Boulders Beach – como visitar a praia dos pinguins em Cape Town

Se você é do tipo que acha que os pinguins são os bichos mais fofinhos e engraçados da face da terra, PRECISA colocar Boulders Beach em seu roteiro pela África do Sul. Se não é, deveria colocar também. A praia (de areia branquinha e águas calmas e cristalinas) que abriga uma grande colônia de pinguins desde os anos 80, já virou febre entre os turistas. Todos querem ver os ameaçados pinguins africanos de pertinho e, quem sabe, até mesmo dividir a areia com eles. Pois é… já pensou poder estender uma canga e tomar um sol do ladinho de um pinguim filhote? Em Boulders Beach cenas como essa não são nada raras.

Eu estive por lá, tirei mil e uma fotos, cheguei bem pertinho de um bebê pinguim (com seu papai bem desconfiado!) e voltei cheia de dicas espertas para quem deseja visitar a mais famosa colônia de pinguins da África do Sul. Quer conhecer a praia dos pinguins de Cape Town? Então prepare o fofurômetro e confira todos os detalhes sobre Boulders Beach na matéria abaixo.

 

 

BOULDERS BEACH – A PRAIA DOS PINGUINS!

Na face leste da Península do Cabo, Boulders é a mais famosa colônia de pinguins da África do Sul. Com cerca de 2 mil pinguins africanos – espécie em sério risco de extinção -, ela atrai turistas de todas as partes do mundo interessados em vê-los de perto e, eventualmente, até interagir com eles.

A colônia de Boulders possui, atualmente, três praias, uma área de observação com mirante e três grandes passarelas, onde os turistas podem caminhar livremente por entre as aves, seus ninhos e filhotes. Além disso, para aqueles que desejam um contato ainda mais próximo com os bichinhos, há um acesso direto à praia. Ali, os visitantes podem curtir o sol e um banho de mar (maravilhoso!) dividindo espaço os com pinguins que transitam livremente por toda a área.

Boulders Beach é um daqueles passeios que agradam toda a família. As crianças piram vendo os pinguins tão de perto e os adultos, embora tentem disfarçar um pouco mais, também. Rs. Visitar a colônia, é muito fácil. Mais abaixo, eu conto todos os detalhes sobre como chegar até lá, como é o passeio, horários de funcionamento e valores dos tickets.

Boulders Beach - a "praia dos pinguins" em Cape Town. © Imagina na Viagem
Boulders Beach © Imagina na Viagem

Você sabia que o seguro médico é item OBRIGATÓRIO em viagens para diversos países mundo afora? Se você ainda não contratou o seu, clique aqui e cote com a SegurosPromo. Através dela, você consegue comparar preços de vários planos e fica fácil encontrar o que melhor se encaixa em suas necessidades e em seu bolso! Afinal de contas, ninguém quer passar perrengue na férias, né? E mais: utilizando o cupom de desconto IMAGINANAVIAGEM5 você ainda garante 5% de desconto na contratação do serviço!

 

ONDE FICA BOULDERS BEACH

Boulders Beach faz parte do enorme Table Mountain National Park. Fica em Simon’s Town, um subúrbio de Cape Town, distante cerca de 50 quilômetros do centro da cidade. Sua localização, embora um pouquinho afastada, tem vantagens. É ideal para um “pitstop” quando se pretende conhecer o Cabo da Boa Esperança, por exemplo. No mapa abaixo, você confere a posição exata de Boulders no mapa, assim como o trajeto mais rápido entre a colônia de pinguins e agito de Cape Town.

 

 

COMO CHEGAR EM BOULDERS BEACH?

Boulders Beach - a "praia dos pinguins" em Cape Town. © Imagina na Viagem

Antes de mais nada, deixa eu te dizer: alugar um carro na África do Sul tem uma porção de grandes vantagens. A primeira delas, por exemplo, é a liberdade de ir, vir e desbravar cada cantinho no seu tempo, de acordo com as suas vontades.

Assim, se você já leu algum de nossos posts sobre a viagem pela África do Sul (veja uma lista com todos eles aqui!) sabe que fizemos quase toda ela de carro. E, dessa forma, me sinto tranquila em dizer: a princípio a mão-inglesa pode até assustar um pouquinho, no entanto, alugar um carro e viajar pelas estradas do litoral sul daquele país é, além de tranquilo, absolutamente prazeroso. Foi desse jeitinho, e aproveitando mil surpresas pelo caminho, que chegamos em Boulders Beach. E a viagem não poderia ter sido mais fácil.

Geralmente, nós usamos Google Maps como GPS em nossas viagens e se você também tem esse hábito, pode tratando de ficar tranquilo. Chegar em Boulders Beach é uma verdadeira moleza para quem lança mão da tecnologia! Basta buscar por “Seaforth Beach Parking Lot” e seguir viagem de acordo com as instruções do navegador. Dessa maneira, você chegará facilmente ao estacionamento mais próximo à primeira entrada de Boulders ou, em outras palavras, o melhor lugar para deixar seu carro e conhecer a colônia de pinguins. Ah…  e assim como o Google Maps, o Waze também funciona direitinho com o nome do estacionamento. Pode viajar tranquilo!

Pensando em alugar um carro? Minhas dicas são: prefira locadoras mais reconhecidas no mercado como Sixt, Europcar, Avis, Hertz e Álamo e, se puder, faça todos os seguros possíveis. Embora possam encarecer o aluguel, eles garantem uma viagem livre de stress!
Por aqui, nós utilizamos a plataforma RentCars para cotar e alugar nossos carros.
Nela, você consegue comparar ofertas de diversas locadoras e fica fácil encontrar uma opção redondinha para as suas necessidades, sem pesar no seu bolso!
Acesse a RentCars clicando aqui e faça sua simulação!

Boulders Beach - a "praia dos pinguins" em Cape Town. © Imagina na Viagem

Caso você não queira usar os aplicativos, a viagem também não deve reservar dores de cabeça. Entretanto, vale a pena dar uma olhada com calma no mapa que eu postei no tópico anterior. Nele você encontrará o mais curto trajeto entre o centro da Cidade do Cabo e Boulders Beach e então poderá planejar com maior eficiência a sua viagem. Como você verá, não é nenhum bicho de sete cabeças.

O estacionamento de Seaforth Beach não é grande e, por essa razão, é aconselhável chegar cedo, principalmente se a sua visita acontece em alta temporada. O estacionamento também não é pago, mas é provável que você encontre alguns flanelinhas por lá – assim como em diversos outros pontos de interesse turístico da região. Eles costumam ser simpáticos e não vi, em nenhum momento, abordagens agressivas. Em geral, é comum oferecer de 3 a 5 rands pelo serviço. Foi o que nós fizemos, e tudo certo!

Carro estacionado, é hora de ir ao encontro dos pinguins. Olhando em direção à praia, basta dobrar na primeira ruela à direita e então caminhar alguns poucos metros para encontrar a placa “Boulders”. Fica bem ali o primeiro posto de entrada da colônia. E é onde eu recomendo que você comece sua visita!

 

É POSSÍVEL CONHECER BOULDERS BEACH SEM CARRO?

É sim! E pode ser mais fácil do que você imagina. Apesar de ficar um pouquinho distante do centro da Cidade do Cabo, Boulders Beach tem acesso tranquilo mesmo

para quem não pretende alugar um carro. Você encontrará um sem número de excursões, tours e afins saindo, diariamente, de Cape Town com destino à Península do Cabo e a grande maioria inclui uma parada na colônia de pinguins.

Uma opção beeem bacana, por exemplo, é a excursão particular pela Península do Cabo, vendida pela Viator – empresa que sempre utilizamos para reservar tours em nossas viagens. Neste passeio, você passará por Hout Bay, Chapman’ Peak Drive, Cabo da Boa Esperança e Boulders, tudo ao seu tempo (vantagem da excursão particular) e na companhia de um guia falando português! Para ver detalhes do passeio, valores e reservar a sua data, clique aqui!

Para ver outras opções de tours que levam até Boulders Beach, acesse: www.viator.com.br

Mas e transporte público, não rola? Então… depender do transporte público na África do Sul, salvo raras exceções, não é uma boa ideia. A malha rodoviária não é bem servida e você encontrará muitas vans/ônibus piratas. O órgão de turismo oficial do país desaconselha o uso destes transportes. Em síntese, se você não vai alugar um carro, a melhor (e mais segura) opção é mesmo contratar uma excursão ou tour. A boa notícia é que os valores costumam ser justos e quase sempre incluem os tickets das atrações visitadas.

Boulders Beach - a praia dos pinguins em Cape Town. © Imagina na Viagem
Me diz se não são a coisa mais fofa que você vai ver hoje? Boulders Beach © Imagina na Viagem

 

COMO É A VISITA À COLÔNIA DE PINGUINS DE BOULDERS BEACH?

Como já contei lá começo, Boulders Beach faz parte do Table Mountain National Park e, assim sendo, está sob administração da South African National Parks. Não tem bagunça por lá. As praias e mirantes são cuidados e monitorados, possuem horário de funcionamento restrito e têm acesso controlado e pago. Logo mais abaixo eu dou detalhes sobre horários e tickets.

Existem duas formas de visitar os pinguins em Boulders… através de passarelas e mirantes ou, bem de pertinho, com os pés na areia. A parte boa é que você não precisa escolher apenas uma delas, uma vez que com um só ticket você pode aproveitar as duas experiências. Eu, particularmente, recomendo que comece sua visita no Boulders Visitor Centre, o primeiro posto de entrada da colônia.

Não tem erro. O Boulders Visitor Centre fica logo à frente da placa “Boulders”. Ali você poderá comprar os seus tickets (lembre-se de guarda-los com cuidado, você precisará deles novamente!) e, então, terá acesso a uma grande passarela de madeira alguns centímetros sobre a areia. Apure a visão. Por entre os arbustos ao redor, você provavelmente já encontrará alguns pinguins preguiçosos ou mesmo papais chocando ovos. A medida que caminha, porém, os encontros vão ficando cada vez mais frequentes. Com a vegetação ficando mais escassa, fica fácil vê-los por todo lado. Enquanto alguns tomam Sol de um lado, outros passam “correndo do outro”. E a gente fica sem saber pra onde olhar, afinal de contas, quem é que resiste à tamanha fofura?

O trajeto sobre a passarela não é lá muito grande, mas, a depender do visitante pode levar bastante tempo. Se você for como eu, é provável que pare a cada passo para mais um olhar atento ou mais uma foto daqueles carinhas desengonçados. E tudo bem, quase todo mundo ao seu redor estará na mesma “vibe”. Ao final da passarela, a visão mais surpreendente: eles estão por todos os lados, correndo pela areia, descansando nas pedras ou mesmo boiando na água cristalina do Atlântico. Centenas deles ao mesmo tempo! É chocante e encantador. Tanto que é preciso se espremer aqui e ali, ou mesmo esperar alguns minutinhos, se quiser uma foto.

Boulders Beach - a "praia dos pinguins" em Cape Town. © Imagina na Viagem
Um pedacinho do mirante. Conseguir uma foto ali pode levar algum tempo… uma apertadinha aqui, uma espremida ali e conseguimos a nossa! Boulders Beach © Imagina na Viagem

É também nesse ponto que você começa a perceber alguns olhares meio desapontados. Ali, os desavisados podem se frustrar. Com a chegada ao mirante, a passarela tem fim e o passeio parece acabar também. “Ué… mas eu vi as fotos daqui e as pessoas estavam na areia, bem pertinho dos pinguins! Será que viemos no lugar errado?” – muita gente pensa. Acontece que nem a passarela e nem o mirante dão acesso à praia e, além disso, são cheios de placas que proíbem ultrapassar as cercas. E tem quem saia de lá chateado mesmo, crente que as fotos eram montagem, ou fruto de uma desobediência às ordens, ou que haveria, quem sabe, um dia específico para a interação com os bichinhos.

Nada disso. As fotos são reais. Ninguém pulou cercas. E nem tem dia certo. É que a entrada que dá acesso à praia é feita por outro lugar… e, vamos combinar aqui entre nós, a sinalização deixa a desejar. Então, o lance é o seguinte: viu as centenas de pinguins no mirante? Fotografou bastante? Faça o caminho de volta e, após sair do Boulders Visitor Centre, vire à esquerda (na direção inversa a qual você chegou). Uma nova passarela de madeira estará à sua frente e, então, serão cerca de 500 metros de caminhada até o acesso à praia. Ali também é tudinho controlado e, neste ponto, você precisará apresentar novamente o seu ticket. Aquele comprado lá no começo do passeio. Mais alguns passos e pronto: pé na areia.

Boulders Beach - a "praia dos pinguins" em Cape Town. © Imagina na Viagem
Pertinho de um pinguim (e seu filhotinho!) absolutamente livre, em seu habitat natural. Boulders Beach © Imagina na Viagem

A verdade é que não há garantia de ver pinguins ali. Diferentemente dos arredores do mirante, onde havia centenas de pinguins, quando fomos à praia vimos apenas 3. Ainda assim, vale arriscar… com um pouquinho de sorte ou paciência, é naquele lugar que você terá a rara oportunidade de chegar a centímetros deles. Por isso, sempre recomendo: viva as duas experiências. Ambas são válidas e bastante diferentes – ademais, ambas estão inclusas no valor do ticket. Vá ao mirante, veja uma porção de pinguins de longe, e então vá a praia e, quem sabe, encontre alguns deles andando ou nadando bem ao seu lado. Como em nenhum outro lugar do mundo.

Boulders Beach - a praia dos pinguins em Cape Town. © Imagina na Viagem
Sabe aquela parte sobre não alimentar os pinguins? Então… agora nem preciso explicar, né? Boulders Beach © Imagina na Viagem

Observação 1: é proibido tocar ou alimentar os pinguins – tanto nas passarelas e mirante quanto na praia! Todo aquele perímetro é patrulhado por guardas e você pode tomar uma bela multa caso insiste em desobedecer às regras. Isso sem falar na bicada do pinguim que, apesar de fofinho, pode facilmente lhe deixar sem um pedaço do dedo. Pra que arriscar, não é mesmo?

Observação 2: para garantir o acesso à praia, é bom ficar de olho na tábua de marés. Com a maré muito alta, a faixa de areia pode até sumir. O site Tides Near Me indica a previsão das marés e portanto é um bom aliado em seu planejamento. Veja em: www.tidesnear.me

No mais, confira os horários de visitação da colônia de pinguins Boulders Beach, e os valores dos tickets (em 2018).

Abril – Setembro – 8h às 17h;
Dezembro e Janeiro – 7h às 19h30;
Fevereiro e Março – 8h às 18h30;
Outubro e Novembro – 8h – 18h30.

Tickets: 76R por adulto, por dia.
41R por criança, por dia.

 

VALE A PENA VISITAR BOULDERS BEACH?

Em primeiro lugar, fique logo sabendo: sou suspeita pra falar. Sou do tipo “Felícia”. Amo um bichinho e aproveito (quase) toda oportunidade de estar próxima a eles. Por isso, visitar Boulders entrou para a minha “to do list” desde que ouvi falar no lugar pela primeira vez.

O passeio é agradável em todos os sentidos. O trajeto é tranquilo, há um tantão de coisas a ver e fazer ao longo do caminho. Boulders, em si, é um pedacinho de paraíso, com areias brancas e águas calmas e, assim, a visita pode ser bacana mesmo para quem não está tão a fim de ver pinguins. Mas, acima de tudo, o que mais me encantou naquele lugar é saber que há uma verdadeira preocupação e trabalho intenso de cuidado e proteção dos animais que ali vivem.

O risco de extinção dos pinguins africanos é real e, a cada ano, a população se torna menor. Ainda assim, existem, atualmente, mais de 2 mil deles em Boulders. Ver estes animais, de pertinho e em seu habitat natural é um privilégio que, infelizmente, em pouco tempo pode não mais ser possível. Só isso já seria um motivo e tanto. Mas, para além disso, contribuir com um projeto que preza pela conservação da biodiversidade e pelo turismo consciente é ainda melhor.

Minha dica é: vá a Boulders Beach! Vivencie esta experiência. Mas, acima de tudo, faça dali um local de aprendizado e consciência. Encare como uma oportunidade única de reflexão. Estar frente à uma espécie ameaçada chega a ser dolorido, sabe? Principalmente quando concluímos que, em grande parte, a responsabilidade é nossa. Divirta-se com os pinguins, ria de suas gracinhas, largue o dedo na câmera fotográfica e garanta aquelas mil fotos lindas pro Instagram. Mas não saia de lá sem ponderar quais atitudes do seu dia a dia podem estar impactando na devastação da natureza, ainda que do outro lado do oceano. E como eu te dei várias dicas legais, acho que posso fazer só um pedido: comprometa-se a muda-las! Por você, por mim e por cada um daqueles 2 mil pinguinzinhos fofinhos que, em alguns anos, podem sumir, para sempre.

Boulders Beach - a "praia dos pinguins" em Cape Town. © Imagina na Viagem
Boulders Beach – a praia dos pinguins em Cape Town. © Imagina na Viagem

 

OUTROS LUGARES PARA CONHECER…

Prolongar a sua viagem e combinar o passeio a Boulders Beach com outros atrativos pode ser uma boa pedida, uma vez que a visita não costuma demorar. Abaixo você confere as nossas sugestões de lugares interessantes nos arredores da colônia de pinguins.

CAPE POINT: O famoso Cabo da Boa Esperança, ou Cabo das Tormentas, é um dos pontos turísticos mais visitados de toda a África do Sul. É provável que você já tenha ouvido falar nele durante as aulas de história ou geografia. A visita é bastante interessante principalmente pela natureza intocada que você verá. Zebras, elandes e babuínos vivem soltos por lá e, vez ou outra, aparecem (para a alegria dos turistas). Aos pés de seu farol, você terá ainda um visual alucinante do Oceano Atlântico. E, a depender da época do ano, poderá inclusive avistar algumas baleias.

HOUT BAY E CHAPMAN’S PEAK DRIVE: Sabe aquelas dicas espertas que valem a viagem? Pois então, a feirinha de Hout Bay (Harbour Bay Market) pode ser resumida assim. Dedicada ao artesanato, gastronomia e música o local garante um passeio agradável e boas comprinhas. Esteja preparado para pechinchar e faça a festa! Saindo de lá, dê uma esticada e cruze a Chapman’s Peak Drive. Foi ali que eu entendi, pela primeira vez, a razão daquele ditado que diz que o melhor da viagem é a jornada e não o destino. A estrada sinuosa, de cerca de 9km, é de fazer cair o queixo. De um lado o mar, do outro rochedos enormes. Certamente, uma das rotas mais incríveis que já pude percorrer.

MUIZENBERG: Bem pertinho de Boulders Beach, Muizenberg é bastante procurada por surfistas, mas não foi pelas ondas que ela fez a cabeça dos turistas. As casinhas coloridas na praia viraram ponto obrigatório em muitos roteiros. Um daqueles cenários clássicos para fotos de Instagram, sabe? Você certamente já deve ter visto várias por ali. Então, se quiser reproduzir uma delas em sua própria galeria, agora já sabe onde ir!

 

Leia Mais:

O que fazer em Cape Town: Atrações imperdíveis na Cidade do Cabo
Onde ficar em Cape Town: Radisson Blu Waterfront – a melhor localização!
The Michelangelo: Um pedacinho da Itália em Sandton – Johannesburg
Onde ficar na Garden Route: Fancourt – a escolha perfeita!
Hotel em Hermanus: Mosselberg on Grotto Beach
Remédios para viagem: o que levar na farmacinha?

 

Post Anterior

O que fazer em Cape Town - Atrações imperdíveis na Cidade do Cabo

Próximo Post

Table Mountain - dicas para conhecer a incrível Montanha da Mesa

2 Comentários

  1. Simone
    11 de julho de 2018 at 16:59 — Responder

    Marina, vc fez o mergulho com tubarões?

    • 11 de julho de 2018 at 17:19 — Responder

      Oi Simone, tudo bem?
      Não fiz, não. Esqueci de levar a coragem na mala! Hahaha…

Deixe registrado seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.