Restaurante Yemanjá – Salvador

Programação certeira pra quem não abre mão da boa comida baiana.

Em Maio desse ano, estivemos por alguns dias em Salvador. A princípio, a ideia era apenas rever alguns amigos do marido que, por conta do trabalho, morou na capital baiana durante alguns anos. Mas como visitar o Nordeste e não cometer loucuras gastronômicas? Para mim, uma verdadeira fissurada pela comida nordestina, essa era uma missão impossível. Assim, antes mesmo de embarcar, já havíamos planejado alguns dos restaurantes pelos quais passaríamos durante a viagem.

Nosso circuito de delícias engordativas passaria por restaurantes “novos” e badalados, e outros mais antigos que o marido costumava frequentar e adorava. O primeiro deles, talvez o mais famoso da cidade, era também o que eu mais tinha curiosidade de conhecer, o restaurante Yemanjá.

O restaurante Yemanjá foi nossa primeira parada em território baiano. Antes mesmo de passarmos pelo hotel, estávamos nós sentados à mesa e rodeados de baianas vestidas a caráter. Simpáticas que só elas, as atendentes do Yemanjá dão todo um charme extra ao restaurante, que é rusticamente decorado com elementos que traduzem bem a cultura local.

O espaço é amplo (com lugar para 520 pessoas) e como chegamos bem tarde, o restaurante estava bastante vazio situação nada comum por ali. O atendimento foi rápido e em poucos minutos já havíamos recebido nossas entradas na mesa.

Restaurante Yemanjá
Felicidade define. A alegria da gordinha aqui prestes a experimentar o acarajé da casa. © Marina Aurnheimer / Imagina na Viagem

Começamos pedindo acarajés. Você deve conhecer, mas caso não esteja familiarizado com a comida baiana, o acarajé é um bolinho frito em azeite de dendê e feito com uma massa de feijão fradinho. Geralmente é servido com vatapá, caruru, salada e camarão. Uma delícia. Destaque para o vatapá que estava dos deuses e ponto negativo para a falta de caruru no entrada.

Era hora do prato principal. Apesar do cardápio variado, foi através das moquecas que o Yemanjá fez sua fama. E claro, não poderíamos deixar de experimentar o carro-chefe da casa. Pedimos uma moqueca de camarão. Como acompanhamento são servidos arroz branco e farofa de dendê. Além disso, pedimos também uma porção extra de vatapá (pra vocês verem como estava bom…).

A porção de moqueca – como vocês podem ver no vídeo abaixo – é MUITO bem servida. O suficiente para três pessoas almoçarem bem. Por outro lado, as porções dos acompanhamentos são pequenas. A quantidade de arroz, por exemplo, é bem reduzida e quase sempre é necessário pedir uma porção extra.

 

E o que dizer do sabor da moqueca? Poderia arriscar dizer que é maravilhosa, deliciosa, que é um pedacinho de céu na terra ou qualquer outra coisa desse tipo… Mas olha, para quem realmente ama a gastronomia típica nordestina, é complicado encontrar palavras que traduzam a melhor moqueca que já experimentei na vida. Temperada à perfeição, com camarões no ponto perfeito, um leve gostinho de amendoim ao fundo e acompanhada da farofa de dendê – que traz toda uma textura especial ao prato – a moqueca do Yemanjá conquistou meu coração. Rs…

Depois de tudo isso, foi impossível experimentar ainda uma sobremesa. Não sobrava espaço… E se sobrasse, eu certamente o preencheria com mais moqueca!

O preço é justo, e como o prato é bem servido acaba tendo um ótimo custo-benefício. Pagamos – o casal – pela entrada, prato principal e bebidas cerca de R$170,00.

Resumindo: se você gosta de comida baiana, nem pense em ir a Salvador e não passar pelo restaurante Yemanjá. O lugar faz jus a fama que tem e serve uma moqueca de dar água na boca para quem – como eu – não vê a hora de voltar.

Ficou na vontade? Em sua próxima viagem à Bahia passe lá para conferir… O restaurante Yemanjá fica na Avenida Otávio Mangabeira, número 4661, na orla de Armação em Salvador.

Aberto de Domingo à Quinta de 11h30 à 0h30, Sextas e Sábados de 11h30 à 1h30.

Estacionamento e serviços de manobrista disponíveis gratuitamente no local.

Post anterior

Conrad Punta del Este Resort e Casino

Próximo Post

Visitando o Chateau de Chenonceau - Vale do Loire

Sem comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *