The Michelangelo – Um pedacinho da Itália em Sandton – Johannesburg

Antes de começar, preciso que você faça um exercício comigo. Feche os olhos e repita três vezes: “não é a Itália”. Só então siga lendo essa review. E, se em algum momento, até o final desta página – mais precisamente quando estiver saboreando suas fotos –, você se flagrar próximo à confusão, pode repetir o mantra outra vez. Eu mesma o entoei algumas, logo que adentramos, pela primeira vez o saguão do The Michelangelo Hotel. Localizado em Sandton, no coração de Johannesburg, o hotel é como um portal, que do centro mais fervilhante da África do Sul parece ser capaz de lhe transportar para um luxuoso reduto italiano – um reduto cheio de conforto e com quartos esplendorosos, devo ressaltar.

Exercício feito? Então chega de papo… venha comigo e, através de nossa experiência, descubra todos os detalhes sobre The Michelangelo – reconhecidamente um dos mais exclusivos hotéis de toda a África do Sul e, sem sombra de dúvidas, a escolha que você deveria fazer para sua hospedagem em Joanesburgo.

 

 

THE MICHELANGELO HOTEL – SANDTON – JOHANNESBURG

Majestoso. Esta é, decerto, é a palavra que melhor descreve tudo o que vimos no The Michelangelo. Da imponência de seu saguão, ao tamanho exacerbado e conforto sem ressalvas de seus quartos, nada ali sequer lembra o “simples”.

Chegamos no The Michelangelo numa tranquila manhã de Quinta-feira. Acho que não passava das 10h quando fomos recebidos pela equipe – uma grande equipe, devo dizer. Há sempre alguém pronto a atende-lo por ali, seja para cuidar de suas bagagens, ajudar com os trâmites de check-in ou, simplesmente, chamar o elevador pra você. E embora estivéssemos bem adiantados no horário (geralmente, os quartos são liberados a partir das 14h), fomos recepcionados com muita simpatia e logo estávamos acomodados em nosso quarto.

No caminho, fomos apresentados rapidamente às dependências do hotel e algumas de suas facilidades. Fazendo jus ao nome, tudo ali remetia à Itália. A sensação era de, de repente, ter deixado a África do Sul e zanzar por um belo e esplendoroso hotel no país da bota. Não fosse por nosso acompanhante – que não falava com as mãos e pronunciava um inglês de sotaque peculiar -, eu poderia, facilmente, ter me deixado levar pela confusão. “A piscina e SPA ficam no segundo andar, a academia no terceiro. Para utilizar o elevador vocês precisarão do cartão de acesso, que é o mesmo que usarão na porta do quarto de vocês”. As palavras “piscina” e “SPA” fizeram brilhar meus olhos – eu já tinha visto fotos do local, mas é muito mais excitante quando não há 6000 quilômetros entre você e seu objeto de desejo. Rs! – tanto que quase perdi uma parte importante da apresentação: “o café da manhã é servido, a partir das 6h30, ali naquele salão à direita”. Era oficial: eles sabiam exatamente como me conquistar! E ao longo dos dois dias que passamos ali, eu tive esta mesma certeza inúmeras outras vezes.

The Michelangelo é um 5 estrelas, administrado pela Legacy Hotels and Resorts – rede presente em diversos destinos do continente africano – e membro do aclamado catálogo The Leading Hotels of the World e, sob essas chancelas, é de se esperar um bom nível de requinte. Se já havíamos sido surpreendidos pela beleza de seu lobby, quando descobrimos nosso quarto pela primeira vez ficamos ainda mais encantados. E assim foi com tudo. A academia – supercompleta – funciona 24h por dia, a piscina climatizada sob um lindo domo de vidro é nada menos que convidativa. O SPA tem serviços variados como massagens, tratamentos faciais e corporais, etc. Há ainda uma área de descanso e jacuzzi ao ar livre – sempre movimentadas! –, sauna, banho de vapor, restaurantes excelentes, lounges bastante agradáveis espalhados pelo hotel, business center e – anote isso! – um acesso direto e exclusivo ao complexo Nelson Mandela Square.

The Michelangelo Hotel © Imagina na Viagem

Por fim, para além de sua infraestrutura, é preciso também destacar a excelente gama de serviços que faz do The Michelangelo um lugar perfeito para turistas que visitam Johannesburg. Falo da facilidade do estacionamento com manobrista, baby sitter, internet wi-fi disponível por todo o hotel, câmbio, ATM, concierge eficiente e um serviço de serviço de chauffer – que tivemos o grato prazer de experimentar.

Foi a bordo de um carro novinho e superconfortável e na companhia de um motorista bastante simpático e dedicado que partimos rumo a Soweto – um dos passeios mais procurados na cidade. Poderíamos tê-lo feito por conta própria ou na companhia de uma das inúmeras excursões que passam por ali todos os dias, é verdade. Mas a segurança e flexibilidade falaram mais alto e o serviço oferecido pelo The Michelangelo superou as nossas expectativas. Tivemos um passeio agradabilíssimo e bastante informativo – embora não fosse guia, nosso motorista fez questão de nos apresentar a cidade e contar alguns detalhes de sua história e atualidade. O valor foi similar ao cobrado pelas excursões, com o diferencial de poder definir, ao nosso gosto, nossos destinos e tempo de permanência. Melhor, impossível.

Em resumo, posso dizer que o hotel conta com tudo – e mais! – do que buscamos em nossas viagens e que não há sequer uma única queixa a fazer. Do começo ao fim, nossa experiência – com gostinho de Itália – em Johannesburg foi irreparável. Razão pela qual passamos a recomendar fortemente o hotel à família e amigos, e agora o fazemos aqui também.

Logo mais abaixo você confere detalhes sobre a localização (um ponto alto hotel), quartos e gastronomia do The Michelangelo.

Você sabia que o seguro médico é item OBRIGATÓRIO em viagens para diversos países mundo afora? Se você ainda não contratou o seu, clique aqui e cote com a SegurosPromo. Através dela, você consegue comparar preços de vários planos e fica fácil encontrar o que melhor se encaixa em suas necessidades e em seu bolso! Afinal de contas, ninguém quer passar perrengue na férias, né? E mais: utilizando o cupom de desconto IMAGINANAVIAGEM5 você ainda garante 5% de desconto na contratação do serviço!

LEGACY HOTELS AND RESORTS

Parte do Legacy Group, a rede Legacy Hotels and Resorts, empresa responsável pela gestão do The Michelangelo, administra atualmente 28 empreendimentos hoteleiros em diversas cidades do continente africano.

São hotéis 4 e 5 estrelas, cassino resorts e bush lodges espalhados por destinos como Johannesburg, Cape Town, Garden Route, Port Elizabeth, Pilanesberg, entre outros… A cada ano, novas propriedades são incorporadas ao portfólio Legacy e já há planos de expansão para Europa e Oriente Médio.

 

LOCALIZAÇÃO

Lembra quando eu disse, lá em cima, que o Michelangelo tem acesso direto e exclusivo ao complexo Nelson Mandela Square (eu falei pra você anotar!)? Então… isso faz dele não apenas um hotel muito bem localizado, mas sim um hotel com a MELHOR localização da cidade!

Quando, planejando minha viagem pela África do Sul, comecei a pesquisar sobre a melhor opção em localização de hospedagem em Joanesburgo, todas as buscas retornavam o mesmo resultado: Sandton. Os mais detalhados acrescentavam: fique próximo a Nelson Mandela Square, o grande e mais badalado complexo com lojas, restaurantes e serviços da cidade. Pensei: é lá mesmo que vamos ficar. E, não satisfeitos em ficarmos próximos, decidimos ficar adjacentes a ele. Rs!

The Michelangelo Hotel © Imagina na Viagem
De dentro do nosso hotel, a vista para a Nelson Mandela Square com a famosa (e disputada!) estátua do líder sul-africano que lhe dá nome.

A escolha não poderia ser melhor. Chegando lá, descobri – na prática – todos os benefícios daquela localização. Em alguns minutinhos de caminhada, a partir da escada rolante que liga o saguão do hotel ao shopping, encontrei todas as principais marcas de vestuário, eletrônicos, lojas com souvenires maravilhoooosos (coisa fácil na África do Sul, é verdade), restaurantes das mais diversas especialidades, farmácia, um baita supermercado e todos os serviços que poderíamos precisar – incluindo uma loja da Vodacom, de onde rapidamente saímos com chips de internet para nossos celulares.

Além de toda essa praticidade, é preciso também tocar em um ponto delicado, mas muito importante: segurança. Johannesburg tem áreas bastante desfavorecidas nesse quesito e não é aconselhável sair a esmo em qualquer lugar da cidade. Durante nosso tour por Johannesburg e Soweto, nosso motorista nos apontou algumas delas e, de acordo com seu relato, a barra é realmente pesada. No mundinho particular de nosso roteiro, no entanto, nada vimos que pudesse imputar qualquer sensação de insegurança. Estávamos hospedados, possivelmente, na área mais segura da cidade e, toda vez que saíamos dali, era na companhia de locais que sabiam exatamente onde nos levar. Sandton, como vim a saber mais tarde, é inteiramente monitorada por câmeras de segurança. É difícil, quase impossível, fazer algo sem ser flagrado por ali e, por essa razão, episódios violentos – em qualquer nível – não são nada comuns. Mais um ponto (e que ponto!) pro The Michelangelo!

Já reservou seus passeios, tour e ingressos? A Viator é recheada de boas opções!
Por aqui, foram incontáveis as vezes que já compramos passeios através da Viator. As experiências sempre foram ótimas e, por isso, indicamos de olhos fechados!! 🙂
Confira todas as opções disponíveis e compre antecipadamente em: www.viator.com

E se você achou que não podia ficar melhor, segura essa: bem do ladinho do The Michelangelo você também encontra a estação do Gautrain – o trem de alta velocidade que liga Sandton ao Aeroporto Internacional OR Tambo. Ou seja, o deslocamento é mole mole, fácil fácil.

POR PERTO

Pontos Turísticos:
1. Nelson Mandela Square
2. Sandton City
3. Nelson Mandela’s House
4. Desmond Tutu House
5. Hector Pieterson Memorial
6. Museu do Apartheid
7. Orlando Towers

Restaurantes:

1. Hard Rock Café – Clássico! Basta atravessar a praça…
2. Piccolo Mondo – o restaurante italiano do The Michelangelo.
3. Pappas – italiano maravilhoso do ladinho do hotel!
4. RoccoMamas – serve hambúrgueres e ribs de comer rezando!
5. Wimpy – uma espécie de McDonalds local!
6. McDonalds – para aqueles momentos de zero criatividade!

Comércio em geral:

1. Checkers – um giga supermercado que tem de tudo!
2. Made in AS – lojinha hipertransada de souvenires e artigos africanos!
3. iStore – é a autorizada Apple por lá!
4. Vodacom – loja onde compramos nossos chips de internet!

 

 

OS QUARTOS

Ao todo, The Michelangelo conta com 242 acomodações, divididas em cinco categorias: quartos superior e deluxe e suítes executiva, premier e presidencial. O hotel também oferece algumas acomodações adaptadas para portadores de necessidades especiais. Os tamanhos variam de 26m² a surpreendentes 126m² e, em comum, todas elas possuem uma linda decoração e as comodidades necessárias para uma estada agradável e com muito conforto.

Todos os quartos do The Michelangelo contam com: frigobar, chuveiro e banheira, cofre digital, telefone, ar-condicionado, secador de cabelo, amenidades de banho gratuitas, roupões e pantufas, TV de tela plana e canais via satélite, chaleira elétrica e máquina de café, entre outras coisas… A decoração, seguindo a temática do hotel, respeita um clássico estilo italiano. Tradicional, aconchegante e supercharmoso.

Ficamos em uma suíte executiva. Seus 58m² eram segmentos em 7 áreas: hall de entrada e work station, sala de estar, lavabo, quarto, closet, banheiro e varanda com vista para a cidade. Espaço de sobra, conforto elevado à ultima potência e a sensação de estar em casa. As duas TVs (uma na sala e outra no quarto) são uma boa para casais que costumam brigar pelo controle remoto, a cama de tamanho king garantiu deliciosas noites de sono e o closet era grande o bastante para organizarmos todas as nossas coisas (além de acomodarmos com facilidade as nossas malas). No banheiro, chuveiro e banheira separados, duas pias e amenities de excelente qualidade.

Vale destacar também a presença de tomada “comuns” nos quartos. A tomada sul-africana é um tantinho esquisita e mesmo os nossos adaptadores “universais” não tinham solução para ela… já estávamos convencidos a comprar um adaptador exclusivo quando descobrimos que os quartos do The Michelangelo oferecem também tomadas nos padrões americano e francês! Mas atenção: em toda a África do Sul as tomadas são 220v. Certifique-se de que seus carregadores e/ou aparelhos eletrônicos possam ser utilizados nessa voltagem.

 

CAFÉ DA MANHÃ E GASTRONOMIA

O café da manhã do The Michelangelo é servido, diariamente, das 6h30 às 10h30 em seu restaurante Piccolo Mondo. O horário é excelente tanto para quem visita a cidade a trabalho como para turistas a lazer e o longo período de serviço propicia um ambiente sempre agradável e nunca deveras cheio.

O buffet é farto, certamente um dos maiores que já vi, e de muita qualidade. Pães variados, queijos, frios, frutas, iogurtes, grãos, pratos quentes e uma boa seleção de bebidas. Há ainda um menu com omeletes, fritadas, crepes, waffles e outros pratos feitos na hora, à solicitação do hóspede, sem custo adicional. E o que mais me chamou atenção (pelo fator inédito) um enorme favo de mel, de onde os hóspedes podem recolher o doce na hora! Delícia!

O Piccolo Mondo também abre diariamente para almoço (das 12h às 14h30) e jantar (das 18h às 22h30). O cardápio tem temática italiana e os pratos são uma mistura de preparações tradicionais com toques modernos. Um exemplo é o salmão defumado – servido à mesa envolto em nuvem de fumaça sob uma cúpula de vidro. Um verdadeiro espetáculo gastronômico.

Outra opção por ali é o II Ritrovo Lounge, bar de coquetéis e lounge que permanece aberto durante as 24h do dia.

The Michelangelo também oferece chá da tarde aos Sábados e Domingos, das 14h30 às 16h30. Infelizmente, não estivemos por lá durante o final de semana para aproveita-lo, mas ouvi dizer que é ma-ra-vi-lho-so e, depois das ótimas experiências que tive por lá, só me resta acreditar!

 

NOSSO TOP 5 NO HOTEL THE MICHELANGELO

1. SUÍTE EXECUTIVA – AMPLA, CONFORTÁVEL E CHEIA DE ESTILO

Nossa suíte foi, sem dúvidas, um dos pontos altos de nossa experiência no The Michelangelo. Além do excelente tamanho e conforto, ficamos encantados com o bom-gosto de sua decoração. Da mobília clássica aos quadros e fotografias dispostos nas paredes – todos retratando lugares e preciosidades italianas – tudo nos encheu os olhos! Em resumo: um lindo quarto de hotel sem aquele jeito impessoal de quarto de hotel, sabe?

2. ARQUITETURA – UM PEDACINHO DA ITÁLIA EM JOHANNESBURG

Me atrevo a dizer que 10 em cada 10 viajantes que adentram The Michelangelo se surpreendem com a beleza e suntuosidade da propriedade. Não importa em quantos excelentes hotéis você já esteve – nós temos a sorte de já ter estado em algumas dezenas deles –, toda essa majestade nunca é uma coisa com a qual você se acostuma.

Para além de sua imponência, surpreende também o estilo arquitetônico. Pensado com afinco para reproduzir as construções renascentistas italianas em cada um de seus detalhes, o hotel supera as expectativas. Ao chegar ao The Michelangelo fomos imediatamente transportados para nossas mais belas lembranças da Itália, mas presenteados com o calor e afeto típicos do povo sul-africano enquanto isso. A combinação pode ser incomum, mas o resultado é fantástico!

3. LOCALIZAÇÃO – SEGURANÇA E BADALAÇÃO NO CORAÇÃO DA CIDADE

Ter escolhido Sandton, e principalmente Nelson Mandela Square, como localização para nossa hospedagem certamente foi responsável pela excelente impressão que tivemos da cidade em geral e, consequentemente, pelo sucesso de nossa passagem por ali.

Se, antes de viajar, eu já havia encontrado inúmeros relatos que indicavam o local como o melhor em Johannesburg, agora – depois de nossa experiência – eu faço coro: não pense duas vezes, fique em Sandton, fique em Nelson Mandela Square!

4. INFRAESTRUTURA E SERVIÇOS

É verdade que quando você faz uma viagem a lazer, principalmente para um lugar novo, é normal que passe pouco tempo no hotel. Isso também acontece comigo. Ainda assim, prefiro escolher hotéis que, como The Michelangelo, ofereçam boa infraestrutura como restaurantes, academia e wellness center. Ao final de um dia cansativo, um mergulho na piscina ou uma massagem relaxante podem ser reenergizantes e ter um bom restaurante nas dependências do hotel também te desobriga a sair quando, tudo o que se quer, é descansar um pouco as pernas!

E, bom, como vocês devem ter visto nas fotos, a piscina do The Michelangelo é, simplesmente, de cair o queixo! Impossível não incluir ela, e tantas outras facilidades, neste top 5.

A oferta de serviços que simplificam a vida do viajante também é um ponto mais do que positivo por ali. Como já contei, contratamos o serviço de chauffer do hotel e, além de termos conseguido um preço justo, pudemos aproveitar um passeio com toda a comodidade e flexibilidade que precisávamos. A praticidade de poder fazer câmbio no hotel também é uma vantagem. Assim como o estacionamento com manobristas, a disponibilidade de baby sitter ou o serviço de quarto 24h.

Por último, mas não menos importante, há serviço médico de plantão no hotel. E quem já passou por problemas de saúde durante uma viagem no exterior – como eu – certamente dará o devido valor a isso. Só quem já viveu a sensação aterrorizante de precisar de cuidados médicos longe de casa sabe o quão tranquilizante é ter, no seu hotel, uma equipe já preparada para lidar com turistas, quase sempre estrangeiros.

5. CAFÉ DA MANHÃ – UM DOS MELHORES QUE JÁ PUDEMOS EXPERIMENTAR!

Seria muita injustiça de minha parte finalizar este top 5 sem dar a devida atenção que o café da manhã do The Michelangelo merece. Este foi um dos buffets mais completos que já tivemos a chance de conhecer. Havia de um tudo, e muito mais do que esperávamos ou mesmo poderíamos comer. Mas vontade não faltou, viu? E além de lindas aos olhos, todas as preparações que experimentamos eram também maravilhosas ao paladar.

Por último, a equipe era um amor. Extremamente atenciosos conosco e sempre prontos à nos preparar mais um cappucino ou nos oferecer um crepe feito na hora (que, confesso, mais de uma vez aceitei!).

Eu poderia passar mais meia hora falando sobre o café da manhã do The Michelangelo, mas reconheço a tortura que isso configuraria para você e também pra mim. Já bastam as fotos, que me matam de saudades e fome! Rs.

 

 

SERVIÇO

The Michelangelo
135 West Street – Nelson Mandela Square
Sandown 2146
Tel: +27 (0) 11 282 7000

Email: michelangelo@legacyhotels.com

www.legacyhotels.com

 

* O Imagina na Viagem esteve no The Michelangelo em sistema de parceria a fim de conhecer os serviços do estabelecimento e retratá-los nesta resenha. Prezando a credibilidade, todas as resenhas do Imagina na Viagem descrevem com fidelidade as opiniões pessoais da editora e não são passíveis de qualquer acréscimo e/ou alteração de valor ou conteúdo por parte de terceiros.

 

 

Post Anterior

New York CityPASS - conheça as vantagens do passe!

Próximo Post

Onde ficar na Garden Route: Fancourt - a escolha perfeita!

Comentários

Deixe registrado seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.