Como perder o medo de avião? – Dicas práticas para superar o problema.

Você tem medo de avião? Então toca aqui, porque estamos juntos nessa. Pois é… muita gente nem imagina, mas um passaporte carimbado tá bem longe de ser garantia de tranquilidade em voos. Por aqui, faz tempo que a gente viaja com frequência – são alguns anos trabalhando com isso – e mesmo assim, eu já passei muito sufoco com medo de andar de avião. Se você também passa por isso, calma. A notícia boa é que o medo de avião tem “cura”.  Existem formas de resolver ou minimizar o problema – e é justamente sobre elas que eu vou falar neste post: como perder o medo de avião? Como superar essa dificuldade? Quais são as dicas para quem sofre ao voar? Nas linhas abaixo, eu te conto sobre a minha experiência – e as estratégias que me fizeram minimizar (bastante!) esse problema.



O QUE VOCÊ VAI VER NESTE POST:

  1. MEDO DE AVIÃO – ELE SURGE DO NADA?
  2. AFINAL… COMO PERDER O MEDO DE AVIÃO?
  3. DICAS PRÁTICAS: ATENDIMENTO TERAPEUTICO.
  4. DICAS PRÁTICAS: ENTRENENIMENTO A BORDO.
  5. DICAS PRÁTICAS: CONFORTO É IMPORTANTE.
  6. DICAS PRÁTICAS: RITUAIS E ASSOCIAÇÕES.
  7. DICAS PRÁTICAS: EDUQUE SUA COMPANHIA.
  8. DICAS PRÁTICAS: MEDITAÇÕES GUIADAS.
  9. CONTINUO COM MEDO DE VOAR… E AGORA?

MEDO DE AVIÃO SURGE DO NADA?

Quando foi a primeira vez que você voou? A minha foi cedo, bem cedo. Eu tinha só uns 6 meses quando entrei num avião pela primeira vez. E o mais curioso é que, dentre aquele primeiro voo e os meus 19 ou 20 anos, todas as minhas experiências voando foram bastante tranquilas. Foi só “burra velha” que o medo deu as caras por aqui. Talvez você tenha medo de voar desde sempre, mas se você se identifica com esse pânico repentino, saiba que não estamos sozinhos.

De acordo com uma matéria do Melhores Destinos (https://www.melhoresdestinos.com.br/medo-de-aviao) a aerofobia (fobia de viagens de avião) tende a surgir “entre 17 e 34 anos, na época de uma mudança significativa na vida, como nascimentos, mortes, casamentos, divórcios ou graduações”. Por aqui foi exatamente assim. Num dia, zero medo. No outro, mãos suando, ansiedade à mil e aquela sensação terrível de “eu não devia ter entrado nesse avião”.

A aerofobia (fobia de viagens de avião) tende a surgir entre 17 e 34 anos. Você pode ter sido uma criança tranquila em aviões e ter se tornado um adulto com medo de voar.

Por que esse medo surge de repente? A explicação pra isso é ausente… mas, se eu tivesse que apostar numa razão para esse medo tardio, eu diria que, à medida que vamos ficando mais velhos, vamos também ganhando uma maior percepção da nossa fragilidade e finitude. A isso soma-se ainda o acesso e compreensão maior que a maturidade nos traz sobre as trágicas fatalidades aéreas (raras, mas existentes). Quando foi o primeiro acidente aéreo cuja cobertura midiática você se lembra de ter acompanhado (e compreendido) em detalhes? O meu foi por volta dos 17 anos. Coincidência ou não, pouco antes do medo aparecer na minha vida viajante.


Você sabia que o seguro médico é item OBRIGATÓRIO em viagens para diversos países mundo afora? Se você ainda não contratou o seu, clique aqui e cote com a SegurosPromo. Através dela, você consegue comparar preços de vários planos e fica fácil encontrar o que melhor se encaixa em suas necessidades e em seu bolso! Afinal de contas, ninguém quer passar perrengue na férias, né? E mais: utilizando o cupom de desconto IMAGINANAVIAGEM5 você ainda garante 5% de desconto na contratação do serviço!


MAS, AFINAL… COMO PERDER O MEDO DE AVIÃO?

Mas… será que tem ele razão de ser? É cabível sentir medo de voar? Pra começar a falar sobre como superar o medo, é preciso trazer racionalidade para a conversa – acredite, essa foi uma das estratégias mais importantes ao longo do meu processo. Assim, a gente chega na primeira dica prática para perder o medo de avião: a boa e velha terapia.

DICAS PRÁTICAS PARA PERDER O MEDO DE AVIÃO: 1 – TERAPIA SALVA.

Fazer terapia me ajudou MUITO. E essa é a primeira (e talvez a melhor) dica que eu posso te dar. Falar sobre as minhas inseguranças e ter um profissional me ajudando a racionalizar esses sentimentos foi muito importante no meu processo. Na terapia, a gente entende que o medo é normal, um mecanismo de sobrevivência, uma resposta às ameaças – e, em muitos casos, ele pode ser bastante útil. Acontece que, para algumas pessoas, em algumas circunstâncias específicas, esse mecanismo pode “dar defeito” e, assim, a resposta à ameaça acaba sendo um pouco desproporcional. E como combater essa desproporcionalidade? Com informação. Informação é a melhor ferramenta contra vários dos nossos medos desproporcionais.

A terapia é uma excelente maneira de racionalizar os medos, incluindo o de avião.

Por que um avião voa? Como ele voa? Quantos aviões voam todos os dias? Quantos deles tem algum problema? Você tem ideia de quantas horas voo o piloto do seu voo precisou ter antes de operar um avião comercial? Quanto mais informação, melhor. Quando a gente se informa sobre as respostas para as perguntas acima, percebe que, nesse caso, a ameaça é bastante pequena se comparada ao medo que ela nos causa. Isso é racionalizar – é colocar razão em nossas compreensões, acima da emoção. E a terapia me ajudou um bocado nisso.


Aí vão algumas informações rápidas que podem te ajudar a racionalizar:

- Existem cerca de 11 mil aviões no ar a cada minuto. (Dados da TAP, disponíveis em https://www.flytap.com/pt-br/a-bordo/perder-o-medo-de-voar)
- Diariamente, cerca de 100 mil aeronaves levantam voo, em todo o mundo. (Dados da TAP, disponíveis em https://www.flytap.com/pt-br/a-bordo/perder-o-medo-de-voar)
- Em 2019, quase 120 milhões de pessoas estiveram a bordo de aviões operados APENAS pela aviação civil brasileira. (Dados da ANAC, disponíveis em: https://www.anac.gov.br/noticias/2020/mercado-aereo-registra-maior-numero-de-passageiros-transportados-da-serie-historica)
- Para cada 1 milhão de voos que decolam, menos de 2 vão apresentar algum tipo de problema no percurso. Se levarmos em consideração apenas os incidentes fatais, essa proporção fica ainda menor, com 10 registros para cada 40 milhões de voos (Dados oficiais da IATA – Associação Internacional de Transporte Aéreo, divulgados em matéria da BBC, disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/internacional-38176381)

DICAS PRÁTICAS PARA PERDER O MEDO DE AVIÃO: 2 – ATENÇÃO AO ENTRETENIMENTO A BORDO.

Outra estratégia bastante eficaz passa pelo entretenimento a bordo. O importante aqui é tirar o foco do medo. Você pode fazer isso através de filmes, séries, músicas, livros ou qualquer outra distração que seja eficaz pra você. No meu caso, os livros e séries são sempre os melhores aliados – principalmente aqueles que já comecei há algum tempo e cuja estória já me fisgou. É a certeza de que vou me manter distraída por, pelo menos, algumas horas durante o trajeto.

O entretenimento a bordo mantém nosso foco longe da angústia, sendo mais um dos métodos para superar o medo de viajar de avião.

O pulo do gato aqui é nunca contar apenas com a curadoria da companhia aérea. A seleção pode não ser do seu agrado ou, pior, você pode ter a falta de sorte de ganhar uma tela multimídia com defeito, num voo lotado. Não é frequente, mas já vi acontecer. Para evitar, faça uma seleção personalizada de entretenimento usando seus próprios gadgets – celular, tablet, leitor digital e por aí vai. Plataformas como Netflix e Amazon Prime, dentre outras, já permitem que você baixe filmes ou séries para assistir offline. Para quem tem um e-reader, como o Kindle por exemplo, dá pra viajar levando a biblioteca completa na palma da mão (eu, que sempre bati o pé dizendo que só curtia livros físicos, me rendi ao digital e confesso: não quero outra vida!).


DICAS PRÁTICAS PARA PERDER O MEDO DE AVIÃO: 3 – VIAJE CONFORTÁVEL.

Viaje confortável. Pode parecer bobeira, mas, acredite, faz toda a diferença. Pensa comigo: se você passa o voo inteiro cuidando para se manter psicologicamente confortável, qualquer coisa que que te deixe fisicamente desconfortável pode atrapalhar. Assim, tente, sempre que possível, viajar com roupas leves e soltas, que te deem mobilidade e não sejam mais uma questão atormentando o seu bem-estar durante aquele trajeto. O mesmo vale para acessórios. Tem uma almofadinha que te ajuda a dormir melhor? Tente levar. Sabe que só relaxa no escuro? Uma máscara de dormir pode ser uma boa ideia. O importante é tentar deixar a experiência o mais aconchegante (ou desagradável, vai) possível.

Roupas confortáveis, assim como acessórios que tornem seu voo mais aconchegante são bons aliados para lidar com o medo de avião.

Já reservou seu hotel para a viagem?? Eu sempre opto por reservar os meus hotéis através do Booking.com Nele fica fácil encontrar as melhores opções de hospedagem - e excelentes ofertas! Reservando seu hotel através de nossos links, você contribui com o Imagina na Viagem sem pagar nadinha a mais por isso! Acesse em: Booking.com


DICAS PRÁTICAS PARA PERDER O MEDO DE AVIÃO: 4 – CRIE RITUAIS E ASSOCIAÇÕES.

Uma outra estratégia que costuma funcionar superbem (eu que o diga!) é criar rituais e associações. Te explico usando um exemplo meu: sempre que fico muito chateada ou estressada, tenho um ritual de banho que me acalma e me traz paz. Tomo banho com a luz apagada, ouvindo músicas relaxantes e pingo algumas gotinhas de óleo essencial de lavanda no box. Sim, é uma delícia, mas – mais importante – me tranquiliza. E, bom, se funciona no dia a dia, por que não funcionaria dentro do avião? Essa é a ideia aqui. Criar rituais que te acalmem e que possam ser adaptados durante o voo. Tá certo, tomar um banho quente a bordo pode ser exclusividade de alguns poucos endinheirados que voam na primeira classe de algumas das companhias aéreas mais refinadas do mundo, é verdade. Mas, como eu falei, a ideia é adaptar. No meu caso, levo uma playlist com as mesmas músicas que tocam no meu banho, um vidrinho de óleo essencial de lavanda para pingar na almofada de pescoço e máscara de dormir pra manter tudo bem escurinho… A experiência não vai ser a mesma, mas é uma forma (eficaz) de enganar o cérebro através dos sentidos.

Rituais que trazem calma podem nos tranquilizar também durante os voos. O importante é criar associações.

DICAS PRÁTICAS PARA PERDER O MEDO DE AVIÃO: 5 – EXPLIQUE SEU MEDO PARA QUEM VIAJA COM VOCÊ.

A gente sabe que muita gente tem medo de andar de avião, mas muitas outras pessoas não têm – e nem fazem a menor ideia sobre como lidar com isso. Um spoiler: não é obrigação delas descobrir sozinhas sobre os nossos sentimentos e/ou a melhor forma de lidar com eles. Cabe a nós ensinar. Se a pessoa que viaja com você não tem medo de voar, converse honestamente com ela sobre como você se sente e sobre as ações que tem tomado para ultrapassar essa barreira. Explique seus medos e exponha de que maneiras ela pode ajudar – ou, ao menos, não atrapalhar – o seu processo. Pense: ao voar, quando você sente angústia, você prefere conversar para distrair ou prefere ficar na sua? Contato físico te ajuda? Eu, por exemplo, costumo ficar mais apreensiva durante as decolagens e os pousos. Nessas horas, conversa não funciona pra mim e é fundamental que quem viaja comigo saiba disso.

Converse com quem viaja com você a respeito do seu medo de avião. Só assim a sua companhia saberá como ajudar (ou não atrapalhar) o seu processo.

DICAS PRÁTICAS PARA PERDER O MEDO DE AVIÃO: 6 – EXPERIMENTE AS MEDITAÇÕES GUIADAS.

Você já ouviu falar em meditação guiada? O recurso, excelente mesmo para quem não tem prática meditativa, é um excelente aliado durante crises de angústia e ansiedade – e, consequentemente, durante voos de avião. Existem diversos aplicativos para celular que são dedicados às meditações e oferecem, entre seus vastos leques de opções, as meditações guiadas – muitas delas com zero foco religioso, vale dizer. O Insight Timer é o meu preferido, mas existem outros como Aura, Zen, Medite.se ou Sattva. O ideal é escolher e baixar com antecedência, antes mesmo de programar a viagem, para já se familiarizar com a plataforma, experimentar as meditações disponíveis e criar suas preferências. Com o tempo, você vai descobrir a meditação que te relaxa mais, a que te traz mais confiança e por aí vai… e vai ser fácil escolher uma (ou algumas) para te fazer a companhia necessária durante a viagem.

Ouvir meditações guiadas pode ser uma excelente maneira de lidar com os momentos de maior angústia, como pousos e decolagens.

NADA DISSO RESOLVEU… CONTINUO COM MEDO DE VIAJAR DE AVIÃO, E AGORA?

Em muitos casos, estratégias como estas apontadas acima, podem ajudar a amenizar a ansiedade e medo que uma viagem de avião é capaz de causar. No entanto, é preciso destacar aqui que existem casos mais complexos, cuja aplicação de métodos como estes apenas não é capaz de controlar. Algumas pessoas sofrem com fobias profundas e paralisantes, que as impossibilitam de entrar numa aeronave ou mesmo pisar num aeroporto. Se este é o seu caso, não desanime e procure ajuda profissional. Existem terapias específicas, cursos, e profissionais especializados em atender casos como o seu. Não é vergonha alguma procurar e pedir ajuda.

Quando o medo é paralisante, a melhor coisa é procurar e pedir ajuda profissional. Existem terapias e profissionais especializados no medo de avião.

VEJA TAMBÉM:
Remédios para viagem: o que levar na farmacinha?
Seguro Viagem cobre Covid-19? Veja opções e dicas para escolher.
Seguro Viagem Barato: 7 dicas IMPERDÍVEIS para contratar o seu!
Livros de Viagem – Dicas de presentes para quem gosta de viajar!

QUEM ESCREVE

Marina Heimer

Formada em Cinema e pós-graduada em Jornalismo, já trabalhou como produtora cinematográfica, fotógrafa, redatora, assessora de imprensa...
Mas foi nas viagens - e contando sobre elas - que descobriu sua verdadeira paixão.
Desde 2014, é editora do Imagina na Viagem e consultora de turismo além, é claro, de uma viajante incansável nas horas vagas.

Post anterior

Seguro Viagem cobre Covid-19? Veja opções e dicas para escolher.

Próximo post

Walking Tour em Amsterdam: um roteiro a pé pelo centro histórico (com mapa).

Comentários

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.