Gordes: um guia sobre a pérola do Luberon, na Provence.

Incrustado numa colina, no Parque Natural Regional do Luberon está Gordes – um vilarejo classificado dentre os mais lindos de toda a França. Só isso já seria um bom motivo para incluí-lo em seu roteiro pela Provence, mas Gordes tem atrativos de sobra, hotéis incríveis, um dos visuais mais fantásticos que já presenciei e funciona, de forma perfeita, como base para uma exploração pelo Luberon. Para descobrir tudo o que vimos por lá e organizar melhor sua viagem a Gordes, confira o guia completo que preparamos.

 

 

NOSSA EXPERIÊNCIA EM GORDES

Uma pequena comuna com pouco mais de 40km², cerca de 2 mil habitantes e beleza imensurável. Assim eu começo a descrever Gordes, o vilarejo de pedras, localizado ao alto de uma colina, no coração do Parque Natural Regional do Luberon, em Vaucluse, na Provence.

Estivemos por lá em Maio de 2017, em meio a uma road trip que cortou a França – de Paris à Côte d’Azur – e, ainda que tenhamos visto muitas coisas lindas pelo caminho (e vimos!) poucas delas nos provocaram tanta surpresa e admiração quanto Gordes.


Confira o roteiro completo de nossa road trip no post: Road Trip pela França: de Paris à Côte d’Azur


A excitação começou na estrada, quando avistamos Gordes pela primeira vez, ainda ao longe. E as altas expectativas que nutrimos ao longo do caminho foram superadas logo que chegamos e pudemos ver seus detalhes de perto. Logo de cara a gente entendeu o motivo pelo qual Gordes foi classificado dentre os Plus Beaux Villages de France – ou, em português: Mais Belos Vilarejos da França.

Com suas ruelas estreitas e construções centenárias – todas, sem exceção, feitas em pedras sobrepostas, Gordes me trouxe, de cara, a lembrança das pequenas comunas italianas que havíamos conhecido na road trip do ano anterior. Mas o clima ali era outro… Havia um quê inédito, peculiar. Uma atmosfera solar, vivaz. A vontade imediata era de tirar as malas do carro e ficar ali por tempo indeterminado. E agora, por experiência própria, era fácil compreender porque Gordes recebeu e acolheu tantos artistas na década de 50 – quando, após a Segunda Guerra, viveu seu chamado renascimento. Marc Chagall, Victor Vasarely, Pol Mara e inúmeras outras personalidades célebres encantaram-se por Gordes – sabidamente por sua arquitetura particular, pelos panoramas belíssimos e pela luz ímpar que chega até ali.

Até hoje, meio século mais tarde, Gordes ainda mantém vivas as heranças daquela época. O Château de Gordes, um de seus principais pontos turísticos, abrigou durante muito tempo as obras de Vasarely e Pol Mara. Hoje, continua a promover a arte através de magníficas exposições temporárias de artistas diversos.

Ao redor do castelo, estão restaurantes renomados – alguns premiados com estrelas Michelin, inclusive – e uma malha hoteleira pra turista algum colocar defeito. As opções vão de albergues e B&B econômicos (porém super aconchegantes) à hotéis 5 estrelas com serviço de excelência.

Por fim, ao fazer uma visita a Gordes, além de dedicar algum tempo para conhecer os segredos da vila, é bom também separar algum espaço no roteiro para atrações e destinos próximos. Gordes é, sem sombra de dúvidas, uma boa base para quem deseja explorar com calma o Luberon. Ali, bem ao lado, estão Ménerbes, Lourmarin, Roussillon, Vénasque, Ansouis e outros lugarejos lindos que merecem a visita. O Museu das Lavanda também está a poucos quilômetros da vila – e rende uma visita bastante interessante. E não vá embora antes de visitar (lê-se degustar e abastecer o estoque) ao menos um dentre os produtores locais de azeites. Em nossa passagem por Gordes, conhecemos o Moulin du Clos des Jeannons e, além de uma recepção supercarinhosa por parte de seu proprietário, descobrimos um dos melhores azeites que já tivemos a chance de experimentar. Não preciso dizer que a mala voltou carregada, né?

Em resumo, devo confessar que nosso dia em Gordes e região foi um dos mais ricos de toda a viagem. Vimos e vivenciamos de tudo… história, arte, cultura, gastronomia, ecoturismo. E só havia uma forma de ter sido melhor: se não precisássemos ir embora. Por isso, não tenho receio algum de sugerir que, na impossibilidade de visitar todos os vilarejos, coloque Gordes no topo de sua lista de prioridades na Provence. Considere fazer dele sua base de exploração no Luberon ou, ao menos, reserve algum tempo para conhece-lo com calma. Tenho certeza, com base em tudo o que vi e nos sorrisos que presenciei, que você não vai se arrepender.

 

 

QUANDO IR A GORDES?

De Abril a Outubro – é quando você verá o vilarejo com mais vida. Período ideal para aproveitar Gordes e a região em sua totalidade. A partir de meados de Junho e até o fim de Agosto, quando é chegado do Verão, o fluxo de turistas é maior, as lavandas estão floridas, tudo tem mais cor… em compensação as temperaturas são mais altas (e não subestime o sol da Provence, ele pode castigar!) e os preços, em geral, também.

De Novembro à Março – com a proximidade do inverno, alguns estabelecimentos nem abrem suas portas e é verdade que a visita pode perder um pouco do encanto. Ainda assim, estando pelas redondezas, vale dedicar um dia à Gordes já que sua arquitetura e a vista monumental do Luberon nunca perdem seu charme.

 

 

O QUE FAZER EM GORDES?

Apesar de pequenina, Gordes tem boas atrações e preencher um roteiro por ali é moleza.
(Não deixe de conferir, mais abaixo no post, o mapa com a localização exata de todas as atrações listadas a seguir).

A caminho do vilarejo pela Route de Cavaillon (D15), comece sua visita estacionando por alguns minutos no mirante que encontrará à direita na estrada, alguns metros após a entrada do hotel Le Mas de Gordes (caso prefira, pode usar as coordenadas 43°54’25.9″N 5°11’50.1″E em seu GPS). Ali você terá um panorama especial do vilarejo e poderá fazer boas fotos. Foi a partir deste mirante que fizemos a foto que você vê abaixo.

Gordes - Um guia sobre a pérola do Luberon, na Provence. © Imagina na Viagem

 

CHÂTEAU DE GORDES

Gordes - Um guia sobre a pérola do Luberon, na Provence. © Imagina na Viagem
Quando passamos pelo Château, a exposição da vez trazia trajes típicos da realeza.

Chegando à vila de Gordes, inicie seu passeio pelo Château de Gordes – onde poderá ver mais detalhes da típica arquitetura da vila bem como visitar excelentes exposições de arte.

O Château de Gordes data originalmente do ano de 1031, mas foi reconstruído no século XVI. Atualmente, é classificado como Monumento Histórico da França. Ele funciona sazonalmente, de Abril a Outubro, sempre de Terça a Domingo. Os ingressos custam 7 euros e crianças menores de 10 anos têm entrada gratuita.

Para conferir a agenda do Château e saber mais detalhes sobre a exposição temporária que estará ocorrendo no momento da sua visita, acesse o site oficial do turismo local em: www.luberoncoeurdeprovence.com

 

 

IGREJA DE SÃO FIRMINO

Após visitar o castelo, vale adentrar outra construção imponente da cidade: a Eglise Saint Firmin. Construída por volta do século XI, a igreja era originalmente devotada à Nossa Senhora, mas quando foi reconstruída, em meados do século XVIII passou a ter São Firmino como seu padroeiro.

Ao visita-la, esteja atento a cada um de seus detalhes e perceba que, embora restaurada, a Igreja ainda mantém algumas rachaduras. Diz-se que elas foram ocasionadas por um terremoto ocorrido no início do século XX. Confesso que quando soube, correu um frio pela espinha. É aterrorizante pensar em um terremoto estando em meio a uma cidade de pedras à quase 400 metros de altitude. Parece que, naquela época, quase tudo o que havia no sopé de Gordes foi destruído.

 

CAVES DU PALAIS ST. FIRMIN

É quase impossível imaginar, mas abaixo das construções da vila de Gordes existe uma espécie de cidade subterrânea.

Construída séculos atrás para abrigar produtores e artesãos em seus ofícios, a rede subterrânea foi uma alternativa à falta de espaço da vila e durante muitos anos esteve “escondida” dos olhos dos visitantes. Hoje em dia, após passar por restauração, o local está aberto à visitação possibilitando que os turistas que visitam Gordes tenham acesso a esta verdadeira obra da engenharia.

Durante o passeio, além de poder adentrar o mundo subterrâneo de Gordes, os visitantes são convidados a assistir um documentário sobre a restauração das caves e, com ajuda de audioguides, descobrir detalhes sobre as produções locais, como a fabricação dos azeites.

As visitas custam 6 euros e podem ser feitas diariamente, de Julho a Agosto, das 10h às 18h. De Abril a Junho e de Setembro a Outubro os horários são os mesmos, mas as visitas não acontecem às Terças-feiras.

 

CAMINHADAS PELA VILA

Após conhecer seus principais monumentos e atrações, porque não gastar alguns minutos percorrendo livremente as ruelas da vila? Num passeio sem pressa, a gente descobre detalhes, segredos e cantinhos que, quase sempre, são as pérolas da viagem. Em Gordes, isso se torna ainda mais verdadeiro uma vez que é possível encontrar inúmeros mirantes de onde é se pode avistar belos panoramas no Luberon. Descubra a cidade, observe suas construções, explore seu comércio e não esqueça de trazer souvenires de lá… além de uma lembrança a mais da viagem, esta é uma excelente forma de aquecer e incentivar o comércio local.

Ah, e aqui vai uma dica para as meninas: abram mão dos saltos ou sandálias desconfortáveis. Com ruas de pedras e algumas ladeiras íngremes, tênis e sapatilhas são a melhor opção para desbravar Gordes.

 

UM DRINK NO LA BASTIDE DE GORDES

Um “palace hotel”. Cinco estrelas. Refúgio de exclusividade e sofisticação com uma vista de fazer cair o queixo. Assim é o La Bastide de Gordes, hotel que funciona sazonalmente de Abril a Outubro e é classificado como um dos melhores de toda a região.

Passar alguns dias por ali, em quartos que se abrem para o mais belo visual do Luberon é certamente uma experiência sem igual – que requer alguma boa dose de planejamento, uma vez que o hotel possui apenas 40 quartos e, claro, quase sempre está lotado.

A boa notícia é que mesmo quem não está hospedado por ali pode desfrutar um bocadinho de seus privilégios. O La Bastide de Gordes abre as portas de seu terraço panorâmico, bar e restaurante para não-hóspedes que busquem um momento de contemplação e requinte. E, aqui vai uma confissão: foi ali, no terraço do La Bastide de Gordes, frente ao vale do Luberon, tomando uma água tônica com limão (hábito comum entre os locais) enquanto observava meia dúzia de sortudos que aproveitavam o dia de sol na piscina, que eu estabeleci como meta um dia retornar com mais tempo. Desde então eu conto os dias esperando pelo momento de realiza-la.

 

MOULIN DU CLOS DES JEANNONS

Sabe aquela paixão que algumas pessoas têm por vinhos? Então… aqui em casa somos apaixonados por azeites. Acostumados aos italianos, portugueses e gregos, foi uma surpresa tremenda quando descobrimos a tradição dos azeites de Provence. Se aqui no Brasil é difícil encontrar o óleo proveniente da região, por lá a oferta é farta. Quando a Bianca, do Escritório de Turismo do Luberon, que nos acompanhava em Gordes, nos contou sobre os produtores locais e se disponibilizou a levar-nos a conhecer um deles, sabíamos que estávamos prestes a viver uma das melhores experiências da viagem.

A visita ao Moulin du Clos de Jeannons foi nada menos que incrível. É bem verdade que, àquela altura do ano, não foi possível acompanhar a colheita ou a prensa (que podem ser vistas em visitas feitas durante Novembro e Dezembro), mas ainda assim aprendemos muito sobre a produção.

Fomos recebidos pessoalmente por André Horard, proprietário da empresa familiar. E pensa num sujeito simpático… a vontade de dividir seu ofício conosco era tanta, que mesmo sem esperar nossa visita, André faz questão de nos dar uma verdadeira aula – até arriscando um português de vez em quando – sobre o cultivo das azeitonas e a produção de seus azeites.

A visita terminou com uma degustação das variedades de azeites produzidas no Moulin du Clos des Jeannons e, como não poderia deixar de ser, escolhemos algumas latas de óleos e vidros de azeitonas para trazer conosco. Hoje, alguns meses após nossa visita, nossas lembranças da Provence e de nossa tarde em Gordes ficam ainda mais vivas a cada vez que utilizamos o azeite produzido pelo André… nossa última latinha está no final e estou quase fazendo disso uma desculpa para retornar, em breve, àquele lugar de sonhos!

Para conhecer o Moulin du Clos des Jeannons, anote aí: as visitas acontecem diariamente (exceto Domingos) de Abril a Setembro, de 10h30 às 19h; e de Outubro a Março das 14h às 18h. Durante o mês de Fevereiro não há atividade no Moulin du Clos de Jeannons.

 

MUSEU DA LAVANDA

A poucos quilômetros de sua vila, está o Museu da Lavanda – para mim, uma das atrações mais interessantes de toda a região.

Foi uma sorte tamanha encontrar campos de lavandas floridos quando estivemos por lá, ao final de Maio, mas mais legal que isso foi descobrir toda a história por trás da tradição da lavanda provençal. Entender os detalhes de seu cultivo, plantio, descobrir o que torna seu óleo tão especial e, por fim, fazer algumas comprinhas foi realmente muito bacana.

Para saber mais sobre a visita ao Museu da Lavanda e informações práticas para planejar a sua, veja o post que fizemos sobre nossa passagem por lá em: Museu da Lavanda – Provence: tudo sobre a visita!

 

 

TOURS GUIADOS

Durante os meses de Verão, o escritório de turismo Luberon Coeur de Provence organiza algumas visitas guiadas em Gordes. As saídas acontecem em inglês e francês e compreendem um passeio pela cidade e alguns de seus principais pontos de interesse. É bacana para quem deseja mais do que apenas contemplar a vila e pretende conhecer mais a respeito de sua história e curiosidades.

Em Julho e Agosto, durante as noites de Sexta-feira, o escritório promove ainda saídas noturnas que permitem explorar Gordes ao anoitecer, com ajuda de lanternas. A cidade subterrânea é uma das paradas desse tour que ficamos loucos de vontade de realizar!

O escritório de turismo também pode organizar visitas guiadas a outras localidades da região. Quando estiver programando sua viagem, visite o site oficial (www.luberoncoeurdeprovence.com) e entre em contato com a equipe para descobrir quais passeios guiados estarão disponíveis na ocasião da sua visita.

 

 

QUANTOS DIAS FICAR EM GORDES?

Uma tarde é o suficiente para conhecer Gordes, devido a seu tamanho diminuto. Em um único dia você consegue conhecer o vilarejo, visitar seus pontos turístico, tomar um drink no terraço panorâmico do La Bastide de Gordes – o hotel mais luxuoso do vilarejo – e, ainda, terminar o dia com uma visita ao Museu da Lavanda e a um produtor de azeites local – recomendamos o Moulin du Clos des Jeannons.

Mas, se você quer um conselho de amiga, eu diria: não apresse sua experiência em Gordes, faça diferente de nós e reserve, ao menos, duas ou três noites em algum hotel do vilarejo. Você pode aproveitar algum dos excelentes hotéis por ali para curtir uma espécie de férias das férias numa piscina com vista para o Luberon, uma lua de mel sem agendas (sonho que passei a cultivar após nossa rápida passagem por ali) ou, ainda, como base para um roteiro pelas cidadelas do Parque. Acredite, seja qual for o intuito da sua viagem, alguns dias em Gordes farão dela ainda mais especial.

 

ONDE SE HOSPEDAR EM GORDES?

Abaixo você confere uma seleção de boas hospedagens em Gordes. Há desde hotéis 5 estrelas repletos de luxo e sofisticação até opções mais em conta, como B&Bs, que atenderão bem quem não quer gastar muito mas não abre mão de charme, conforto e localização.

Para ver e reservar outras opções em Gordes e arredores, acesse o Booking clicando aqui!

La Bastide de Gordes – 5 estrelas- $$$
Nota do Booking: 9,6
Classificação no TripAdvisor: Número 1 de 24 hotéis em Gordes.
Detalhes: Um verdadeiro palácio. Parte do renomado catálogo The Leading Hotels of the World, o La Bastide de Gordes conta com apenas 34 quartos e 6 suítes, conferindo um tom de exclusividade e privacidade à hospedagem. Totalmente renovado em 2017, ele oferece vistas panorâmicas para o vale do Luberon, um restaurante de alta gastronomia com estrela Michelin, SPA Sisley Paris com banheira de hidromassagem, banho turco e piscina cromática coberta, além de duas piscinas ao ar livre nos jardins com vista para o vale. Há translado de e para o aeroporto e o wi-fi é gratuito em todas as áreas do hotel. Os quartos são amplos, bem decorados e possuem banheiro privativo (alguns com chuveiro separado). Escolha certeira!

Mas de la Beaume – $$
Nota do Booking: 9,4
Classificação no TripAdvisor:Número 9 de 52 pousadas em Gordes
Detalhes: Piscina ao ar livre, vista para o vale, wi-fi gratuito, quartos com vista para o jardim e montanha, além de banheiro privativo. Estacionamento gratuito.
Clique aqui para ver esta acomodação no Booking!  

Le Petit Palais D’Aglae – 4 estrelas – $
Nota do Booking: 8,8
Classificação no TripAdvisor: Número 4 de 24 hotéis em Gordes.
Detalhes: Com serviço de transfer de e para o aeroporto, wi-fi grátis, SPA, piscina e estacionamento gratuito, este hotel tem como diferencial a oferta gratuita de bicicletas para uso dos hóspedes. Seus quartos têm ar condicionado, vista para o jardim e TV tela plana, além de banheiro privativo.
Clique aqui para ver esta acomodação no Booking!  

Les Bories & SPA – 5 estrelas – $$$
Nota do Booking: 8,6
Classificação no TripAdvisor: Número 8 de 24 hotéis em Gordes.
Do ladinho do centro de Gordes, está localizado em uma propriedade cheia de verde, com cultivo de ciprestes e lavandas… Sua infraestrutura surpreende com piscina ao ar livre aquecida, quadras de tênis, restaurante estrelado pelo Guia Michelin, SPA com piscina coberta aquecida, piscina de treinamento com corrente artificial, hidromassagem, sauna, banho turco e academia. Tudo isso com uma vista panorâmica do Luberon. Todos os quartos contam com ar condicionado, terraço e TV tela plana, além de banheiros privativos. O estacionamento é gratuito, há transfer de e para o aeroporto e heliporto. O wi-fi é  gratuito nas áreas comuns do hotel.
Clique aqui para ver esta acomodação no Booking! 

Le Jas de Gordes – 3 estrelas -$$
Nota do Booking: 9,2
Classificação no TripAdvisor: Número 5 de 24 hotéis em Gordes.
Detalhes: Um pouco mais afastado do centro de Gordes (cerca de 1,6km), o hotel é bom para quem está de carro, pois conta com estacionamento gratuito. Localizado em um parque privado repleto de natureza, ele tem piscina aquecida, wi-fi gratuito, e os quartos possuem ar condicionado e banheiro privativo com chuveiro.
Clique aqui para ver esta acomodação no Booking! 

Relais du Silence Mas de Romarins – 3 estrelas – $
Nota do Booking: 8,4
Classificação no TripAdvisor: Número 12 de 24 hotéis em Gordes.
Detalhes: A 10 minutos de caminhada da vila de Gordes, este três estrelas possui estacionamento grátis, translado de e para o aeroporto e piscina. Todos os seus quartos têm com isolamento acústico, ar condicionado e banheiro privativo. Internet wi-fi é grátis e está disponível por todo o hotel.
Clique aqui para ver esta acomodação no Booking! 

Domaine de l’Enclos – B&B – $
Nota do Booking: 9,3
Classificação no TripAdvisor: Número 2 de 16 hotéis especializados em Gordes.
Detalhes: Para quem deseja se aprofundar na vivência local, deve ser incrível hosperdar-se em uma típica casa de fazenda provençal. Este Bed and Breakfast possui vista panorâmica, piscina aquecida ao ar livre e sauna. Seus quartos contam com ar condicionado e banheiro privativo. O wi-fi é gratuito.
Clique aqui para ver esta acomodação no Booking! 

Mas Fleuri – B&B – $
Nota do Booking: 8,9
Classificação no TripAdvisor: Número 28 de 52 pousadas em Gordes.
Detalhes: Imagine se hospedar em meio a um jardim de 3000m². O Mas Fleuri conta com piscina aquecida ao ar livre, terraço e wi-fi grátis em toda a propriedade. Quartos com TV via satélite, dvd player e banheiro privativo com banheira e chuveiro. O estacionamento é gratuito.
Clique aqui para ver esta acomodação no Booking! 

 

 

ONDE FICA E COMO CHEGAR EM GORDES?

Localizada dentro do Parque Natural Regional do Luberon, Gordes é uma comuna da região da Provença-Alpes-Costa Azul, no departamento de Vaucluse.

Cerca de 700km a separam da capital, Paris. Mais próximas estão as cidades de Marselha (90km), Avignon (50km) e Aix-en-Provence (70km).

Para chegar a Gordes, iniciamos nossa viagem em Paris e fizemos algumas bases ao longo do trajeto. Você pode conferir todos os detalhes de nosso roteiro no post: Road Trip pela França: de Paris à Côte d’Azur

Caso prefira, você pode iniciar sua viagem em Marselha. A Air France faz a ligação aérea entre o Brasil e Marselha em voos com conexão em Paris. Lembre-se que a empresa oferece stopover gratuito – ou seja, você pode estender a sua conexão e transformar as suas horinhas em Paris em uma estada mais longa sem pagar nada a mais por isso.

Independentemente de onde seja o início de sua viagem, a melhor maneira de chegar a Gordes e explorar o Luberon é alugando um carro. Ter um veículo próprio, lhe permitirá uma maior flexibilidade no roteiro e facilidade de acesso a qualquer um dos vilarejos da região – que, diferentemente das cidades maiores da Provence, não contam com uma oferta muito grande de transportes públicos.

A notícia boa é que dirigir na França é uma tranquilidade… Mesmo as menores estradas são ótimas e bem sinalizadas. Além disso, em Gordes muitos hotéis contam com estacionamento gratuito para os hóspedes e, ainda falando em economia, sempre existem boas promoções em locadoras de carro na França. Recomendamos que você cote e contrate o aluguel do seu carro através da RentCars. Acesse clicando no banner abaixo.

 

No mapa a seguir, você encontra a localização exata de Gordes, seus principais pontos turísticos e algumas cidades que podem ser combinadas facilmente no mesmo roteiro.

 

 

 

VALE O BATE-VOLTA

1. Avignon – Cidade maior, também excelente para ter como base, repleta de história, boa gastronomia e excelentes opções de hotéis. Para saber mais sobre Avignon veja o guia que preparamos em: Avignon: Um guia completo sobre a joia da Provence.

2. Lourmarin – Mais um entre os vilarejos mais lindos da França, Lourmarin está a poucos quilômetros de Gordes e merece a visita. Chegamos a pernoitar em Lourmarin, em um hotel mais afastado do centro onde estivemos em um contato direto e supergostoso com a natureza da Provence. Foi o tempo necessário para sairmos de lá encantados. O vilarejo em si tem uma certa atmosfera jovem e, no momento de nossa visita, preparava-se para receber um festival de música. Uma gracinha de lugar com um clima agradabilíssimo.

3. Roussillon – Não é uma escolha muito óbvia entre turistas brasileiros… quando pesquisávamos nosso roteiro encontramos poucas referências em português sobre Roussillon e suas ocres – formações geológicas de cor alaranjada que deram vida ao vilarejo. Vale bastante a pena visitar o Parque das Ocres por sua peculiaridade e conhecer o vilarejo que é todo feito a partir daquele material.

4. Cassis – É impossível cansar da Provence… quando você acha que já viu tudo e que não há mais surpresas pelo caminho você encontra Cassis – um destino que consegue unir as delícias de um balneário esmeralda ao charme inconfundível das cidades provençais. É um bate-volta um pouco mais longo, mas sem dúvida alguma, vale a pena encarar a estrada mais longa e conhecer este espetáculo de lugar. Para saber mais sobre Cassis, veja o guia em: Cassis: um guia completo do pedacinho esmeralda da Provence.

 

* O Imagina na Viagem esteve nos vilarejos do Luberon com apoio dos órgãos regionais de turismo (Tourisme Paca / Provence Guide / Luberon Coeur de Provence) e da Atout France – Agência Nacional de Desenvolvimento Turístico da França. Prezando a credibilidade deste veículo, todos os artigos publicados no Imagina na Viagem descrevem com fidelidade as opiniões pessoais da editora e não são passíveis de qualquer acréscimo e/ou alteração de valor ou conteúdo por parte de terceiros.

Post anterior

Cassis: um guia completo do pedacinho esmeralda da Provence

Próximo Post

Keukenhof 2018 – Planejando a sua visita!

Sem comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *