O que fazer em Monaco? – Os principais pontos turísticos do Principado.

Espremido entre o Mar Mediterrâneo e as montanhas, o principado de Mônaco é o segundo menor país do mundo em extensão – sendo maior apenas que o Vaticano –, com cerca de 2km² de área total. O que nem todo mundo imagina é, embora diminuto, há muito o que se ver, fazer e viver por ali. Nas linhas abaixo, o Imagina na Viagem lista alguns dentre os principais pontos turísticos de Monaco-Ville, Monte-Carlo, Fontvieille e outras regiões do principado. Confira nossas sugestões sobre o que fazer em Monaco.

 

Você sabia que um seguro médico é item OBRIGATÓRIO em todas as viagens para a Europa?
Se você ainda não contratou o seu, cote com a SegurosPromo – empresa parceira do Imagina na Viagem – e evite perrengues nas suas férias!
Utilizando o cupom de desconto IMAGINANAVIAGEM5 você
ainda garante 5% de desconto na contratação do serviço!

 

 

Monaco divide-se em 8 distritos ou bairros: Fontvieille, Monaco-Ville, La Condamine, Monte-Carlo, Jardin Exotique, Larvotto, Moneguetti e La Rousse. E é a partir dessa divisão que destacaremos as atrações do principado. Dessa forma, caso você tenha apenas um dia por Monaco, fica fácil montar um roteiro rápido e otimizado.

No mapa abaixo, você pode perceber a divisão dos bairros de Mônaco, bem como encontrar a localização exata de cada um dos pontos turísticos que listaremos aqui.

Para descobrir a melhor forma de circular entre eles, recomendo a leitura do post: Como conhecer Monaco? Descubra a melhor forma de circular pelo país! Nele, a gente explica porque conhecer Mônaco a pé pode ser uma furada – e dá as dicas espertas para que não seja -, conta sobre a nossa experiência pelo principado de carro (é fácil? Onde estacionar?…) e ainda divide todos os detalhes sobre o transporte público do país. Confere lá!

 

 

PONTOS TURÍSTICOS DE MONACO – FONTVIEILLE

Resultado de um grande aterro marinho (originalmente, era tudo mar por ali!), Fontvieille é considerado o bairro tech e sustentável de Monaco.  Abriga alguns atrativos turísticos bastante interessantes, além de diversas empresas voltadas à tecnologia e edifícios residenciais. Se você chega de carro, Fontvieille é uma boa opção para começar seu passeio por Monaco, já que possui boas opções de estacionamento e, diferentemente de outros bairros do principado, não possui grandes restrições ao tráfego.

 

ESTÁDIO LOUIS II

Inaugurado no ano de 1985, o Estádio Louis II é o estádio oficial e sede da equipe de futebol AS Monaco – um dos clubes mais famosos da Europa. Mais do que apenas um estádio, trata-se de um verdadeiro complexo esportivo, com pista de atletismo, ginásio poliesportivo, complexo aquático e uma infraestrutura completa para receber de treinamentos de base à grandes competições internacionais.

Para os entusiastas do futebol, o complexo possui tours guiados em francês, inglês ou italiano, que acontecem, de Segunda à Sexta entre Abril e Setembro (exceto em dias de eventos). Para mais informações, acesse o site do Estádio Louis II em: www.stadelouis2.mc/

 

HELIPORTO DE MONACO – PASSEIOS DE HELICÓPTERO NO PRINCIPADO

Se você não tem medo de voar, conhecer Monaco em um passeio de helicóptero pode ser uma excelente pedida!

E eu diria mais: iniciar sua visita pelo país desta forma pode ser bacana de diversas maneiras… primeiro porque o visual é sem igual (ver o panorama do Museu Oceanográfico debruçado sobre o mar, por exemplo, é algo que só é possível de barco ou voando) e segundo porque, do alto, você consegue ter uma breve ideia do que te aguarda lá em baixo… É uma forma incrível de ser apresentado ao local. Dizem que a primeira impressão é a que fica, e eu acredito que essa deva ser a melhor possível!

E, tá certo que Monaco é um dos países com a maior concentração de milionários do mundo, mas engana-se quem pensa que tudo por lá custa os dois olhos da cara. Rs! Passear de helicóptero em Monaco, por exemplo, pode sair muito mais em conta do que um voo em várias cidades do Brasil. A Heli Air, empresa especializada em voos privados e/ou panorâmicos, tem opções que custam 60 euros por pessoa e partem do Heliporto de Monaco, em Fontvieille.

Para descobrir todos os percursos (e preços) oferecidos pela empresa, acesse o site: www.heliairmonaco.com/

 

Já reservou seu hotel em Mônaco? Confira as melhores opções de hospedagem – e excelentes ofertas! – no Booking! Reservando seu hotel através de nossos links, você contribui com o Imagina na Viagem sem pagar nada a mais por isso!
Acesse em: Booking.com

 

MUSEU NAVAL DE MONACO

Banhado pelo Mar Mediterrâneo, o Principado de Mônaco (e sua família real) tem uma ligação fortíssima com o oceano. Dos portos e marinas repletos de iates aos diversos museus náuticos, você encontrará uma infinidade de atrativos ligados ao tema. Um deles é o Museu Naval de Mônaco, que promete ter uma boa opção para os entusiastas do assunto.

Ali estão expostos cerca de 250 artefatos – muitos fizeram parte do acervo particular do Príncipe Rainier III – dentre os quais destacam-se modelos de navios emblemáticos, como o Titanic e o Calypso (famoso pelas expedições de Jacques Cousteau).

Para saber mais sobre horários de funcionamento e ingressos, acesse o site oficial do museu em: www.musee-naval.mc

O que fazer em Monaco? © Imagina na Viagem

 

COLLECTION DE VOITURES ANCIENNES DE S.A.S. LE PRINCE DE MONACO

Muitos dos museus de Mônaco se desenvolveram a partir de coleções pessoais de sua família real… este, por exemplo, é inteiramente dedicado aos carros antigos acumulados pelo Príncipe Rainier III.

Na coleção de veículos antigos do Príncipe de Monaco, você encontrará cerca de 100 carros e 6 carruagens, de épocas, montadores e modelos variados. Uma Lamborghini da década de 80, um Rolls Royce de 1952, uma Bugatti dos anos 20… é pra fazer qualquer amante dos possantes sair de lá com um sorriso de orelha a orelha, não?

Para informações práticas sobre a visita (horários e preços), acesse o site: www.palais.mc/fr/musees-et-visites/la-collection-de-voitures-de-s-a-s-le-prince-de-monaco-1-27.html

 

ROSEIRAL PRINCESSE-GRACE

Em 1982, após um acidente de carro, a princesa Grace Patricia Grimaldi (ou Grace Kelly, como ficou conhecida quando ainda era uma atriz de Hollywood) deixou viúvo seu esposo, o Principe Rainier III. A morte precoce – a princesa tinha 52 anos à época – marcou a família real e comoveu o principado.

Dois anos mais tarde, o príncipe inauguraria o Roseiral Princesse-Grace, um belo jardim em forma de coração criado em homenagem – e memória – a sua (também bela) esposa.

História triste, porém linda, não? Pois 30 anos mais tarde, o Roseiral continua sendo um dos espaços verdes mais bonitos de Mônaco. São cerca de 8 mil roseiras – de centenas de variedades – distribuídas em uma área total de 5000m². Vale a pena visitar e ver de perto tão bela demonstração de amor.

O acesso ao Roseiral é gratuito.

O que fazer em Monaco? © Imagina na Viagem

 

 

PONTOS TURÍSTICOS DE MONACO – MONACO-VILLE

Indo de um extremo a outro, enquanto Fontvieille é considerado o bairro mais moderno de Monaco, Monaco-Ville é lugar que mantém intocadas as memórias mais antigas do principado. A Vila Velha, como também é conhecida, está localizada no alto de um grande rochedo e, por essa razão, possui os mais belos panoramas de Monaco.

Se eu pudesse dar apenas uma dica sobre Monaco-Ville seria: permita-se caminhar sem rumo por suas ruelas e descobrir cada um dos cantinhos especiais deste bairro. Ah, e no meio desse passeio gostoso, não deixe de conferir os pontos turísticos abaixo.

O que fazer em Monaco? © Imagina na Viagem

 

PALÁCIO DOS PRINCIPES DE MONACO

Originalmente uma fortaleza, o Palácio do Príncipe de Mônaco é, desde o século XIII, a residência oficial da família Grimaldi – de onde advém os soberanos de Mônaco.

Imponente, localizado bem no alto do rochedo, o Palácio encanta já de cara pela fachada. E quem visita Mônaco entre Março e Outubro tem a chance de encantar-se ainda mais, conhecendo parte de seu interior em visitas áudio-guiadas.

A visita é rápida, mas se o seu tempo em Mônaco é curto e a visita ao Palácio não enche seus olhos, uma boa opção pode ser ater-se a Placa du Palais, a praça em frente ao Palácio, de onde você poderá apreciar com calma os detalhes de sua arquitetura bem como encontrará belíssimos panoramas de Mônaco – as fotos abaixo foram tiradas de lá.

Se o seu roteiro permitir – e vale fazer uma forcinha para isso – programe-se para estar na Place du Palais precisamente às 11h55. É nesta hora que acontece, diariamente, a cerimônia da troca de guarda – ou carabineiros – do Palácio do Príncipe.

Para detalhes como horários de funcionamento e valor dos ingressos (cobrados apenas para quem opta pela visita interna!), acesse o site: http://www.palais.mc/

 

CATEDRAL DE SÃO NICOLAU – CATEDRAL DE MONACO

Ela ficou conhecida mundialmente por ter sido palco da emblemática cerimônia de casamento de Reinier III e Grace Kelly – que até hoje inspira noivas mundo afora.

Atualmente, a Catedral de São Nicolau recebe inúmeros visitantes curiosos por ver de perto cada um de seus lindos detalhes e desejosos por rezar sobre o túmulo da princesa-atriz. Além de Grace Kelly, estão enterrados ali outros grandes nomes da família Grimaldi – a família real de Mônaco – como Alberto I e Carlos III.

A Catedral permanece aberta para visitação diariamente (exceto durante eventos e ofícios religiosos) das 8h30 às 19h, e a entrada é gratuita.

O que fazer em Monaco? © Imagina na Viagem

 

MUSEU OCEANOGRÁFICO DE MONACO

Monumental. Assim eu definiria o Museu Oceanográfico de Mônaco em apenas uma palavra. Debruçado no rochedo e dirigido por décadas pelo famoso oceanógrafo Jacques Cousteau, o museu é lindo por fora e de uma riqueza sem igual por dentro. Além de uma vasta coleção de artigos marinhos, ele é também um aquário e possui iniciativas incríveis de proteção às espécies marinhas.

Nós estivemos por lá e ficamos verdadeiramente encantados com a visita, tanto que já colocamos no ar um post completinho sobre nossa experiência por lá. Para saber mais sobre esta que, na minha opinião, é uma das atrações imperdíveis de Monaco veja o post: Museu Oceanográfico de Mônaco: um rico passeio pela vida marinha.

 

MUSÉE DU VIEUX MONACO

Você sabia que apesar de, hoje em dia, o francês ser o idioma mais falado em Monaco, o principado possui uma língua própria? Pois esta é apenas uma das heranças da identidade nacional monegasca – a qual o Musée du Vieux Monaco visa proteger e perpetuar.

É uma visita riquíssima para quem tem algum interesse em aprender mais sobre a história de Monaco e suas antigas tradições civis e religiosas.

Para saber detalhes como horários de funcionamento, valor dos ingressos e realizar uma visita virtual acesse o site:  www.traditions-monaco.com

 

PALÁCIO DA JUSTIÇA

Embora não esteja aberto a visitação, vale a pena acrescentar o Palácio da Justiça na sua listinha de “o que ver em Mônaco”. Ele fica bem próximo ao Museu Oceanográfico e sua arquitetura singular faz dele dos edifícios mais bonitos de Monaco-Ville.

O que fazer em Monaco? © Imagina na Viagem

 

 

PONTOS TURÍSTICOS DE MONACO: MONTE CARLO

Se o seu desejo, estando em Mônaco, é desfrutar de todo o luxo e ostentação que fazem a fama no principado, Monte Carlo certamente será o seu point preferido. É neste bairro que você encontrará a high society do mundo e, claro, tudo o que a permeia: de carros de luxo estacionados a cada esquina às lojas mais badaladas (e caras!) do mundo da moda. Ainda que o limite do seu cartão de crédito diga o contrário, vale a pena dar um giro por ali e ver de pertinho toda a pompa que faz de Mônaco a queridinha entre os milionários.

 

CASSINO DE MONTE-CARLO

Se você já esteve em Paris, poderá ter uma espécie de deja-vu quando chegar, pela primeira vez, a Place du Casino e vislumbrar o célebre Casino de Monte Carlo ao fundo.

É que, planejado pelo arquiteto Charles Garnier (lá por volta de 1963), o Casino tem estilo bastante semelhante à Ópera Garnier – outra obra famosa de seu desenhista e um dos monumentos mais prestigiados da Cidade Luz.

Com 28 colunas em ônix, por fora, o Casino de Monaco já é uma atração… mas, se você quiser mais, pode atrever-se a apostar alguns euros por ali, com um pouco (ou muita) sorte, dá pra fazer uma boa grana! E convenhamos, estando em Monaco, não vão faltar lugares para gastar (bem!) toda ela.

Se animou? Então anota aí: para entrar no Casino é preciso comprar um ingresso no valor de 10€. O acesso é controlado e menores de 18 anos são estritamente proibidos por ali e nem adianta dar uma de esperto, já que o documento de identificação é exigido na porta.

Para mais detalhes sobre o Casino de Monte Carlo acesse o site oficial em: www.casinomontecarlo.com

 

CERCLE D`OR

Se o seu cartão de crédito não tem limites – ou se você gostaria de viver por alguns momentos como se ele não tivesse – a boa é separar algum tempinho para passear pelo Cercle d’Or (o círculo dourado, em livre tradução).

É no Cercle d’Or de Monte Carlo que você encontrará as vitrines das mais famosas e prestigiadas lojas do mundo. De joias à peças da alta costura, o lugar é repleto de sonhos de consumo e “a cara da riqueza”. Lembram quando disse que Monte Carlo era o lugar certo para vivenciar todo o luxo e sofisticação que fizeram a fama de Mônaco? Pois bem, se Monte Carlo é o bairro ostentação, o Cercle d’Or, definitivamente, é a grande prova disso.

 

 

PONTOS TURÍSTICOS DE MONACO: LA CONDAMINE

Para alguns desavisados, La Condamine pode parecer um bairro de passagem. Não é. Localizado entre Monaco-Ville e Monte Carlo (as queridinhas dos turistas), o bairro também possui seus atrativos e você deveria gastar algum tempinho de seu roteiro para apreciá-los.

É em La Condamine, por exemplo, que acontece a largada e a chegada do Grande Prêmio de Fórmula 1. E, se você visita Mônaco numa época próxima a competição, pode dar a sorte (como nós demos!) de encontrar toda a estrutura da prova armada. Para os fãs de automobilismo é uma experiência e tanto, acredite!

Caso este não seja o seu caso, confira abaixo o que consideramos imperdível (para qualquer viajante e a qualquer época) por lá.

 

PORT HERCULE

Se você curte minimamente náutica não pode deixar de incluir um passeio pelo Port Hercule em seu roteiro. O principal porto de Monaco é um verdadeiro show – capaz de fazer acelerar o coração – para quem gosta de lanchas, veleiros e – principalmente – iates. Basta lembrar que Monaco tem profunda ligação com o tema náutico e é um dos países com a maior densidade de milionários do mundo – uma combinação perfeita que resulta em uma infinidade de barcos de fazer cair o queixo.

É também no Port Hercule que você poderá embarcar no Bateau Bus, uma espécie de ônibus aquático – parte dos transportes públicos de Monaco. O Bateau Bus cruza La Condamine de uma ponta a outra e, embora seja uma viagem rapidinha, pode aliviar um pouco do seu desejo por navegação depois de apreciar as verdadeiras máquinas aquáticas estacionadas no Port Hercule. Além do mais, é uma experiência divertida e um passeio interessante para quem viaja com crianças ou, simplesmente, para aqueles que decidiram conhecer Mônaco a pé e pretendem cortar um bocadinho do caminho.

 

 

O QUE FAZER EM MÔNACO: JARDIN EXOTIQUE, MONEGHETTI, LARVOTTO E LA ROUSSE

Mais “afastados” (entre aspas porque num país de 2km², tudo é bem pertinho) do burburinho de turistas, os demais bairros de Monaco também guardam bons segredos para quem decide explora-los. E mesmo onde, aparentemente, não há o que ver, não se surpreenda se encontrar belos panoramas, parques floridos, jardins de cair o queixo… tendo tempo, explore ao máximo cada pequeno pedacinho do principado. Bote fé, cada esquina por ali vale a pena!

 

JARDIM JAPONÊS

Jardins no estilo japonês são comuns em diferentes lugares do mundo. E é sempre uma delícia gastar alguns minutinhos contemplando sua beleze a usufruindo de sua tranquilidade. Em Mônaco não é diferente.

O Jardim Japonês de Mônaco conta com cerca de 7000m² de áreas verdes inteiramente inspirados na nação do Sol nascente, pensados pelo arquiteto-paisagista Yasuo Beppu. São pontes, riachos e um trabalho belíssimo de paisagismo capaz de deixar qualquer turista zen! Sem dúvida um momento de relaxamento perfeito em meio a um roteiro puxado por Mônaco.

A entrada no Jardim Japonês de Monaco é gratuita e você pode visita-lo das 9h da manhã até o Sol se pôr no horizonte.

 

JARDIM EXÓTICO DE MONACO

Se leu até aqui, você já deve ter percebido que Monaco é repleto de áreas verdes ou espaços dedicados à natureza. Para muitos, o Jardin Exotique é o mais belo e completo entre todos eles.

Ali, as suculentas são as protagonistas, com um show de cores e formatos que a gente é até capaz de duvidar terem sido criados unicamente pela natureza mesmo. São mais de 7000 espécies, num caminho que margeia as rochas de Monaco com vista para o mar. Deu para imaginar o espetáculo?

E depois de levar algum tempo admirando a natureza em seu esplendor, ainda vale separar um espacinho no roteiro para conhecer também o Museu de Antropologia Pré-histórica, situado dentro do parque. Fundado em 1902, o museu possui uma série de fósseis super bem conservados – de animais e também humanos – e através deles conta detalhes da história da humanidade. Um passeio riquíssimo para qualquer viajante!

Ah, e para explorar o Jardin Exotique e o Museu de Antropologia basta apenas um ingresso, viu? A visita ao museu está inclusa no valor do ticket do jardim. Bacana, né?

Para verificar os horários de funcionamento durante a sua visita, bem como o valor dos tickets, acesse o site do Jardin Exotique em: www.jardin-exotique.mc

Para saber mais sobre o de Museu de Antropologia Pré-histórica e sua coleção, acesse: http://map-mc.org

 

LARVOTTO BEACH – PLAGE DU LARVOTTO

Cansou de bater perna e tá sonhando com um pedacinho de areia pra chamar de seu? Não te julgo… é mesmo difícil resistir às águas cristalinas do Mediterrâneo. E, neste caso, Larvotto Beach – ou Plage du Larvotto, como é conhecida por lá – é o destino certo pra você.

A Plage du Larvotto é uma praia artificial, de águas claras e calmas – excelentes para um mergulho – cuja extensão é dividida entre áreas públicas e privadas. Nas áreas públicas, o acesso é livre e você pode chegar quando quiser e esticar a sua canga em qualquer espacinho livre.

Já as áreas privadas são administradas por clubes. E você também pode usufruir delas, desde que esteja disposto a desembolsar alguns euros para alugar espreguiçadeiras e guarda-sóis. Vale a pena? Se você é do tipo que não se importa em gastar um tantinho a mais para ter acesso a um nível maior de conforto e praticidade, sim.

E atenção, se você visita Mônaco no verão, vale a pena chegar cedo em Larvotto. A praia é bastante concorrida durante a alta temporada e conseguir uma espreguiçadeira ou um pedacinho de areia para esticar a canga pode requerer alguma dose de paciência.

 

 

PEQUENO EM TAMANHO, ENORME EM ATIVIDADES!

Se você nunca imaginou que Mônaco, com seus pouco mais de 2km² de extensão, fosse tão rico em pontos turísticos e atividades, bem-vindo ao clube. Eu também não sabia e, quando comecei a planejar nosso roteiro por lá, levei um baita susto – e, claro, fiquei sufocada em indecisões. O tempo era pouco e os interesses eram muitos.

Se, como nós, você tem apenas um dia em Mônaco, ver tudo – com calma – é tarefa impossível. Neste caso, recomendo que destaque da lista acima apenas aquelas atrações que mais lhe prendem a atenção e, a partir desta seleção, monte um roteirinho otimizado levando em consideração a disposição das atrações no mapa. Para descobrir a melhor forma de se locomover entre elas, sugiro que leia nosso post: Como conhecer Monaco? Descubra a melhor forma de circular pelo país!

 

O que fazer em Monaco? © Imagina na Viagem

 

Por outro lado, se tempo não é problema em sua viagem, vale a pena dedicar um pedacinho de seu roteiro para cada uma das atividades listadas acima. Tudo é extremamente interessante e/ou lindo, e merece mesmo a visita!

E, se ainda assim, sobrar uma folguinha na sua agenda, considere desbravar o entorno de Mônaco. Você pode conferir (e se inspirar pelo) o roteiro completo de nossa road trip no post: Road Trip pela França – De Paris a Côte d’Azur. Tenho certeza que vai amar cada um dos lindos panoramas lindos e cidadezinhas charmosas que encontrará por lá.

 

Post anterior

Black Friday 2017 - Descontos espertos para sua próxima viagem!

Próximo Post

Onde comprar Kérastase em Paris?

1 comentários

  1. Claudio Soares
    28 de novembro de 2017 at 12:15 — Responder

    boa matéria. muito completa.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *