Pontos turísticos imperdíveis no Chile e na Argentina

Ano após ano, o número de turistas brasileiros curiosos pelos encantos da América do Sul cresce exponencialmente. Cidades como Buenos Aires, na Argentina, e Santiago, no Chile, atraem cada vez mais visitantes motivados por suas belezas, seu estilo de vida e, claro, também pela economia. As viagens pela América do Sul são, quase sempre, opções mais baratas – se comparadas com destinos europeus e estadunidenses –, mas nem por isso menos interessantes e presenteiam aqueles que se dispõem a explorá-las com algumas surpresas deslumbrantes.

O Imagina na Viagem, em parceria com o Grupo Dicas, selecionou alguns dos pontos turísticos imperdíveis em Buenos Aires e Santiago, duas cidades pelas quais já passamos ao longo de nossas viagens e as quais sempre recomendamos aos amigos como opções rápidas, baratas e deliciosas aqui por “perto”. Tá pensando em conhecer alguma (ou as duas) dessas capitais? Confira abaixo as nossas sugestões!

Santiago do Chile

Museus – Os viajantes que apreciam história e arte costumam sair de Santiago encantados. É que a oferta de museus por ali é grande e os assuntos abordados por eles, bastante variados. Do Museu de História Natural, passando pelo Museu de Arte Contemporânea e o Museu de Belas Artes, ou o dedicado exclusivamente à História Precolombiana, todos eles valem a visita. Viajar é uma oportunidade inigualável de aprender sobre outras culturas e expandir seus conhecimentos sobre a história mundial e é dentro dos museus que você terá as melhores aulas! O Museu de Moda também promete ser bastante interessante e, por fim, não deixe de visitar a Casa de Pablo NerudaLa Chascona -, uma das maiores atrações da cidade, onde você encontrará detalhes sobre a vida e arte desse que foi o maior poeta chileno.

Nota: existem três “casas de Pablo Neruda”, sendo elas La Chascona, em Santiago, La Sebastiana, em Valparaíso, e Isla Negra, em El Quisco.

Vinícolas – Se você é um bom apreciador de vinho, certamente deve ter algum rótulo chileno entre os seus preferidos. Algumas vinícolas chilenas mundialmente conhecidas estão nos arredores de Santiago e são abertas à visitação, atraindo milhares de visitantes curiosos pelo processo de produção do vinho e afoitos por degustar algumas de suas variações. Concha y Toro e Santa Rita são algumas das vinícolas preferidas pelos turistas em razão de sua tradição e proximidade com o centro da cidade de Santiago. Existem ainda algumas boas opções de “bodegas” um pouco mais afastadas e, se você quiser fazer uma inserção maior pelo mundo do vinho, pode ser interessante alugar um carro e ficar mais livre para desbravar com calma esse paraíso da enologia. Se você ficou interessado, saiba que o Grupo Dicas tem mais informações sobre aluguel de carros em Santiago nesse artigo:  alugar um carro em Santiago.

 

Crédito: longtaildog / Adobe Stock
Crédito: longtaildog / Adobe Stock

 

Estações de Esqui – Estando em Santiago, vale a pena separar ao menos um dia do roteiro para subir a Cordilheira dos Andes e visitar alguma de suas estações de esqui, ainda que a sua viagem se dê em outra época do ano que não no inverno. Subir a Cordilheira dos Andes é uma aventura que vale a pena ser vivida ao menos uma vez na vida… O visual é incrível e é lindo ver como a paisagem muda conforme avançamos na estrada. Valle Nevado e Farellones são as duas estações mais tradicionais no entorno de Santiago, sendo a primeira delas a preferida entre os brasileiros que visitam a região.

 

Crédito: Paco Ayala / Adobe Stock
Crédito: Paco Ayala / Adobe Stock

 

Outros pontos turísticos em Santiago do Chile – além dos museus sobre os quais já falamos, das vinícolas – dentro e fora de Santiago – que você poderá conhecer e das estações de esqui que não podem faltar no seu roteiro, a região metropolitana de Santiago tem ainda inúmeros outros atrativos bem bacanas que valem (e muito!) a visita. O Palácio de la Moneda, o Cerro San Cristóbal, a Catedral Metropolitana, o Mercado Central, o Pátio Bellavista e o Cerro Santa Lucía são alguns desses lugares. Em breve a gente conta mais sobre cada um deles aqui no blog. E você também pode conferir mais detalhes sobre os pontos turísticos de Santiago do Chile no site Dicas do Chile, do Grupo Dicas.

Buenos Aires

Plaza de Mayo e arredores – A Plaza de Mayo e seus arredores são, talvez, os pontos mais importantes, historicamente falando, de Buenos Aires. Palco de protestos e revoluções, ali você encontrará a Casa Rosada, edifício sede do governo argentino, a Catedral Metropolitana de Buenos Aires, e três museus bacanas para quem curte história: o Museu Bicentenário, o Museu Histórico Nacional do Cabildo e da Revolução de Maio, além do Museu da Administração Federal de Buenos Aires. Dá pra reservar um dia inteirinho para percorrer a região a pé e explorar todos os seus – muitos – pontos de interesse.

 

Crédito: sassenfeld / Adobe Stock
Crédito: sassenfeld / Adobe Stock

 

Jardim Japonês de Buenos Aires – Sabe aqueles cantinhos em meio ao turbilhão da cidade onde, inacreditavelmente, é possível desligar-se do dia a dia e curtir alguns momentos de relaxamento e contato com a natureza? Eu, particularmente, amo esses pequenos oásis de tranquilidade escondidos nas selvas de pedra… E o Jardim Japonês é exatamente assim! Construído na década de 60, para celebrar a primeira visita de um membro (o então príncipe-herdeiro e atual imperador do Japão, Akihitu) da família imperial japonesa à Argentina, o Jardim Japonês de Buenos Aires é atualmente o maior jardim japonês do mundo fora do Japão. Passear por ali é uma delícia… Com riachos, pequenas cachoeiras, um lago repleto de carpas e uma variedade impressionante de plantas, é difícil não sair de lá encantado e com um número indizível de fotos! Rs… Para saber mais sobre o Jardim Japonês de Buenos Aires, confira a matéria que o Grupo Dicas fez sobre o local em: Jardim Japonês de Buenos Aires

 

Crédito: theblackfatcat / Adobe Stock
Crédito: theblackfatcat / Adobe Stock

 

Shows de Tango – Ir à Argentina e não assistir a um show de tango é como ir a Roma e não ver o Papa. Rs! Se não o maior, um dos maiores e mais belos símbolos da cultura portenha o tango é figurinha certa no roteiro de 10 entre cada 10 turistas que desembarcam pela primeira vez em Buenos Aires… E os espetáculos são tão bem produzidos e tão bonitos de ver que muita gente acaba repetindo o programa quando retorna à cidade. Quando estivemos por lá, optamos por conhecer o Señor Tango, que alia um jantar típico de carnes argentinas a um show belíssimo com coreográficas que fazem cair o queixo. Além do Señor Tango, existem ainda outras casas como o Madero Tango, o Café Tortoni e o café Esquina Homero Manzi… o difícil é escolher qual delas prestigiar!

Outros pontos turísticos de Buenos Aires – Buenos Aires é uma cidade riquíssima em cultura e entretenimento e opções de lazer por ali não faltam. Existe uma infinidade de outras atrativos que não foram listadas aqui e que merecem um espacinho no seu roteiro, como é o caso dos bairros de Palermo Soho e Palermo Hollywood, com seus restaurante e bares super charmosos e lojinhas de designers locais e super estilosos, o Puerto Madero, uma região portuária revitalizada e super moderna com boas opções gastronômicas e um clima agradabilíssimo, o Caminito com suas casinhas coloridas e seus artistas de rua, o Cemitério da Recoleta, onde o túmulo de Eva Perón é a principal atração… E muitos, muitos outros! O Grupo Dicas tem um site especializado em turismo na Argentina e você pode conferir mais sobre esses e outros pontos turísticos de Buenos Aires visitando o site: pontos turísticos de Buenos Aires.

 

*Esse post contou com o apoio de uma empresa que acredita no Imagina na Viagem e na qual também confiamos.

Post anterior

Bariloche - Um guia completo!

Próximo Post

Roteiro pela Grécia: Atenas, Mykonos e Santorini.

Sem comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *