Grand Hotel De La Minerve – uma opção sofisticada no coração de Roma.

Escolher um hotel em Roma pode parecer tarefa fácil. Sendo uma das capitais mais turísticas do mundo, é de se esperar que a malha hoteleira seja grande e variada. E é. Mas, no meio deste infinito de possibilidades, algumas opções largam em vantagem e sagram-se como alternativas perfeitas na cidade. É o caso do Grand Hotel De La Minerve.

Cinco estrelas, com um histórico recheado de ilustres visitantes, serviço impecável, quartos ótimos e localização imbatível, o Grand Hotel De La Minerve destaca-se por oferecer uma das melhores estadas da Roma. Se você procura por requinte e conforto e não abre mão de estar em meio aos grandes pontos turísticos da cidade, essa definitivamente deveria ser a sua escolha. Veja todos os detalhes na review abaixo.

GRAND HOTEL DE LA MINERVE

Que tal hospedar-se em um palácio? Pois é exatamente essa a experiência que vivem aqueles que decidem pelo Grand Hotel De La Minerve. Construído numa antiga mansão da primeira metade do século XVII, quem atravessa a charmosa Piazza della Minerva e vê sua tradicional fachada talvez não seja capaz de imaginar a mescla bem-feita entre o contemporâneo e centenário que se encontra lá dentro. Nos últimos anos, o hotel passou por renovações completas e, hoje em dia, encanta pelas instalações modernas e bem decoradas, com destaque para o belíssimo e imponente salão principal. O que não mudou – e continua a ser um de seus maiores trunfos – desde sua construção é a maravilhosa vista para um dos mais importantes monumentos de toda a Europa: o Pantheón.

Grand Hotel De La Minerve © Imagina na Viagem

Dono de um Certificado de Excelência pelo TripAdvisor, o Grand Hotel De la Minerve faz parte da coleção Elite do seleto grupo WorldHotels, a qual caracteriza-se pelas “propriedades de alto nível, reconhecidas por sua entrega elevada de serviços e comodidades. Com estilo, essas propriedades oferecem atributos exclusivos que contribuem para uma estadia memorável.” Justo. Nada menos do que encontramos em nossa passagem por lá.

De fato, a proposta de serviços de alto nível parece ser uma ideia comprada por todo o staff. Logo em nossa chegada, tivemos a prova. Pousamos em Roma antes do nascer do sol e, se você está familiarizado com viagens e hotéis e check-ins, sabe que isso significa (quase sempre) longas horas de espera até que o quarto que reservamos esteja liberado. É de praxe que o hotel ofereça espaço para guardar suas malas e até mesmo sugira passeios por perto, para que você possa desbravar a cidade enquanto seu quarto está sendo arrumado para você. Admissões antes do meio dia são raridade e dependem da taxa de ocupação e regras de cada hotel, além de uma certa dose de boa vontade da equipe também. Dito isso, quando chegamos no Grand Hotel De la Minerve, por volta das 7h da manhã, eu já esperava ouvir que nosso quarto ainda estava ocupado por outro hóspede. E, de fato, estava. O que se deu na sequência, no entanto, foi algo completamente inesperado pra mim. Uma conduta que nunca havíamos experimentado em nenhum hotel no mundo… a oferta de um quarto temporário. Percebendo o nosso cansaço, a equipe prontamente encontrou um quarto desocupado que pudesse nos receber por algumas horas.

A experiência foi importante por dois motivos principais: o primeiro, claro, pois tivemos a possibilidade de descansar um pouquinho, tomar um banho e, quando finalmente saímos para caminhar pela cidade, estávamos renovados. E o segundo pois nos permitiu conhecer – e experimentar – duas categorias distintas de quartos do hotel. Minha impressão não poderia ser melhor, mesmo os quartos mais simples são espaçosos e muitíssimo confortáveis. E, cabe destacar a sensibilidade e proatividade da equipe da recepção que soube perceber de imediato nossa necessidade e, sem pestanejar, nos apresentou uma solução perfeita. Coisa de quem sabe, verdadeiramente, conquistar o coração de um hóspede!

HISTÓRIA DO HOTEL

Se tem uma coisa que eu amo, é me hospedar em hotéis com história. A mansão palácio onde hoje encontra-se o Grand Hotel De La Minerve começou a ser construída por volta do ano de 1620. Seus proprietários eram aristocratas portugueses, da família Fonseca. Eles mantiveram a posse do palácio por cerca de 2 séculos, até o mesmo ser vendido, para uma família francesa – os Sauve – e por eles transformado em hotel de luxo.

Quem tem curiosidade sobre a história do turismo, certamente já deve ter ouvido falar no Grand Tour – eram viagens realizadas por jovens de famílias abastadas que, entre os séculos XVI e XVIII, percorriam a Europa a fim de expandir conhecimento e ver de perto as heranças deixadas pelos dos grandes mestres das belas artes. E, claro, como não poderia deixar de ser, a Itália – e Roma – eram destinos obrigatórios nesta busca. Alguns historiadores defendem que o Grand Tour pode ser considerado como o nascimento do turismo tal como conhecemos hoje. Já naquela época, o Grand Hotel De la Minerve abria suas portas para os entusiastas do Grand Tour. E, para os alucinados por arte e turismo – como eu – a hospedagem em um lugar que carrega tanta importância histórica é daquelas experiências cujo valor é imensurável.

Grand Hotel De La Minerve © Imagina na Viagem

Outras passagens importantes da história do hotel dizem respeito aos convidados ilustríssimos que a propriedade já teve como hóspedes ou visitantes. É o caso do Papa Pio IX, do General San Martin, do pintor Pablo Picasso e do grande cantor italiano Luciano Pavarotti. Muitas destas passagens estão, até hoje, eternizadas na decoração do Grand Hotel De La Minerve.

OS QUARTOS

O Grand Hotel De La Minerve possui 135 quartos, divididos em 6 categorias – Classic, Superior, Deluxe, Grand Deluxe, Suíte Júnior e Suíte. Todos os quartos contam com ar-condicionado e sistema de calefação (infelizmente, a depender da época do ano, apenas um dos dois pode estar em operação), TV de tela plana com canais por satélite, frigobar, cofre e tratamento acústico nas janelas. Nos banheiros – todos em mármore travertino – há chuveiro e banheira, kit de amenidades da marca italiana Etro, secador de cabelo, roupões e pantufas, espelho para maquiagem e até mesmo uma balança – que eu não usei, pois sou do tipo que acredita que calorias consumidas em viagem não contam. O wi-fi é gratuito e está disponível em todas as áreas do hotel, inclusive nos quartos.

Alguns quartos contam ainda com uma linda vista para a Piazza della Minerva e o Panthéon. E devo confessar que, embora o nosso quarto fosse ótimo como um todo, foi essa a parte que mais me encantou em nossa estada. Pode parecer bobo, mas para mim foi arrepiante estar de frente para um dos monumentos mais antigos e preservados de Roma. E foi também maravilhoso chegar ao hotel no final da tarde, abrir as janelas do quarto e continuar aproveitando o clima da cidade – quase sempre ouvindo um artista de rua que faz da praça seu palco. De forma natural, a viagem acabou por ganhar uma trilha sonora particular e super especial.

Grand Hotel De La Minerve © Imagina na Viagem

SERVIÇO E INFRAESTRUTURA

Dentre os serviços e instalações oferecidos pelo Grand Hotel De La Minerve estão:  uma academia – com equipamentos de ergometria e musculação, capela/santuário, lounges, business centre, serviços de concierge, de bilheteria e também câmbio.

Há ainda um bar – o Le Cupole – e um restaurante. Este último, chamado Roof Garden, está localizado no terraço do hotel e garante vistas privilegiadas da cidade. Mas sobre isso eu te conto mais abaixo, no tópico “Café da Manhã e Gastronomia”.

Grand Hotel De La Minerve © Imagina na Viagem

LOCALIZAÇÃO

Se o desafio fosse resumir a localização do Grand Hotel De La Minerve em apenas uma palavra, esta seria: imbatível. Mas como os caracteres são liberados por aqui, eu te conto mais. Bem no coração do centro histórico de Roma, ele está situado na Piazza della Minerva, logo atrás do Panthéon.

No mapa, você encontra a localização exata do Grand Hotel De La Minerve em vermelho. Em roxo, estão alguns dos principais pontos de interesse da cidade.

A área é excelente, com incontáveis opções de restaurantes, inúmeras lojinhas, sorveterias, farmácias, mercadinhos e tudo mais o que você pode querer ou precisar.

Outro fator importante: a localização é ideal para quem planeja desbravar a cidade a pé. O hotel fica a uma curta caminhada de incontáveis pontos de interesse, como a Fontana di Trevi, a Piazza Navona, a Piazza Venezia, e muitos outras.

CAFÉ DA MANHÃ E GASTRONOMIA

Grand Hotel De La Minerve © Imagina na Viagem

Eu já adiantei que o Roof Garden, o restaurante do Grand Hotel De La Minerve, tem uma vista imperdível, né? Pois bem, com clima acolhedor, ele foi – na minha opinião – o ambiente mais aprazível de todo o hotel. De lá é possível ver um sem número de pontos de interesse, as cúpulas mais famosas de Roma, o grandioso Monumento a Victorio Emmanuelle e, claro, o vizinho Panthéon.

É também no espaço do Roof Garden que o café da manhã é servido diariamente, com uma farta oferta de pães, doces, frios, pratos quentes, diversos tipos de cafés, sucos e até champagne. À noite, o restaurante segue funcionando, com culinária italiana e internacional. E antes que você possa viver a experiência por conta própria, eu adianto: é um deleite assistir a pôr do sol dali e, então, ver a cidade se iluminando aos poucos.

Por lá, Antonio Falco é o chef responsável. E se você já ouviu dizer que a cozinha napolitana é a melhor parte da Itália, pode tirar a prova com suas preparações. Napolitano de origem, sua inspiração é sua terra natal. Entre as especialidades do chef está a muçarela dourada recheada com linguiça. Já deu água na boca só de pensar, não?

NOSSO TOP 5 NO GRAND HOTEL DE LA MINERVE

  • Atendimento – é claro que o Grand Hotel De La Minerve tem muitos pontos que valeriam figurar no primeiro lugar do nosso top 5, mas seria impossível ignorar a sensibilidade, simpatia e eficiência do staff que nos recebeu por lá. Principalmente no que diz respeito ao check-in e à oferta de um quarto temporário no momento de nossa chegada. Nosso carinho e muito obrigado a toda a excepcional equipe do Grand Hotel De La Minerve.
  • Localização – Roma é uma daquelas cidades que a localização vale ouro. A depender do local onde você escolhe se hospedar, é possível percorrer os principais pontos turísticos a pé, em caminhadas deliciosas que revelam tantos outros encantos da cidade. A localização do Grand Hotel De la Minerve é excelente para isso. Outro ponto positivo dessa proximidade – e que aproveitamos bastante, inclusive – e a facilidade de chegar aos monumentos mais procurados em horários quase que “exclusivos”. Pela primeira vez, vimos o Pantheón quase vazio, durante a noite… coisa fácil de fazer quando se está bem ali na esquina. O mesmo valeu pra Fontana di Trevi, onde chegamos ao raiar do dia e conseguimos a tão sonhada foto sem turistas! Melhor impossível.
  • Quartos – encontrar quartos amplos nas grandes capitais europeias pode ser uma tarefa pra lá de difícil. Com hotéis quase sempre construídos em prédios históricos, os quartos costumam ser mínimos e, muitas vezes, até abrir as malas é um problema. No Grand Hotel De La Minerve, além do bom gosto da decoração, ficamos muito bem impressionados com o espaço dos quartos. Mesmo os quartos de categoria mais simples (como o que ficamos logo que chegamos) são espaçosos e bastante confortáveis.
  • Vista do quarto – Se tem uma coisa que sempre me “ganha” nos hotéis é um bom quarto com vista para a cidade. Costumo dizer que janelas com vista dão a possibilidade de curtir a cidade e toda a sua atmosfera ao longo de todo o dia, mesmo naqueles momentos de mais exaustão, quando tudo o que você quer é uma cama e por os pés para o alto. Em Roma se caminha muito. Muito mesmo. E há tanto o que ver que os roteiros quase sempre são bastante puxados. A gente costuma sair do hotel logo pela manhã e retornar já depois do pôr do sol. Chegar no quarto, tomar um banho, abrir as janelas, deitar na cama e continuar vivenciando a aura da cidade – assistindo o vai e vem de turistas, ouvindo os artistas de rua – não tem preço. Melhor ainda quando o personagem principal da cena é um dos maiores pontos de interesse turístico daquela cidade, como é o caso do Panthéon.
  • Roof Garden / Terraço – Eu disse que em Roma a gente costuma voltar ao hotel só depois do pôr do Sol, não disse? Mas quem se hospeda no Grand Hotel De La Minerve tem um motivo para, ao menos um dia, terminar a programação mais cedo. Assistir ao pôr do Sol de Roma no rooftop do Grand Hotel De La Minerve é uma experiência que você deveria incluir no roteiro. Com um panorama surpreendente da cidade, a brincadeira ali é procurar pelos principais monumentos turísticos de Roma, contar as tantas cúpulas que formam seu skyline e – um pouquinho mais difícil – tentar distinguir cada uma delas. E o mais gostoso: superexclusivo, uma experiência para curtir sem um batalhão de turistas ao redor.

SERVIÇO

Grand Hotel De La Minerve
Piazza della Minerva, 69
Roma – Italia
Tel: 39 06 695201

E-mail: reservations@ghminerve.com

www.grandhoteldelaminerve.com

* O Imagina na Viagem esteve no Grand Hotel De La Minerve em sistema de parceria a fim de conhecer os serviços do estabelecimento e retratá-los nesta resenha. Prezando a credibilidade, todas as resenhas do Imagina na Viagem descrevem com fidelidade as opiniões pessoais da editora e não são passíveis de qualquer acréscimo e/ou alteração de valor ou conteúdo por parte de terceiros.

PLANEJE SUA VIAGEM E RESERVE AQUI!


Quando você faz uma reserva através de nossos links, nós ganhamos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e ajuda o Imagina na Viagem a continuar produzindo conteúdo e trazendo dicas pra você! Então, o que tá esperando? Faça a sua reserva e nos dê uma força!


Post Anterior

Hotel Cristina – excelente custo-benefício na apaixonante Sorrento.

Próximo Post

Villa Magna - tudo sobre o melhor cinco estrelas de Madrid

Comentários

Deixe registrado seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.