem sem pagar nadinha a mais por isso! Acesse em: Booking.com

Por último, mas não menos importante, você precisa solicitar um formulário de tax free no momento da compra. E pode ficar tranquilo, é algo tão comum que todo vendedor sabe do que se trata. É com este documento que você fará o processo e poderá receber o reembolso de seus impostos quando estiver deixando a União Europeia. Verifique ainda se a loja oferece o formulário PABLO – com este modelo, o processo de tax refund vai ser bem mais simples lá na frente. Falo com mais detalhes abaixo.

4. QUANTO VOU RECEBER DE VOLTA COM O TAX REFUND?

Atualmente, a taxa de devolução de TVA na França é de 12%. Na prática, isso significa que se você acumular €1000 em compras, poderá ser restituído em €120, caso faça o détaxe. Nada mal, não?

5. QUANDO DEVO FAZER O DÉTAXE (ANTES OU DEPOIS DO CHECK-IN)?

O ideal é que você faça o seu processo de détaxe antes do check-in, logo que chegar ao aeroporto. Isso porque, em alguns casos, os fiscais alfandegários podem solicitar a apresentação dos produtos comprados. Caso você não os apresente, os seus formulários de détaxe serão invalidados e, se houver suspeita de fraude, você pode até ser multado.

Mas, e se, porventura, você tiver guardado todas as suas compras na mala de mão? Neste caso, ok. Não há problema em fazer o check-in e despachar suas malas grandes antes do processo de détaxe.

6. TAX FREE PARIS: COMO FAZER O DÉTAXE EM PARIS E OUTRAS CIDADES DA FRANÇA?

Existem duas maneiras de fazer o détaxe na França. A primeira delas é indo até um guichê da alfândega e fazendo todo o processo com auxílio de um fiscal alfandegário. A segunda é através do sistema PABLO – ou Programme d’Apurement des Bordereaux de vente en détaxe par Lecture Optique des codes barres, trata-se um sistema de autoatendimento onde você consegue fazer todo o processo em português em um terminal eletrônico.

Qualquer que seja o modo que você vá fazer o seu détaxe, o processo começa ainda na loja, na hora que você estiver fazendo a sua compra. Avise ao vendedor que deseja fazer uma compra “tax free” e peça o formulário próprio para isso. Verifique se eles têm o formulário PABLO (assim vai ser bem mais rápido e fácil no aeroporto) e especifique de que maneira você deseja receber a sua restituição: em espécie ou crédito no cartão (veja mais em Como receber o reembolso?).

O vendedor solicitará o seu PASSAPORTE ORIGINAL (não esqueça… sem esse documento, nada feito!), aprontará o documento e lhe entregará junto a um envelope pré-pago. Guarde isso junto a nota fiscal e os tenha em mãos quando estiver rumo ao aeroporto, na volta pra casa. Outra dica é: na hora de arrumar a mala, deixe suas compras em uma localização de fácil acesso, já que você pode ser solicitado a apresentar todos os produtos que constam na nota.

Tax Free Paris - Como fazer o détaxe na França © Imagina na Viagem
Formulário modelo PABLO. Tax Free Paris – Como fazer o détaxe na França © Imagina na Viagem

Chegando ao aeroporto, não tem erro. Procure por placas com indicação “Détaxe” ou “Tax Refund”, como na foto ao lado. E, se nada disso funcionar, mostre seu formulário a qualquer funcionário e ele saberá para onde lhe direcionar.

Agora sim é a hora que você “escolhe” entre os dois métodos: convencional ou PABLO. E eu digo entre aspas porque, em alguns casos, o viajante não poderá ser atendido eletronicamente. Isso acontece quando: o formulário fornecido pela loja não é compatível com o sistema PABLO, quando há alguma inconsistência no sistema e há necessidade de checagem manual ou, ainda, quando o viajante tem compras e formulários feitos em outros países pelos quais passou antes de chegar à França.

Se algum destes é o seu caso, ou se você prefere ser atendido no método convencional mesmo, dirija-se a fila e aguarde ser chamado no guichê. Chegando lá, apresente passaporte, formulários, passagem aérea e, se for solicitado, os produtos que comprou. O funcionário fará a verificação e, estando tudo certinho, autorizará o crédito.

Se você pode e prefere fazer o processo pelo PABLO, acompanhe o passo a passo que preparei abaixo.

7. SISTEMA PABLO: PASSO A PASSO.

Fez as suas compras, solicitou os formulários PABLO, chegou ao aeroporto e encontrou o tótem de autoatendimento? Agora é moleza.

  1. Escolha o idioma de sua preferência – para nossa alegria, há a opção de português. Para isso toque na bandeira de Portugal.
  2. Escaneie o código de barras do(s) seu(s) formulário(s) e verifique se as informações que aparecem na tela estão corretas. Confirme.
  3. Se tudo estiver certinho, uma mensagem de confirmação verde será exibida na tela. Seu formulário está validado e você já está autorizado a receber o pagamento (veja como no próximo tópico).
  4. Se houver qualquer problema com a operação, uma mensagem vermelha aparecerá, sinalizando o erro. Neste caso, dirija-se até um fiscal alfandegário para fazer o processo da maneira manual.

8. COMO RECEBEREI MEU REEMBOLSO DOS IMPOSTOS?

Existem também duas maneiras de receber sua restituição: em espécie no ato, ou posteriormente via crédito em cartão. E você poderá optar livremente por um ou outro meio. Basta informar, no momento da compra, a sua preferência.

Eu, particularmente, prefiro receber o dinheiro na hora. Matar logo a pendência, sabe? Quem opta pelo crédito no cartão pode levar meses para receber a restituição e rola sempre aquela expectativa: “será que deu certo mesmo?”. Além do mais, nos casos em que é necessário postar o formulário no correio (veja detalhes mais abaixo), é preciso lidar também com a possibilidade de um extravio.

Se você optou por receber a sua restituição em espécie, depois de validar seu formulário (com um fiscal ou no totem PABLO), você precisará apresenta-lo em um guichê de reembolso, ou uma casa de câmbio Travelex (no aeroporto mesmo). O reembolso sai na hora. No meu caso, havia uma casa de câmbio bem ao lado dos terminais PABLO e sem fila alguma. Foi mamão com açúcar. Mas não espere contar com a mesma sorte e saiba que filas são comuns. Sempre reserve um tempo adequado para o processo.

Pensando em alugar um carro? Minhas dicas são: prefira locadoras mais reconhecidas no mercado como Sixt, Europcar, Avis, Hertz e Álamo e, se puder, faça todos os seguros possíveis. Embora possam encarecer o aluguel, eles garantem uma viagem livre de stress!
Por aqui, nós utilizamos a plataforma RentCars para cotar e alugar nossos carros.
Nela, você consegue comparar ofertas de diversas locadoras e fica fácil encontrar uma opção redondinha para as suas necessidades, sem pesar no seu bolso!
Acesse a RentCars clicando aqui e faça sua simulação!

Já quem prefere receber a quantia como crédito no cartão, deve proceder de maneiras distintas, a depender da forma como fez o processo anterior. Se pelo PABLO, não há mais o que fazer. Seu formulário já foi validado e os responsáveis receberão essa informação eletronicamente. Por outro lado, caso tenha feito a validação com um agente alfandegário, após receber o selo de validação em seu formulário, você deverá posta-lo – dentro do envelope pré-pago – em uma das caixas de correio sinalizadas (sempre próximas à aduana). Daí também é só aguardar. De uma forma ou de outra, é normal que o crédito leve alguns meses para cair.

Tax Free Paris - Como fazer o détaxe na França © Imagina na Viagem
Envelope pré-pago que você receberá junto com o formulário. Tax Free Paris – Como fazer o détaxe na França © Imagina na Viagem

DICA ESPERTA: caso escolha receber em espécie, na hora de sacar o dinheiro no aeroporto, peça SEMPRE para receber o valor em euros. Pedindo em qualquer outra moeda, a facada na conversão é certa.

9. DÉTAXE PARA QUEM VIAJA POR VÁRIOS PAÍSES E/OU FAZ CONEXÕES.

Se a sua viagem passa por vários países da União Europeia, atenção nesse tópico. Você SEMPRE fará o processo de tax refund no último país visitado. Pra não ter dúvidas, segue o exemplo: se na sua viagem você fará o roteiro Espanha, Holanda e França, você fará o tax refund de todas compras na França. Se a sua viagem, no entanto, passa pela Alemanha, França e Portugal, seu tax refund será feito em Portugal, seguindo as regras de lá. Certo? Nenhuma dúvida, né?

Mas… e nos casos de conexões? Ignore a conexão. Se você volta pro Brasil em um voo Paris – Amsterdam – São Paulo, o processo de détaxe deve ser feito em Paris.

Atenção: Quem comprou coisas em outros países e está deixando a União Europeia pela França, não estará apto a utilizar o terminal PABLO. Neste caso, em que o viajante tem uma guia de devolução de impostos estrangeira, é preciso encaminhar-se à aduana e fazer o processo com um dos agentes alfandegários. Ele pedirá seu passaporte, sua passagem aérea e suas guias, bem como pode solicitar a apresentação dos produtos.

10. É FÁCIL FAZER O DÉTAXE NA FRANÇA?

Como você viu lá em cima, existem duas formas de fazer o tax free na França: com um fiscal alfandegário ou através dos terminais PABLO. Sem dúvida alguma, a segunda opção é bem mais tranquila.

Porque você deveria optar pelo PABLO: em primeiro lugar, as filas costumam ser bem menores, já que o processo é rápido. Além disso, há a vantagem de fazer o processo todo em nossa própria língua, uma vez que os terminais tem opção de atendimento em português.

Procurando por passeios em Paris? Existem diversas empresas vendendo ingressos, tours e atividades na cidade. Nossa preferida entre todas elas é a PARISCityVISION.
Já perdi as contas de quantas vezes utilizamos seus serviços e as experiências sempre foram ótimas, por isso ela passou a ser também a nossa principal indicação por lá!

Com a PARISCityVISION você pode reservar tours pela cidade, passeios de barco ou comprar tickets "fura-filas" para os principais museus e atrações! Confira todas as opções disponíveis e compre antecipadamente em: www.pariscityvision.com

Ainda assim, se você precisar fazer o processo convencional com um fiscal, nada de pânico. Pode ser que você leve mais tempo, mas tendo todos os documentos e produtos com você, não há o que dar errado.

11. TAX FREE PARIS: ONDE FAZER O DÉTAXE EM PARIS E OUTRAS CIDADES DA FRANÇA?

O detáxe pode ser feito em aeroportos, portos marítimos e fronteira (com a Suíça), sempre que você estiver deixando a União Europeia pela França.

O sistema PABLO, embora já seja bastante difundido por toda a França, ainda não é encontrado em todo lugar. Você verá terminais PABLO nos aeroportos de Roissy-Charles de Gaulle e Orly (Paris), Lyon, Marignane, Nice, Genebra, assim como no porto de Marselha e na fronteira suíça, em Saint-Julien-en-Genevois. Nos demais pontos de saída, o détaxe é feito com um fiscal alfandegário.

LOCALIZAÇÃO DOS TERMINAIS PABLO NOS AEROPORTOS DE PARIS.

Orly
– Partidas Orly 4;
– Partidas Orly 2;

Charles de Gaulle
– Terminal 1: nível CDGVAL, corredor 6;
– Terminal 2A: nível Partidas, portão 5;
– Terminal 2C: nível Partidas, portão 4;
– Terminal 2E: nível Partidas, portões 3/4;
– Terminal 2F: nível Chegadas;
– Terminal 3: nível Chegadas, área com alfândega internacional;

12. QUANTO TEMPO PRECISO PARA FAZER O TAX REFUND?

Tax Free Paris - Como fazer o détaxe na França © Imagina na Viagem
Tax Free Paris – Como fazer o détaxe na França © Imagina na Viagem

Essa é uma pergunta cuja resposta é imprevisível. Você pode dar a sorte de chegar em um momento em que o aeroporto esteja super tranquilo e – como aconteceu comigo – levar menos de 15 minutos para finalizar todo o processo.

No meu caso, fiz o détaxe no Charles de Gaulle, através do totem PABLO. Não havia ninguém na fila. Eu tinha apenas uma compra para validar. Assim, posicionei o código de barras do meu formulário no terminal, ele foi aceito, e então fui até a casa de câmbio Travelex – bem do ladinho. Mais uma vez, ninguém na fila. Apresentei minha nota, recebi o dinheiro e pronto. Tudo feito em menos de 15 minutos, contados no relógio. Foi uma sorte danada? De acordo com muitos relatos, parece que sim.

Assim, o ideal é que você não se baseie pela minha experiência super hiper master mega bem-sucedida. Seja prudente e chegue com bastante antecedência ao aeroporto, eu sugiro por volta de 1h30 a 2h a mais do que a antecedência padrão. Se acontecer com você o mesmo que comigo, ótimo! Você pode gastar o tempo que sobrou no free-shop, fazendo um lanche ou tomando um café. Bem melhor do que chegar em cima da hora e não conseguir fazer o détaxe ou, pior, perder o voo enquanto espera na fila. Combinado?

13. VALE A PENA FAZER O DÉTAXE EM PARIS?

No meu caso, valeu a pena. Fiz uma única compra e recebi pouco mais de €55 de restituição. Com o câmbio da época, isso equivaleria a cerca de R$230. Não é uma grande quantia, mas como falei acima, fiz o processo todinho em 15 minutos. Então, no final das contas, acabou compensando.

Essa é uma conta que você deverá fazer sozinho, avaliando o que é um bom custo-benefício pra você. Faça os cálculos antes de ir para o aeroporto. Descubra quanto você receberá de restituição caso faça o détaxe de suas compras. E, quando chegar ao aeroporto, caso haja fila na aduana, é hora de colocar na balança… vale ou não vale a pena? É você que responde.

14. DICA EXTRA: LOJAS COM TAX FREE IMEDIATO.

Talvez você já tenha ouvido falar de algumas grandes lojas de Paris que oferecem um serviço de détaxe imediato. Em geral, funciona assim: você faz as compras, preenche o formulário na loja mesmo e, antes de ir embora, já recebe sua restituição. É ótimo, rápido e prático.

Mas atenção pra algo que pega muitos desavisados de surpresa: cada loja possui suas próprias regras e há uma pegadinha. Em algumas lojas, após preencher o formulário, você deverá devolvê-lo ao vendedor e só então receberá o reembolso. Neste caso, tudo certo. Não há mais com que se preocupar.

Por outro lado, existem lojas que te pagam o reembolso sem que você as devolva o formulário preenchido. Se isso acontecer com você, guarde o formulário e o envelope pré-pago e lembre-se de, ao deixar Paris, postá-lo nas caixas de correio identificadas no aeroporto. Isso é um passo obrigatório. Caso você não o faça, a loja poderá fazer uma cobrança em seu cartão de crédito no mesmo valor do TVA que te reembolsou previamente

MAIS DÚVIDAS?

Ainda ficou com alguma dúvida? O site da aduana francesa é uma excelente fonte de pesquisa. Você pode ver mais detalhes sobre o détaxe e o sistema PABLO nos links:
Détaxe – Condições de elegibilidade.
PABLO – Détaxe eletrônico para turistas.

Ou, ainda, deixe suas questões e experiências nos comentários abaixo. 🙂

Leia mais:
+ Compras em Paris – o que vale a pena e dicas para comprar!
+ Onde ficar em Paris: um guia de bairros e hotéis!
+ Paris Museum Pass – vale a pena mesmo?
+ Road Trip pela França – de Paris a Côte d’Azur
+ Seguro Viagem Barato – Como escolher o seu.

PLANEJE SUA VIAGEM E RESERVE AQUI!


Quando você faz uma reserva através de nossos links, nós ganhamos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e ajuda o Imagina na Viagem a continuar produzindo conteúdo e trazendo dicas pra você! Então, o que tá esperando? Faça a sua reserva e nos dê uma força!


Post Anterior

Seguro Viagem Barato: 7 dicas IMPERDÍVEIS para contratar o seu!

Próximo Post

Esta é a publicação mais recente.

Comentários

report this ad

Deixe registrado seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.